sábado, fevereiro 28, 2009

“Direitos globais”

Já ouvi dizerem que há entre as pessoas, aquelas que pensam melhor sobre o futuro e os cenários, do que propriamente tenham capacidade de operacionalizá-las. O senador Cristovam Buarque parece ser uma destas pessoas. Um pensador de primeira. Aponta princípios, diretrizes a partir de análises que sempre faz as pessoas pensarem e até mudarem comportamentos. Talvez, seja por isso que ele tenha tanto respeito no plano internacional, maior do que o que conseguiu auferir por aqui, neste nosso país, em que as prioridades são sempre para ontem e o futuro algo sempre secundário. Depois, desta breve introdução o blog traz para o espaço o artigo do senador publicado hoje em O Globo, como o título desta nota que merece nossa análise: Direitos globais” Na semana passada, a Academia da Latinidade, inspirada e dirigida pelo professor Candido Mendes, realizou no Instituto Nobel para a Paz e na Academia de Ciências da Noruega um debate de três dias sobre a ética na universalização dos direitos humanos. Embora o principal tema tenha sido as relações entre cristianismo e islamismo, ao longo dos debates surgiram cinco novos direitos humanos, que ainda precisam ser globalizados. Primeiro, o direito ao meio ambiente.É preciso que o patrimônio natural do planeta seja garantido para as gerações futuras. Esse é um direito humano tão sagrado quanto os já reconhecidos e defendidos há 60 anos, pela Declaração Universal. E vai exigir mudanças profundas no sistema produtivo e nos padrões de consumo das gerações atuais. Segundo, o direito à migração. No mundo onde uma crise do sistema financeiro norte-americano se espalha por todos os países, onde o comércio é praticado livremente, onde um carro ligado em qualquer parte do mundo eleva a temperatura de todo o planeta, ainda há fronteiras que impedem a mobilidade das pessoas. Os pobres são impedidos de se mudar em busca de emprego em outros países. O mundo global precisa tratar a migração internacional como um direito humano fundamental, derrubar as fronteiras da migração, como derrubou as fronteiras comerciais. Terceiro, o direito à educação. Se o capital econômico está baseado no conhecimento, e o emprego de cada pessoa depende de sua qualificação, é inaceitável que a educação de cada criança dependa dos recursos da prefeitura da sua cidade. Se os direitos proíbem a tortura, não podemos permitir que ainda existam cerca de 800 milhões de analfabetos no mundo. Nem podemos tolerar que, por falta de educação, mais de um bilhão de jovens sejam incapazes de navegar no mundo virtual que caracteriza a contemporaneidade. O quarto direito é ao emprego. As sociedades devem se unir em torno de um grande programa mundial de geração de empregos. Obviamente, esse emprego não poderá ser imposto ao setor privado, para produzir bens para o mercado, mas pode ser criado pelo setor público para atender à demanda por bens culturais, pela recuperação do meio ambiente, pela atenção em saúde, pela educação. A Bolsa-Escola era um exemplo desse emprego social: a família era empregada para garantir que o filho estudasse. O quinto direito é à saúde. Ao nascer no mundo global de hoje, as pessoas têm mais desigualdade no acesso à saúde, inclusive no direito a viver mais ou menos, do que tinham no passado. No século XIX, a medicina era praticamente a mesma para qualquer pessoa. No século XXI, o acesso à medicina é completamente diferente, segundo a renda da pessoa. Isso é imoral. E pode levar a uma diferenciação tão grande entre os seres humanos, que provocará o desaparecimento do conceito de semelhança. O mundo precisa definir sistemas de atendimento médico que iguale a chance de todos à saúde, sem importar em que país estão e a renda de que disponham. Fiz a defesa desses cinco direitos durante os debates do XIX Colóquio da Academia da Latinidade, em Oslo. Creio que o Congresso Nacional deveria debater o assunto nas Comissões de Direitos Humanos da Câmara e do Senado. Ao mesmo tempo, com a liderança que adquiriu nos governos dos presidentes Fernando Henrique e Lula, o Brasil deve tentar influir no cenário internacional, nas entidades que pertencem ao sistema das Nações Unidas, para que sejam encontradas formas de realizar o que pode ainda parecer um sonho: cinco novos direitos humanos globais. No final da grande crise de 1929 a 1945, o mundo aprovou a Declaração Universal dos Direitos Humanos e implantou o Plano Marshall, que recuperou a economia da Europa e lançou as bases para o desenvolvimento dos países do Terceiro Mundo. As crises globais deste começo de século XXI — ambiental, financeira, social — podem ser o novo tempo dos direitos humanos globais e sociais. O Brasil tem um papel a cumprir, omitir-se é fugir à responsabilidade. Cristovam Buarque é senador PDT-DF".

Obrahma: sem hipocrisia!

Por quê Obama pode e Lula não pode? O presidente dos EUA bebe uma cerveja durante o jogo do Chicago Bulls que assistiu junto com amigos e assessores. Com a palavra os hipócritas de diversos tipos e interesses. PS.: Foto Molly Riley – Reuters.

Motorista reclama falta de respeito e fiscalização no trânsito em Campos

O blog recebeu, através de e-mail do Adauto Nunes, o relato de um exemplo vivido pelo próprio, a partir do qual, pede mais cuidado dos outros motoristas e fiscalização por parte do poder público: “Bom dia Sr. Roberto, Permita-me usar seu blog para chamar atenção da Emut sobre o desrespeito que está havendo nos sinais de trânsito da nossa cidade especialmente na Av. Vinte e Oito de Março. O sinal da Rua João Maria com 28 de Março parece que existe só par enfeite. Os carros, principalmente os de lotadas não obedecem o sinal da Vinte e Oito de Março e quem vem da Rua João Maria, corre sério risco. Vinha eu, pela Rua João Maria, o sinal aberto para eu passar, quando de repente veio dois carros em alta velocidade e eu percebendo que passariam direto, parei. A senhora que dirigia o primeiro carro se espantou com o meu carro e pisou no freio, o que vinha atrás dela engavetou na traseira do dela jogando este em cima do meu. Resolvido o problema, parei e comecei a observar o procedimento dos demais motoristas. Está uma vergonha, pouca gente respeita o sinal. Não há guarda, não há punição. Está uma bagunça. Existe ali na saída da Rua dos Goytacazes com 28 de Março, uma placa, enfrente ao Posto de Gasolina, que diz que é proibido dobrar a esquerda. Mais ninguém respeita. É preciso que nossa Prefeita bote para quebrar. Multar essa gente irresponsável, fazer cumprir a Lei. Um grande abraço Adauto Nunes”.

sexta-feira, fevereiro 27, 2009

Relembrando e reverenciando nossos conterrâneos

O jornalista Humberto Moreira Rangel que já lembrou, em nota publicada aqui no blog Urgente, sobre a homenagem que a Escola de Samba Vila Isabel fez no enredo do desfile este ano, à campista, Mercedes Batista, primeira bailarina negra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, através de e-mail ao blog, também questionou a necessidade de outras homenagens afirmando: “Em uma cidade cheia de tradições, mas que os atuais detentores do poder acham em brincar com a cultura, não realizando o carnaval, é com muito orgulho que devemos comemorar a vitória da Mocidade Alegre, em São Paulo e a escolha do Wantuir da Grande Rio, como melhor intérprete do carnaval carioca, pelo jornal O Dia. Lembrete: a Mocidade Alegre foi fundada por campistas, que eram da Mocidade Louca. Já o Wantuir, é da tradicional família Da Hora, do Parque Leopoldina, que realizada um excelente trabalho de resgate de nossa cultura com apresentações de Jongo e da Mana Chica, em nossa cidade e Região. Em outubro, na apresentação do enredo do Bloco "Os Psicodélicos", o show do Wantuir foi inesquecível, lotando a quadra. Um abraço, e que os espíritos do Roberto Ribeiro, Ataíde Dias, Wilson Batista e do Coronel Ponciano, baixe na cabeça dessa gente. Humberto Moreira Rangel”. Voltando ao primeiro registro, Humberto também resgatou outra importante relação com a nossa terra, ao lembrar que o Teatro Municipal do Rio de Janeiro foi inaugurado pelo também campista e presidente Nilo Peçanha, em 1909, mesmo ano em que inaugurou a Escola de Aprendizes Artífices, hoje Instituto Federal Fluminense. Humberto já havia comentado aqui no blog a ligação do ex-presidente com Cartola. Registros importantes, neste ano em que o governo brasileiro relembrará o ex-presidente como o criador do ensino profissional e tecnológico no Brasil. Parabéns ao Humberto pela sempre atualizada pesquisa histórica de nosso povo e nossa região.

Capim-elefante para queima em nossas olarias

Está publicado hoje, na coluna Negócios & Cia do jornal O Globo, a informação de que a Cerâmica União instalada em nossa Baixada receberá R$ 324 mil da Investe Rio para cultivar o capim-elefante (foto ao lado – muito conhecido em nossa região) para substituir o eucalipto no aquecimento dos fornos para a queima dos tijolos.
Na nota, o dono da cerâmica informou que mensalmente chega a trazer 30 caminhões com eucalipto, ao custo de R$ 2.500 cada. Os estudos estimam que o uso do capim pode, além de reduzir custos e atenuar danos ambientais, aumentar a perspectiva do setor que agora está também pressionada pelos danos provocados pela extração do barro e pelos custos do transporte do produto final, para a região metropolitana, devido aos custos dos pedágios recém-implantados na BR-101. O blog numa pesquisa rápida encontrou a seguinte informação sobre o uso do capim-elefante: “Um estudo realizado pelo IPT, intitulado "Capim-elefante como fonte alternativa de energia: o Projeto Integrado de Biomassa (PIB) após um ano", foi apresentado no 12th World Clean and Environment Congress and Exhibition, realizado em Seul, Coréia, de 26 a 31 de agosto. Segundo o pesquisador Vicente Mazzarella, da Diretoria Adjunta de Projetos Especiais do IPT e responsável pelo projeto, o evento reuniu representantes de instituições de pesquisa de 40 países, com 420 trabalhos inscritos. O trabalho do Instituto foi destaque e recebeu o prêmio Thomas Kuhn - Hopes for the Future for a Sustainable World, atribuído pela Academia Internacional de Ciências.
Para Mazzarellla, o projeto se encaixa com a proposta de sustentabilidade econômica e social. "A biomassa vegetal pode contribuir e muito para a autonomia energética nacional, tanto em processos de secagem e queima direta, quanto os de gaseificação para acionar turbinas e gerar eletricidade." A Inglaterra já produz com sucesso energia elétrica a partir do capim-elefante. "Eles baseiam-se numa produtividade média de 10 toneladas de capim por hectare/ano, enquanto no Brasil já chegamos a 60 toneladas de massa seca por hectare/ano. Nossas condições climáticas são muito melhores, o que nos permite ser otimistas." O capim-elefante é uma gramínea originária da África e bem adaptada ao Brasil. É de grande porte, semelhante ao da cana-de-açúcar. Segundo Mazzarella, tem potencial para substituir o eucalipto na geração de energia em olarias, por exemplo, liberando a madeira para finalidades mais nobres como a produção de celulose, de móveis e para a construção civil. "O projeto que desenvolvemos tem como parceiros a Unicamp, a Embrapa/Seropédica e o Instituto de Zootecnia da USP, com recursos da Finep. Apresentamos proposta à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo para viabilizar o plantio de 30 hectares de capim-elefante. Será uma área experimental já em escala industrial, para alimentar durante um ano o forno de uma unidade produtora de cerâmica vermelha: telhas, tijolos, entre outros itens. O objetivo é obter dados econômicos e de eficiência energética". O capim-elefante também é uma alternativa ecológica por ser renovável. "O crescimento desta espécie ajuda a diminuir a poluição ambiental, retirando carbono livre na atmosfera", diz Mazzarella”. PS.: Com atualização às 18:02.

O que diz o Código de Postura

O blog aproveitou a reclamação da Viviane, em nota abaixo e resolveu, após o período de Momo, retomar a publicação resumida, de alguns pontos do novo Código de Postura Municipal, Lei 8.061 de 10 de dezembro de 2008, publicado no D.O. de 24 a 26 de dezembro passado. Sobre o tema da nota anteror diz o código no capítulo II “Dos divertimentos públicos”, artigo 79: “Em todas as casas de diversões públicas, assim como nos casos de shows, comícios, festas realizadas em vias públicas, serão observados as seguintes disposições, além das estabelecidas pelo Código de Obras: I – tanto as salas de entradas como as do espetáculo serão mantidas higienicamente limpas; ... IV – os aparelhos destinados à renovação do ar deverão ser conservados e mantidos em perfeito funcionamento; ... VII – possuirão bebedouros automáticos de água filtrada e escarradeira hidráulica, em perfeito estado de funcionamento”; O parágrafo único deste artigo também merece registro, em parte pela sua pouca habitualidade e contemporaneidade e de outra por sua consagração: “É proibido aos espectadores, sem distinção de sexo, assistir aos espetáculos de chapéu à cabeça ou fumar no local das funções”.

Subsolos & despesas

Uma série de novas construções em Campos vem projetando o uso de subsolos como espaços para garagens. Aparentemente uma forma econômica de potencializar o uso do terreno, especialmente daqueles em áreas mais valorizadas. O que muitos projetistas ainda não se aperceberam é o aumento do nível do lençol freático ocasionado, pelas chuvas e cheias em nossa região entre os meses de novembro de fevereiro. Os prédios já concluídos que fizeram o uso dos subsolos, inclusive comerciais, passaram por dificuldades desde o mês de novembro passado, quando tiveram que usar potentes bombas para a retirada da água acumulada. Isto representou o aumento de despesas dos atuais proprietários, tanto com a aquisição de grandes bombas como do aumento do consumo de energia elétrica. Em outros casos, em prédios estão ainda em construção, problemas como terrenos vizinhos que cederam entre outros estão provocando nos projetistas o questionamento da validade do uso deste recurso.

quinta-feira, fevereiro 26, 2009

Condições lastimáveis de cine do Shopping Avenida 28

O blog recebeu da jornalista Viviane Aquino, a reclamação que não é a primeira que o blog ouve ou lê, sobre as condições das salas de cinema em nossa cidade: Economia porca e barata” “Amigo Roberto, vou aproveitar o seu nobre espaço para falar de minha indignação: ontem, a fim de curtir uma de diferente e espairecer a cabeça, fui assistir às 19h e 40 ao filme “Se eu fosse você 2”. Sou do tempo do cine Goitacá e naquela de mudar de hábitos, resgatei há pouco tempo à ida ao cinema. Para surpresa minha logo assim que entrei na sala 4 do Shopping 28, imaginei que seria impossível assistir a uma fita sem um ar refrigerado, sobretudo pelo calor que anda fazendo. Não deu outra, e além de não ligarem o ar, a sala já estava completamente suja com restos de sacos de pipocas e outros, espalhados por tudo quanto é canto. E isso sem ter havido uma sessão anterior. Já imaginou??? Essa economia porca e barata faz com que eu e tantas outras pessoas pensemos duas vezes antes de sair de casa. Tenho vergonha do visitante/turista que esteja passeando por nossa cidade, ter que assistir uma cena destas já que não tenho presenciado essa situação em outros lugares por aí. E assim a nossa cidadezinha não passará disso...”

Movimento renova Macaé

O movimento que parece estar ligado ao candidato a prefeito da cidade pelo PV, Dr. Aluízio, que perdeu a eleição por apenas 3 mil votos do atual prefeito Riverton Mussi, deixando ainda o deputado federal e ex-prefeito Silvio Lopes, numa distante terceira colocação, tenta se manter ligado e antenado com as coisas do município, através de um site com o nome do movimento: http://www.movimentorenovamacae.com.br/

Qüiproquó das bolsa$

Nas concentrações dos blocos de carnaval falou-se, a boca não tão pequena assim, que o qüiproquó entre o ex-governador e a secretária de educação na rádio, há duas semanas atrás, tem por trás do que foi falado, o pagamento de um passivo a uma universidade local, cujo maior interessado seria o principal fiador da campanha da prefeita. Um quer pagar. Outro não.

quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Campos terá TV digital em maio

A previsão é de que em maio tenha início a transmissão da TV digital para a cidade de Campos, a primeira no interior do estado. Quem lembrou ao blog foi o programador Frederico Fiúza que prevê nesta data um aumento das vendas de TV LCD digital em nosso município. Na capital desde abril do ano passado a TV digital já é realidade. Além do Rio doze outras cidades já tinham o sinal digital na virada deste ano. Campos será a 35ª cidade brasileira a ter o sinal da TV digital. A previsão é de que apenas em 2013, o sinal digital esteja ativo em todo o território nacional.

Mascarados: tradição no carnaval de SJB

Mesmo com os shows e os tradicionais desfiles, o que mais uma vez marcou o carnaval sanjoanense foi a brincadeira e os blocos de mascarados. Há que se lamentar a triste morte de um jovem assassinato a pauladas, no domingo, que na verdade não reproduz o clima de tranquilidade no vizinho município de São João da Barra. PS.: Foto Secom PMSJB.

Búzios porto com mais ancoragens de navios de cruzeiro

Uma cidade com área total de apenas 8 quilômetros quadrados, numa península de 8 quilômetros e 23 praias, tornou-se neste verão, o porto com maior recepção de escalas de navios de cruzeiro. Nem mesmo, o porto tradicional porto do Rio de Janeiro conseguiu superar as 141 ancoragens de navios que Búzios alcançou entre os que devem circular neste verão pelo nosso país. É verdade que réveillon e carnaval são dois períodos em que o famoso balneário costuma ficar quase que impraticável, até por isso, os limites de uso do solo e outras regras precisam ficar mais claras. Para isso, a prefeitura está estimulando a estruturação do Conselho Municipal de Meio Ambiente. A boa novidade é que ao invés da composição bipartide mais comum, entre representantes do governo e da sociedade civil, por lá, o governo terá apenas quatro representantes enquanto a sociedade civil participará com oito membros.

Boa reflexão sobre as cinzas

O antropólogo Roberto da Matta em seu artigo semanal, hoje, no jornal O Globo, fez uma boa reflexão sobre as cinzas e a dualidade que ela se impõe ao carnaval e a outras coisas da nossa vida cotidiana. O blog retirou dele, apenas um trecho, para servir de aperitivo: “Sem as polaridades não haveria condição humana. Todas as grandes cosmologias foram permeadas por dualismos e as sociedades que os antropólogos descobriram nos seus estudos as usam para inventar e compreender o mundo. Dia e noite, inverno e verão, paraíso e inferno, mortos e vivos, Deus e Satanás, natureza e cultura, homem e mulher, sagrado e profano, esquerda e direita, alto e baixo, dentro e fora, preto e branco, pureza e impureza, velho e novo, feio e bonito, carnaval e cinzas... A lista de alternâncias, cuja característica principal é a complementaridade e a interdependência, não tem fim. A polaridade indica que um termo não existe sem o outro que é o seu exato oposto, não o seu sinônimo ou paralelo. Ao passo que a complementaridade revela algo que, nós, modernos, estamos tentando acabar faz algum tempo: a interdependência.O fato de que essas oposições se manifestam por meio de suas relações. Só entendemos a vida quando estamos diante da morte. É a experiência com o feminino que nos dá a plena sensação de masculinidade (e vice-versa!). Seria o mal uma ausência do bem? Ou eles existem como princípios independentes, a questão sendo — como diz Louis Dumont — que o bem contenha (e canibalize) o mal, mesmo quando ele é o seu contrário”.

O cometa Lulin

Assim o Marcelo Esqueff remeteu a informação e as fotos do registro da passagem do Cometa Lulin. Ele já havia informado aos leitores deste blog que o Lulin esteve em sua aproximação máxima à Terra (60 milhões de quilômetros da Terra) ontem, 24/02/2009. Ainda segundo Macelo, o cometa Lulin poderá ser visto ainda, com facilidade, até a próxima sexta-feira, 27/02/2009: "Profº Roberto Moraes, apesar das dificuldades tais como poluição atmosférica e luminosa, aí estão as fotos que lhe prometi. Participaram desta tarefa Isaac Esqueff, José Esqueff, Jorge Esqueff e Marcelo Esqueff, todos astrônomos amadores, porém teimosos e persistentes. As fotos são de livre utilização, e me sinto honrado em presenteá-lo, reconhecendo sua contribuição pelo sucesso do blog, cujo objetivo principal, a meu ver é expandir conhecimento, aprendizado e cidadania. Abraços, Marcelo Esqueff". O blog agradece pelas referências e pela contribuição. PS.: Para ver as imagens em tamanho maior clique sobre elas.

terça-feira, fevereiro 24, 2009

Cartola & Nilo Peçanha

Em época de carnaval e num ano em que se comemora os 100 anos do Ensino Profissional e Tecnológico, instituído pelo campista Nilo Peçanha que criou em 1909, a Escola de Aprendizes e Artífices, Humberto Moreira Rangel mandou para o blog um material com o título “Campos terá de bambas” que traz informações interessantes. Nele está informado o vínculo de Cartola com a nossa Campos. Cartola era afilhado de Nilo Peçanha que foi quem levou seus pais para o Rio de Janeiro. Sebastião Joaquim de Oliveira e Aída Gomes de Oliveira. Seu Sebastião e Dona Aída eram campistas de Morro do Coco e foram levados para o Rio, por Nilo Peçanha, quando este, foi eleito vice presidente em 1906, na chapa com Afonso Pena. O documento diz: “Cartola era o quarto dos sete filhos. Cartola, Angenor de Oliveira, era assim que se chamava o poeta, foi batizado por Nilo, que inclusive, presenteou seu Sebastião, pai do poeta, com a casa na Mangueira, onde a família foi morar, quando este tinha 11 anos de idade, onde mais tarde, ajudou na fundação da Mangueira e inclusive deu as cores da verde e branco”. “Cartola, o genial sambista era carioca, nascido em 11 de outubro de 1908, no Palácio do Catete, era um dos sete filhos de seu Sebastião. Cartola que foi pintor, pedreiro, lavador de carro, vigia e contínuo de repartição pública, gravou o primeiro disco em 1874, aos 65 anos”. Ainda segundo o documento Cartola vinha bastante em Campos em companhia da Dona Zica, sua terceira esposa, onde freqüentava o Bar do Leleu, na Alberto Torres. Cartola gostava também de ir ao restaurante Garcês, ao lado da Igreja da Boa Morte, onde era fã de um jacaré desfiado. Com certa freqüência a Morro do Coco, onde teria surgido o sucesso "Ensaboa Mulata", que fez em homenagem as suas tias que ele via lavando roupas, numa beira do Itabapoana.

Cavalhada de Santo Amaro é assunto no carnaval da Imperatriz

A Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, já conhecida em nossa cidade, no desfile desta madrugada, na Marquês de Sapucaí no Rio de Janeiro, com o enredo sobre os 50 anos de sua história, apresentou numa das últimas alas “As cavalhadas de Campos”. Será que queria resgatar a dívida com aqueles R$ 1,8 milhão bancado pela prefeitura comandada por Arnaldo em 2002, quando ainda era ligado politicamente a Garotinho?

segunda-feira, fevereiro 23, 2009

Uma edição duas capas

Só agora tive tempo de ler mais devagar os jornais do dia. A manchte de O Globo me chamou a atenção: "Império com Lula". Vi maldade na referência ao fato do presidente ter chegado cedo ontem, ao Sambódromo para assistir o desfile, desde a primeira escola: o Imprério Serrano.
Na verdade o editor deve ter tido a intenção de fazer farra, provavelmente com outras interpretações, como a de um possível terceiro mandato, ou ainda, ranger publicamente de indignação, pela alta popularidade do presidente, que faz alguns se arrepiarem de raiva.
O presidente já cansou de falar que seguirá a Constituição que determina o máximo de dois mandatos seguidos e que não tem nenhuma pretensão de fazer com que o Congresso mude o que, é bom para a nossa ainda tenra democracia.
Porém, o que me deixou ainda mais intrigado foi ver que na versão on-line, a manchete principal da edição do dia é: "Um presidente no reino da Sapucaí". Alguém deve ter chamado a atenção do editor que assim pode ter produzido aquilo que alguns chamam de segundo clichê.
Este traz de diferente, além da manchete, novas e diferente fotos, mas ainda sem perder o mau gosto, localizou ao lado da foto do presidente com Da. Marisa, mais Sérgo Cabral e esposa, a foto de um carro alegórico que mostra o polvo com o título: "Lula e o polvo".
Depois de tudo isso só resta fazer coro com uma criancinha invejosa, que na sua ingenuidade política, torce contra a Beija Flor, para voltar a chamar o presidente de pé frio. Nesta hora até contrários se juntam.

“Só é legítimo o que é defensável publicamente”

A expressão cunhada pelo deputado Chico Alencar é muito apropriada para quem está ou pretende atuar na esfera pública dos nossos três níveis ou tipos de poderes da nossa República.

PMSJB: promessa de transmissão dos desfiles pela internet não cumprida

Os leitores do blog reclamaram que os desfiles de ontem não foram para a grande rede. Devido ao fato, os comentaristas do blog já especulam sobre os motivos. Um deles é sobre o não pagamento da empresa responsável pelos serviços. Quem tiver mais detalhes ou a própria Prefeitura poderia explicar o que havia sido prometido no próprio site oficial. PS.: Atualizado às 22:18: O radialista e blogueiro Paulo Noel e o João Vitor Gonçalves avisaram agora a noite que a transmissão está sendo feita no endereço http://www.tvsanjoanense.com.br/. Eu tentei agora, acessei ao endereço mas nada consegui ver. Atualizado às 23:30: a transmissão só foi possível ser identifcada com o navegador Internet Explorer. Com o Mozilla é impossível. Agora está ocorrendo o desfile do Indianos. Estranho o fato deste endereço não estar informado no site oficial da PMSJB.

Entreouvindo por aí

O blog já falou que é fã da coluna "Entreouvido por aí" da revista de Domingo do jornal O Globo que lista algumas contribuições enviadas por leitores de coisas engraçadas ouvidas por aí. Pois bem, o blog ouviu de uma criança de dois ou três anos chegando à praia dizer para o pai: "Pai eu queria que hoje fosse ontem". O pai sem entender devolveu: "Como filho?" Por aí começa a descoberta desta variável que irá percorrer toda a nossa vida.

domingo, fevereiro 22, 2009

Reclamações na área de saúde “protegida” por plano de saúde

Ainda repercute muito, tanto entre médicos (mesmo os cooperados), quanto entre os cerca de vinte mil associados, o descredenciamento do Laboratório Plínio Bacellar determinado pela Unimed Campos. É certo que a questão é comercial e neste quesito certamente tem razões e contra-razões que justificariam uma ou outra decisão. Porém, o que parece interessante é o médico ou o cidadão cliente do plano ter que se obrigado a transferir a credibilidade num diagnóstico de saúde, ou, simplesmente, bancar de forma extra mais este gasto. Mesmo sendo esta uma discussão, mais empresarial do que de direitos, numa cidade onde o público e o privado na área de saúde, há muito estão perigosamente entrelaçados, não é admissível que nenhuma discussão pública sobre o assunto tenha sido até agora travado. O blog disponibiliza o espaço para que as diversas partes neste imbróglio possam se manifestar.

A questão de gênero poderá avançar na política nacional

Além da provável indicação da ministra Dilma Rousseff para concorrer à presidência da República pelo PT, é cada vez mais provável, que a também gaúcha, deputada Maria do Rosário, possa ser a indicada, num acordo por cima de algumas tendências, como a presidente do partido, exatamente para coordenar e assim reforçar a inovação na questão de gênero, nos níveis mais altos de disputa no partido e no país. Resta saber, se o PT, sempre chegado a um forte debate interno, aceitará este encaminhamento, como uma solução de consenso, mesmo sabendo que ela deverá ser submetida ao processo de eleições diretas, conhecido como PED, que o partido se orgulha o único praticante no cenário partidário em nosso país.

Limpinho!

Mais uma do Bessinha do A Charge On Line.

Fábio Paes responde ao blog

Através de e-mail Fábio Paes respondeu ao blog a respeito da nota postada abaixo: "Roberto, por acreditar na sua responsabilidade com informações postadas em seu blog, solicito a correção de um comentário envolvendo meu nome em algo que simplesmente não tenho a menor ideia de onde partiu. Confesso que inicialmente fiquei surpreso com uma informação postada como afirmação, sem contudo, conferir com o personagem principal da história, no caso, eu, a veracidade dos fatos. Sempre atendi e atendo todos que me procuram com qualquer dúvida a respeito de qualquer coisa. Seria mais fácil, portanto, e mais correto, conferir antes do que postar uma mensagem completamente descabida. Mas, vamos aos fatos. Jamais negociei a compra da Absoluta AM. Nunca, nem de brincadeira entrei nesse assunto. Não sei nem quem são os donos da emissora. Ouço falar muita coisa, mas, de verdade, não sei. Portanto, é impressionante que alguém fale sobre algo que nunca, em momento nenhum, ocorreu. Não sei de onde saiu tamanha loucura. Desafio a qualquer um que me desminta publicamente sobre esse assunto. Sobre o Jornal O Diário, é importante também colocar algumas questões. Em julho de 2007 negociei com Mauro a venda do Jornal, e o mesmo em junho de 2008, não se interessando mais pelo negócio e depois de alguns detalhes, já tratados publicamente por mim numa entrevista concedida ao Esdras na Revista Somos Assim, reassumi a empresa. Portanto, um negócio que foi feito, mas que não foi à frente. Em relação à Rosinha assumir a direção comercial do jornal, o convite partiu de mim e não de Mauro, tudo também registrado em forma de matéria no próprio jornal. Tenho um ótimo relacionamento com Rosinha e Garotinho, acredito neles, sei que eles podem melhorar muito a nossa cidade e tudo que puder fazer para ajudar nesse sentido, assim farei. E só. Quanto ao número de tiragem dos jornais de Campos, por você colocado, não corresponde a realidade do Diário, e acredito que também da Folha. O Diário até b em pouco tempo atrás tinha uma tiragem de mais de 10 mil exemplares. Esse número de você registrou (2000) como tiragem não chega nem ao referente ao da venda apenas nas bancas. E por fim, como desde 2007 tinha interesse em vender as empresas, comecei uma conversa com o empresário Carlos Alberto que, por enquanto, está tendo sucesso. O resto não passa de fofocas, sobre as quais não vale nem a pena perder meu tempo de descanso no carnaval para responder. No mais, um abraço para você. Atenciosamente Fábio Paes".

sábado, fevereiro 21, 2009

Absolutamente?!

Não é uma pergunta e nem uma resposta, apenas outra informação: a rádio AM, Absoluta teria sido vendida para Fabio Paes. As condições ainda não são conhecidas, embora seja oportuno lembrar que Fabio Paes dirigiu o jornal O Diário entremeado, com um período de comando de Mauro Silva, atual secretário de Comunicação Social da PMCG, quando este levou a atual prefeita de Campos, Rosinha, para ser diretora. Fábio retornou ao O Diário no início do ano passado. Concidentemente, no período de transição do governo municipal, exatamente, no início deste ano, ele acabou repassando o comando do jornal para o grupo de Carlos Alberto Gomes, o principal apoiador da campanha da prefeita Rosinha. A Rádio Absoluta AM oficialmente dita, como de propriedade de um comerciante de veículos, cunhado de um médico e vereador que já esteve nos dois lados da política em Campos teria, segundo informações, a participação em sociedade de um outro empresário, só que do ramo de comunicação, já proprietário de uma outra e tradicional rádio AM em Campos. É inegável que numa cidade onde os jornas têm tiragens limitadas a pouco mais de 2 mil exemplares, uma rádio, produz muito mais efeito tanto publicitário quanto político. Acompanhemos os desdobramentos!

O cometa é como o carnaval!

O blog recebeu do Isaac Esqueff, que além de professor de Educação Física é guitarrista de blues e astrônomo amador a informação que coincidentemente une o carnaval ao cometa Lulin: “Para os curiosos em astronomia, vai aí uma dica importante: Neste mês, poderemos observar facilmente o cometa Lulin (C/2007 N3). Parece que o mesmo estará em sua aproximação máxima à Terra (60 milhões de quilômetros da Terra) no próximo dia 24/02/2009 e poderá ser visto com facilidade até o dia 27/02/2009. Sua órbita é "longa" e o mesmo voltará a ser visto daquí há 200 anos e dizem que é a primeira vez que o mesmo visita o interior de nosso sistema solar. Segue em anexo duas imagens para quem tiver curiosidade e que servem de base para sua localização. Favor levar em consideração a posição astronômica da imagem e sua referente data (vista no campo esquerdo superior) e horário para que o mesmo seja observado. Haverá ainda no dia 23/02 a conjunção do mesmo com Saturno. Lembro que a observação será melhor das 03 horas até 05 horas da manhã. Obrigado pela atenção e boas observações”.
P.S.: A melhor visualização do cometa Lulin será na segunda de carnaval às 3 da manhã.
Para melhor vizualização da imagem acima clique sobre ela.

Situação de emergência pelas cheias foi adiada por mais 90 dias em Campos

O Diário Oficial (D.O.) do município de Campos trouxe ontem, o decreto 36/2009 prorrogando a vigência da situação de emergência no município de Campos dos Goytacazes, por outros noventa dias. A situação de emergência anterior tinha sido decretada em 28 de novembro de 2008. Algumas indagações? Seria mesmo necessária a prorrogação desta situação? O que ela traz efetivamente de retorno para o cidadão? O que ela viabiliza de supressão de exigências de controle e de facilidades para a gestão pública municipal? Não creio que o executivo esteja interessado em expedientes mais “soltos” em termos de legislação. Porém, é como disse ontem, o deputado Miro Teixeira em um artigo ontem, em mídia nacional: “no que eu creio só importa para mim. A transparência é exigência constitucional e assim deve ser praticada por todos”.

sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Prefeitura de SJB promete desfiles novamente pela internet

No ano passado, a Prefeitura de São João da Barra conseguiu transmitir ao vivo, em seu site, as imagens do desfile do carnaval dos Congos e Chinês. Foi na noite do dia 5 para o dia 6 de fevereiro e algumas postagens com imagens feitas a partir da internet foram postadas aqui neste blog. (veja aqui, aqui, aqui e aqui). As imagens serão mais uma vez geradas por câmeras instaladas em pontos estratégicos da avenida Thomaz de Aquino, onde acontece os desfiles. As câmeras são conectadas a um computador que transmitirá ao vivo e on-line todo o carnaval de São João da Barra. A imagem ao lado foi também da ocasião. Este ano a municipalidade está prometendo repetir e ainda aperfeiçoar a transmissão via grande rede com link aqui em seu site.

Facilility ou facilidade?

O blog acaba de ser informado que a empresa que deve assumir os terceirizados acordados no novo Tac deve ser uma herdeira da já conhecida Facility. Na mesma carteira de trabalho vão dar baixa e contratar os mesmos e... A conferir!

Blog esclarece: artigo "Decompondo Rosinha" é do articulista Bruno Lindolfo

O blogueiro apesar de ter postado uma nota nesta manhã e a outra há alguns minutos, desde ontem, por volta das dezoito horas, só agora, está tendo um tempinho para dar uma vasculhada neste e em outros blogs. Aqui reencontrei o nosso articulista e colaborador Bruno Lindolfo com o belíssimo texto "Decompondo Rosinha". O texto não é do blogueiro, mas poderia ser, porque tirando um ou outro ponto em que as abordagens poderiam ser, até por questão de estilo, um pouco diversa, na essência guarda profunda identidade no que tenho visto e percebido. As argumentações do Bruno são claras e ótimas para um debate qualificado de com argumentos e ideas e não de messianismos ou retóricas caudilhescas. Estou vendo que o texto já provocou, até aqui, uma véspera de carnaval, cerca de 60 comentários que, ainda não tive tempo de ler. Como todo bom debate, imagino que alguns aplaudem, outros criticam, mas, vejo que ele trouxe novos ares de análise sobre a situação política de Campos e isso é motivo de alegria e satisfação para o blog, que tem nas suas intenções o de ajudar a criar e ampliar o debate em nossa região. Alegria ainda maior de ver um universitário do curso de Direito, ainda na primeira metade de seu curso, fundamentando opinião e tendo coragem de trazê-la a público, para polemizar e enfrentar o debate na melhor acepção destas palavras. Sendo assim, uma salve para o Bruno Lindolfo que, depois de um bom e merecido descanso de férias, parece que voltou com a corda toda e com a caneta ou teclado afiado. Para quem não o conhece o blog aproveita para divulgar sua imagem e, também esclarecer aos leitores, para não deixar de conferir abaixo de cada postagem, o autor da mesma, já que este blog conta formalmente com dois articulistas, além do blogueiro, que ajudam a construir este espaço. Viva o debate!

Wi-fi na BR-101

A sigla Wi-fi significa a abreviação da internet sem fio. A lanchonete Banana Passa está providenciando a instalação, que segundo seu proprietário, deverá ficar pronta em até uma semana, de uma rede sem fio, para acesso a internet, através de qualquer computador para os clientes de seu estabelecimento. Ainda hoje, o proprietário da Banana Passa disse que espera que a inovação renda alguns clientes a mais, além de mais conforto e serviços, para o seu estabelecimento, situado logo depois da área urbana de Casimiro de Abreu no sentido Campos-Rio. Isto pode ser uma mão na roda para pessoas que necessitam ter acesso a informações por e-mail e outros aplicativos que dependem do uso da internet. Aliás, o serviço poderia também ser oferecido pela concessionária da BR-101, a Autopista Fluminense S.A. nos pontos de apoio instalados ao longo dos 320,1 quilômetros entre a Ponte io-Niterói e a divisa com o Espírito Santo. Este acesso à internet poderia ser diponibilizado, pelo menos, ainda próximo às área de pedágio. Assim, a empresa faria "uma gracinha" para o penalizado usuário da rodovia, até que as melhorias mais significativas, como a completa duplicação da rodovia esteja disponível.

BR-101: caminhão de cerveja tomba e faz festa na véspera do carnaval

Agora pela manhã, um caminhão carregado de engradados de cerveja, tombou próximo ao trevo para Macaé, no lado direito da pista no sentido Campos-Macaé. Diversos carros e pessoas da redondeza faziam a festa subindo a estrada com engradados. Outro acidente de menor gravidade com dois caminhões ocorreu no outro trevo de entrada para Macaé, aparentemente sem vítimas. O trânsito na BR-101 é muito intenso em todo o trecho entre Campos e o Rio de Janeiro. Os carros de passeio cometem inúmeras imprudências. Enquanto isso a concessionária fatura e tenta mostrar serviço com muita gente fazendo capina e ajeitando acostamento.
PS.: Atualizado com foto às 10:24.

quinta-feira, fevereiro 19, 2009

Decompondo Rosinha

Não se trata de nenhum processo biológico proveniente da morte política de quem reina mas não governa. É tão somente uma análise. Resisti o quanto pude a tecer comentários sobre o início do governo da prefeita eleita, até por uma questão de justiça, não queria ser acusado de cornetagem. Para os pouco afeitos ao vocabulário futebolístico, cornetagem é o ato do corneteiro, aquele sujeito que, mal iniciado o campeonato, time novo, já se posta a desancar jogadores e pedir a cabeça do técnico. O plantel da prefeita já trabalha há quase 3 meses, com direito a pré-temporada na Vila Maria, motivo pelo qual é plenamente possível apontar alguns questionamentos. Aliás, há certo desconforto por parte dos integrantes do staff sempre que questionados acerca dos primeiros atos do governo, pois, como dizem: "ainda é cedo". Essa reação e explicação só nos fazem crer que, assimilada ou não, a crítica é pertinente e cabível. Seria leviano discordar que as mudanças estruturais que urgem em nossa cidade demandam tempo e, em verdade, o quase trimestre de nova administração é exíguo para feitos mais complexos. No entanto, os primeiros atos de uma administração, a composição de secretarias, o trato com a coisa pública, a relação que demonstra ter com os demais poderes sinalizam as diretrizes do novo governo. Permitem, assim, uma projeção quanto ao grau de comprometimento daquele governante em relação às mudanças estruturais da cidade, da qualidade de vida da população, da moralização do serviço público e, minimamente, dos compromissos firmados em seu programa de governo. Vale lembrar as duas insígnias pelas quais pautou-se a campanha e a eleição da prefeita Rosinha: a mudança e a criação do Portal da Transparência. Hoje, quase três meses após as eleições, ainda não se fez público ao menos os financiadores de sua campanha, que dirá a criação do portal. Por medida puramente demagoga reduziu-se o ordenado do chefe do executivo e, por conseguinte, dos DAS, para que maquina pública pudesse continuar a acomodar, sem sustos aos olhos do contribuinte, a velha prática de empregar cabos eleitorais. O número de “prefeitinhos”, ou subprefeitos, como já abordado no blog, sobrepõe o limite do bom senso e a proporcionalidade per capita de qualquer cidade mais complexa e bem estruturada que Campos. No campo interpessoal, como se supunha, o chefe dá o tom e a orquestração do governo que parece a cada dia mais desafinado entre seus componentes. Vinte anos após sua meteórica ascensão e seus 15 milhões de votos, volta às origens para um papel miserável. Faltam algozes políticos para espinafrar nos microfones das rádios, falta o antagonista que se possa combater e assim enlevar-se. O protagonista é ele, o coadjuvante não é um aliado e propenso ex-aliado, mas ele, e o vilão também. Após 20 anos de um grupo que é seu ou advém de si, distribuir eletrodomésticos parece ser a única semelhança com o passado áureo. Até a própria alcunha já sofre o desgaste do tempo e das escolhas políticas. Corta na própria carne por sobrevivência, tirando o foco de si e delegando responsabilidades, como no episódio da secretária de educação achincalhada ao vivo, e cuja maior competência sempre foi a fidelidade. Afinal, se pensarmos educação como um processo contínuo, os índices pífios de aprendizagem de nossas crianças hoje não são resultados apenas dos últimos 4 anos. A secretária trabalha hoje como trabalhou sempre, sendo tão somente vítima de quem a indicou, esses sim, verdadeiros culpados. Pode-se dizer que a prefeita Rosinha é mais presente, ou que a Campos Luz não mais licita a troca de 10 lâmpadas para uma rua que possui 5 postes. Mas, convenhamos, o enfrentamento ainda é o mesmo: Campos dos Goytacazes, 3º PIB brasileiro e tão deficiente na geração de renda, emprego e qualidade de vida quanto as mais pobres cidades do país. Lembremos que nas próximas eleições o maior cabo eleitoral da prefeita na eleição última será apenas um cidadão guarapariense, e o esteio da candidatura de seu sucessor será seu próprio governo, que começa mal.

Morador do Jockey 2 faz reclamações

O leitor Ferando Machado encaminhou ao blog, o texto abaixo acompanhado de treze fotos do problema no bairro do Jókey-II: “ Campos dos Goytacazes, 19 de Fevereiro de 2009. Caro prof. Roberto Moraes, envio este e-mail para que o mesmo seja publicado em seu blog. Estou verdadeiramente indignado com o descaso da secretaria de obras públicas de nosso município.Toda semana ligo para esta secretaria - a primeira ligação foi em 18 de janeiro-, para pedir providencias. Há um enorme buraco aberto desde as chuvas do final do ano, onde uma senhora já caiu e se machucou. A galeria de águas pluviais (manilhas) está toda quebrada, a areia cedeu e os paralelepípedos da rua afundaram. Isso impede o tráfego normal dos moradores, pois a rua pode ceder quando estiver passando um carro.Já foram feitas diversas reclamações e um senhor com quem eu converso sempre, me diz "vamos enviar uma equipe para verificar e fotografar". Resolvi fotografar e enviar para você. Espero conseguir resolver esse transtorno - publicando em seu Blog, que a qualquer momento poderá se transformar em um acidente grave. Esse buraco é na rua Luis Carlos Prestes, no Jockey 2, bem ao lado da avenida Presidente kennedy. Grato pela compreensão”.

Ex-governador acusa Wallace de Oliveira de agitador e mentiroso

Garotinho postou no final desta manhã em seu blog, uma nota em que acusa o sindicalista e radialista Wallace de Oliveira de: “Vender formulários para que os funcionários terceirizados da prefeitura protocolem junto à municipalidade o requerimento de pagamento do Fundo de Garantia, que é devido pela Fundação José Pelúcio”. O ex-governador diz ainda: O irresponsável vai mais além. Afirma que, no próximo dia 5, no campo do Americano a fundação irá pagar todos os direitos que são devidos aos funcionários. Tudo mentira”. Por fim Garotinho faz três alertas: “É bom fazer três alertas. O primeiro aos próprios terceirizados: tudo que está sendo pregado pelo senhor Wallace Oliveira é mentira. Não há nenhuma previsão de pagamento por parte da Fundação José Pelúcio. O segundo ao próprio Wallace Oliveira, que fique ciente que está cometendo um crime iludindo pessoas de boa fé, inclusive obtendo vantagens na venda de formulários. E o terceiro às autoridades responsáveis pela ordem pública, para que evitem um tumulto que está sendo armado com finalidade unicamente política e que poderá envolver milhares de pessoas que podem se ferir e se machucar num ato de irresponsabilidade”. O espaço está aberto para que aqueles que os fazem o movimento acusado pelo governador possam expor seus pontos de vista.

Hospital João Vianna pede socorro!

O blog recebeu da Cristina Lima o e-mail abaixo que merece ser avaliado. Como a maioria que freqüenta espaço já sabe, o blog é também crítico das instituições de todo o tipo que para funcionar dependem exclusivamente, ou quase, do poder público. Apesar disso, pelos serviços prestados à comunidade e, pelo tipo delicado de problema com o qual lida, o blog entende que para além do poder público o caso merece análise pela sociedade. Assim transcreve o texto para que se tome conhecimento e se busque solução para o problema: “Caro Roberto. Valho-me da seriedade e do alcance do seu blog para enviar o relato abaixo, pois como Diretora das Áreas Administrativa e Financeira do Hospital Psiquiátrico-Espírita Dr. João Viana, encontro-me com uma angústia muito grande diante do exposto. Vale a ressalva de que a Diretoria da Liga Espírita de Campos, mantenedora do referido Hospital, exerce seu trabalho de forma voluntária, sem nenhum tipo de remuneração. Entre outros danos não citados, estamos com duas contas de luz vencidas, sendo que, a de janeiro, já está indo a protesto. E se cortarem a luz do Hospital? O que faremos? Peço-lhe, encarecidamente que, sem ferir as orientações que norteiam o seu espaço, nos ajude na divulgação dessa situação!! Desde já, envio meus agradecimentos pela atenção. Maria Cristina Torres Lima, Diretora das Áreas Administrativa e Financeira do Hospital Psiquiátrico-Espírita Dr. João Viana, mantido pela Liga Espírita de Campos”. Release para toda a imprensa detalhando ainda mais a situação: “O Hospital Abrigo Dr. João Viana, mantido pela Liga Espírita de Campos, é especializado em psiquiatria e mantém convênio com o SUS/MS para atendimento de até 120 pacientes em regime de internação. As verbas decorrentes desse convênio com o SUS é liberada pelo Governo Federal por volta dos dias 22 a 23 de cada mês para o Governo do Estado, via Secretaria de Saúde do Estado, que faz o repasse para as entidades. Acontece que a burocracia da Secretaria Estadual de Saúde com freqüência promove atrasos injustificáveis nesse repasse... Nesse sentido, os serviços prestados em dezembro de 2008, deveriam ser pagos até o final de janeiro de 2009, o que aconteceu. Depois de muito insistência junto aos diversas setores da Secretaria Estadual de Saúde, prometeram que a referida verba seria liberada no dia 11/02/09, o que também não aconteceu. No dia 12/02, enviamos correspondência ao Secretário Estadual de Saúde, solicitando providências, sem ter até o momento qualquer satisfação... Na SES informam que, infelizmente, houve um problema com a versão dos programas do sistema informatizado que impediu o pagamento e mês de dezembro de 2009 teria de ser processado novamente na nova versão, sem perspectiva de tempo para pagamento. Continuamos argumentando nossas necessidades e finalmente fomos informados que o novo processamento já havia sido feito e que no dia 13/02/09 haviam enviado ao Fundo Estadual de Saúde a liberação dos pagamentos. Hoje já é 19/02, a referida verba não foi depositada e estamos sem pagar a folha do pessoal relativa ao mês de janeiro/09, cujos funcionários (cerca de 130) e suas famílias estão passando já privações, além de débitos da entidade com fornecedores. O que espanta é a falta de sensibilidade e o descaso com que a chefia do Fundo Estadual de Saúde trata as entidades, cujo diretor (Coronel Maurício) se nega até mesmo a tender às nossas ligações, retendo, injustificadamente uma verba que deveria ter sido paga no final de Janeiro. Sábado já é Carnaval... Como ficamos...?” Expediente enviado ao secretário estadual de Saúde, em 12 de fevereiro de 2009: “Assunto: Apelo extremo. Senhor Secretário. Na condição de Assessor Jurídico da Liga Espírita de Campos – Mantenedora do Hospital Abrigo Dr. João Viana - especializado em psiquiatria – instituição filantrópica, sem fins lucrativos, inscrita no CNPJ sob nº 289639320001-59, conveniada com o SUS/MS, sirvo-me da presente para apelar a V.S. para A superação de impasse burocrático no âmbito dessa Secretaria que está a nos causar danos e constrangimentos irreparáveis. Até a presente data não recebemos o faturamento do mês de dezembro de 2008 que deveria ser pago até o final de janeiro de 2009. Em contato com os setores próprios da Secretaria sob seu comando fomos informados, depois de insistentes ligações telefônicas, que dito pagamento seria creditado na última quarta feira (dia 11.02.09), o que não aconteceu. Hoje, depois de falar com a Sra. Terezinha (do FES) e posteriormente com a Sra. Carina (do Faturamento?) fomos informado de problemas com versão do programa informático por conta do qual o nosso e outros processos que já se encontravam no FES para liberação foram devolvidos ao Faturamento para novo processamento. Diante disso, alegam seus funcionários que simplesmente não há previsão para liberação das verbas relativas aos serviços prestados em dezembro de 2008. Cumpre denunciar que essa é a única verba de que dispomos para a manutenção do Hospital Abrigo Dr. João Viana, em Campos e esse tipo de atraso causa-nos transtornos irreparáveis. Já registramos diversas reclamações (justas, aliás) de nosso funcionalismo – pais de família (cerca de 130) que estão sem receber seus vencimentos do mês de janeiro – junto ao Ministério do Trabalho e ao sindicato da categoria. Essas são dificuldades concretas, reais, que afetam a vida de pessoas que trabalham e dependem da remuneração pelo seu trabalho para sua própria sobrevivência. Data vênia, tais questões não podem ser enfocadas como simples problemas burocráticos que, se não resolvidos hoje são postergados sine die. Carecem de decisões concretas, de quem vislumbre o alcance político e social do cargo ocupado por V.S. Pelo que, sirvo-me da presente para rogar seu empenho pessoal no sentido de determinar a imediata liberação dos recursos retidos como medida de urgência, contornando os óbices burocráticos e a atendendo a aflitiva situação social que já se desenha em nossa realidade. Certo da consciência social que norteia a direção dessa Secretaria, renovamos protestos de consideração e apreço. Atenciosamente. LIGA ESPÍRITA DE CAMPOS - HOSPITAL ABRIGO DR. JOÃO VIANA - José Rolando Muniz da Rocha - Assessor Jurídico - OAB RJ 62.268”

Ajudando Ricardo André na seção blog memória

Este blog aplaude a série do blog Eu penso que do jornalista Ricardo André "Blog Memória" que ajuda aos campistas repensarem atos, fatos e imagens da nossa terrinha. A primeira foi publicada por este blog, em 25 de novembro de 2007 e a nota dizia:
"A comemoração com direito a champagne foi feita durante o lançamento da pedra fundamental da rodovia dos Ceramistas que liga Donana, na estrada Campos-Farol, a Ururaí, na BR-101. Os parceiros nos brindes são os empreiteros da Construtora Imbé que executaram a obra. A foto foi publicada em 2001 pelo jornal A Cidade. É como dizem: estas fotos guardadas sempre trazem muitas surpresas".
Bom lembrar que a estrada dos ceramistas é essa mesma, que hoje está combalida com crateras a perder de vista, assim como o asfalto, que antes mesmo de ser colocado, já era comemorado com champagne em alto estilo pelos gestores e aliados políticos da época.
A segunda é para relembrar o irreverente cidadão que hoje já partiu Irajá Carneiro, com o seu famoso Tele-giz (o blog de rua) que em 25 de abril do ano passado falava dos problemas hoje cada vez mais presentes do sumiço dos royalties.

Joca na rede responde a Avelino

Caiu na rede é blogueiro. Agora quem chega é o irreverente Joca Muylaert que se anuncia aqui Carraspana Campista.

GNV diferença de preços entre Campos e Rio

Sempre foi difícil entender porque o GNV, Gás Natural Veicular sempre custou mais barato no Rio de Janeiro do que aqui junto da Bacia de Campos. O blog já comentou isto aqui antes e algumas explicações foram dadas, mas nenhuma convincente. Antes, o argumento principal era a falta de concorrência hoje ele já não vale mais em Campos. A mídia nacional há pouco tempo foi anunciado a redução no valor do preço do GNV nas bombas de abastecimento em todo o país. Nesta terça-feira, foi observado que no Rio de Janeiro o preço realmente caiu e está em R$ 1,569 o m³, com algumas pequenas variações para mais ou menos. Em Campos, numa concorrência exemplar, todos os oito postos, coincidentemente, estão praticando o preço de R$ 1,839 por m³. Uma diferença cartelizada de mais 17% por m³.
O preço praticado pelos postos de combustíveis para o GNV está em média 10% superior ao valor do litro do álcool em Campos. Ainda assim, o GNV é mais vantajoso, porque em média o m³ do GNV tem rendimento em quilômetro rodado superior a 50% do litro de álcool e cerca de 25% do que o litro da gasolina. O GNV é melhor para o ambiente porque polui menos e, por tudo isso, o seu preço deveria ser melhor controlado por quem de direito.

Guarda Municipal de Campos: uma outra visão!

O blog recebeu de um leitor, guarda municipal em nosso município, um ponderado texto sobre suas responsabilidades e atribuições que merece ser lido: “Ilmo. Prof. Parabéns pelo espaço democrático. Analisemos o outro lado da realidade. - Sou Guarda Municipal há 9 anos. - A respeito do comentário postado as 6:15h PM, o cidadão está mal informado e a perspectiva crítica ofuscada, talvez pela atitude de uma minoria de servidores. O que não reflete o procedimento da grande maioria que procura com seriedade e honestidade atuar no serviço público, sem mensurar os parcos recursos e a falta de apoio na execução do trabalho realizado dia a dia por nós. - Quando entrei na GCM no ano de 99, passei 3 meses no curso de formação, para depois assinar como servidor da PMCG, eu a maioria dos colegas tem procurado estudar e se qualificar fora do amparo da nossa secretaria. Pois anualmente teríamos que passar por treinamentos e não temos. - Vemos ano após ano nenhuma melhoria significativa para nossa briosa instituição. - Falta de interesse do executivo municipal em transformar a guarda de "ponta", mais efetiva, mais preparada, mais atuante. Não temos nem sede em condições decente. Enfrentamos situações de desrespeito no trânsito e no patrimônio a cargo do município, infelizmente por uma parcela da sociedade mal educada e preconceituosa ao se deparar com um servidor municipal fardado que ainda chama de "guardinha". Os Srs. ao serem abordados por um Policial o chama de "policinha"?. - Sem mencionar o trabalho de segurança pública nos shows da prefeitura. - Somos inseridos no Artigo 144 da Constituição da República Federativa do Brasil, em seu parágrafo oitavo, temos funções distintas e determinadas em lei municipal própria (Lei nº 7.346/2002). - Para maior esclarecimento atualmente o efetivo conta com 935 (novecentos e trinta e cinco), servidores, conforme último censo realizado pela secretaria de administração. - Esperamos dias melhores para nossa corporação e conseqüentemente para nossa estimada cidade. - Prof. muitos colegas prestigiam seu blog, que reafirmo como importante instrumento de informação para a população campista. Um grande abraço”.

quarta-feira, fevereiro 18, 2009

Comandante exonerado da Guarda estaria preso em quartel no Rio

Duas fontes do blog informaram que o Coronel PM, Francisco José Pereira Melo, que foi exonerado hoje, da Chefia da Guarda Municipal em Campos, estaria preso administrativamente, em Quartel Central no Rio de Janeiro, por conta de ter assumido cargo DAS no município, sem autorização do Comando Geral da Polícia Militar. O blog ainda está checando a informação que também já circula em comentário da nota abaixo sobre sua exoneração. PS.: Atualizado às 08:10 de 19/02/09: O blog foi informado ontem às 19:48 sobre esta nota, mas como apenas hoje ela foi acessada e liberada, o blog reproduz desmentido sobre a prisão administrativa do Cel. Francisco Melo conforme informação ao blog da Secom/PMCG transcrita também abaixo: "A título de estabelecimento da verdade, cumpre informar que se encontra em Campos o Major PM Francisco Melo e que, portanto, não há fundamento a nota sobre a sua prisão administrativa, por parte do Comando da Polícia Militar. O comandante interino da Guarda Civil Municipal e coordenador de Segurança e Ordem Pública, Coronel Alcemir Pascoutto, se coloca à disposição do autor para qualquer esclarecimento.Secretaria de ComunicaçãoPrefeitura de Campos".

Mais uma do cruel Bessinha

Do site A Charge On Line.

Primeira baixa no secretariado de Rosinha

Francisco José Pereira Melo, até então comandante da Guarda Municipal de Campos foi exonerado através da Portaria n° 993/09, publicada hoje, no Diário Oficial. Em seu lugar interinamente, assumiu o coordenador de Segurança, Alcemir Pascoutto da Rocha. Resta saber os motivos.

Quer dizer?

Na questão do abastecimento de água no distrito de Travessão em Campos, que a concessionária Águas do Paraíba está entregando hoje, não há como não se perguntar: por quê não foi feito antes? É conhecida a leniência dos últimos governos em fazer qualquer tipo de cobrança, mas, por outro lado, a empresa Águas do Paraíba, como contratada, deixa margens para nós campistas nos perguntarmos: quer dizer que é assim, na garruchada vai?

Adiamento dos desfliles seria um alívio para alguns políticos

É possível que haja mais maldade que realidade na afirmação, ainda assim, o blog considerou que merecia trazer para cá a observação feita por uma fonte a partir da ascultação de um político tradicional, que estava feliz com o adiamento dos desfiles de carnaval: "só assim estou livre de uma conta que sempre pesava no bolso, com o argumento da ajuda para esclas de samba, blocos e bois, com pouco retorno eleitoral".

terça-feira, fevereiro 17, 2009

Além dos terceirizados, os substitutos

Fala-se muitos nos terceirizados, sem dúvida os maiores problemas no servicço público municipal em Campos, através dos contratos com as Fundações José Pelúcio, Cruz Vermelha, etc. Porém, na Prefeitura de Campos há uma figura jurídica pela qual se faz contratação de pessoal, diretamente, sem intermediação de fundação, onde há questões estranhas que precisam ser melhor explicadas: a substituição. Aparentemente, para um leigo trata-se de contratação temporária para período pequeno com objetivo de repor mão-se-obra em férias, licença ou algo do tipo, mas parece que não é assim que funciona por aqui. Segundo informações há gente nesa situação há cerca de uma década. Outra fonte, também muito bem informada diz que, nesta situação haveira mais de mil casos. Hoje, uma destas contratadas, num programa de rádio local, que atua na área de saúde, disse estar nesta situação há vinte anos e estava reclamando que teria tido seu pagamento suspenso e pedia que a prefeita olhasse com carinho para este caso. O blog confessa que até então não tinha dado importância para a fonte, mas agora passa o caso para nossos bem informados leitores que devem ter novidade sobre o assunto: o caso dos substitutos na Prefeitura de Campos. Será que o MPE está informado sobre o assunto? Nosso advogado-blogueiro Cleber Tinoco também poderia ajudar. Os blogs servem também para investigar e aprofundar o conhecimento sobre determinada situação.

O PMDB de Jarbas e Garotinho

Ontem Garotinho disse em seu blog: “Todos sabem que eu não fui candidato a presidente pelo PMDB, em 2006 por um jogo de interesses, em que a direção do partido preferiu não disputar a eleição para ficar a reboque do presidente Lula e do PT em troca de ministérios e outros cargos”. Nos jornais de hoje está estampada a declaração do senador Jarbas Vasconcelos sobre a proposta do senador Pedro Simon, do PMDB ter candidatura própria para presidente: “Na última vez que embarcamos nessa história de candidatura própria, o Garotinho quase foi candidato”.

Anfea tem nova diretoria

A Anfea,Associação Norte Fluminense de Engenheiros e Arquitetos avisa que está como nova diretoria. A entidade com mais de 60 anos, foi fundada em 1936 e declarada como entidade de Utilidade Pública pela Lei Municipal 6.133 /96. A Anfea congrega em seus quadros, profissionais das áreas de engenharia, arquitetura e agronomia, participando de todas as grandes questões relacionadas ao desenvolvimento dos Municípios do Norte Fluminense, em defesa dos interesses da sociedade. Esta nova diretoria tem mandato durante o biênio 2008/2009: Presidente: Arq. Fabrício Peixoto Alvarenga 1º Vice-presidente: Arq. Martha Eleonora Venâncio Mignot Cordeiro 2º Vice-presidente: Arq. João Carlos de Souza Coutinho Secretário Geral: Arq. Viviane Daher Costa 1º Secretário: Arq. Marcos Gomes Macêdo 2º Secretário: Eng. Civil Carlos Max Rangel Riscado 1º Tesoureiro: Arq. Carlos Henrique de Negris Teller 2º Tesoureiro: Arq. Ana Cristina Gonzaga Diretor de Divulgação: Arq. Lílian Faria Peixoto Diretor de Biblioteca e informática: Arq. Eduardo Brant Gabry Diretor social: Arq. Cláudia Lícia Gonçalves Patrão Conselho Fiscal: Arq. Gustavo Monteiro Manhães Arq. Mariana C. Sala de Oliveira Reis Eng. Sanderson de Souza Nunes

segunda-feira, fevereiro 16, 2009

Toc, toc, toc, toc... TAC!

O blog deixa com os leitores os comentários... toc, toc, toc... TAC!

Morre no Rio Décio Cretton

O blog foi informado através de e-mail encaminhado pelo sobrinho Diogo Fontoura: “Caro Roberto, É com enorme tristeza que venho informar que meu tio, Décio Cretton, que estava no CTI do Copa D´or, no Rio, veio a falecer nesta segunda-feira, às 9:40 da manhã. Tio Décio era um homem amado e respeitado por onde passou. Prestou muito serviços a nossa cidade quando ainda residia aqui e as justiça brasileira. Ele deixou 7 filhos, mais de 20 netos e mais de 5 bisnetos. Sentiremos saudades!!! O sepultamento será amanhã, terça feira, às 12 horas, saindo no cemitério Parque da Colônia, Estrada Francisco da Cruz Nunez, 987, capela 4, Pendotiba, Niterói”. Todos nós campistas lamentamos pelo falecimento. PS.: Atualizado às 18:46: O nome do cemitério é Parque da Colina.

As contas não fecham

A própria Prefeitura de Campos divulgou que, mesmo sem os terceirizados, os salários dos servidores consumirão neste ano, pelo menos R$ 500 milhões e que o custeio da pesada máquina municipal ficará em torno de R$ 600 milhões. Daí é possível imaginar, que as contas da PMCG não estão fechando quando informam que sobrarão R$ 200 milhões para os primeiros investimentos. Vamos a ela: o orçamento aprovado para 2009 pela LOA foi de R$ 1,5 bi. A quebra de receita estimada também pela PMCG foi de 30% (R$ 450 milhões) restando assim, 1,05 bi. Porém, somando salários (R$ 500 milhões), mais custeio (R$ 600 milhões), só aí a conta da despesa já alcançaria o valor de R$ 1,1 bilhão. Com isso, sem nenhum investimento, já haveria um déficit de R$ 50 milhões. Se a este valor for acrescida a dívida divulgada, de pelo menos R$ 200 milhões, deixada pela administração anterior, este déficit subiria para R$ 250 milhões, lembrando, sem que houvesse nenhum investimento novo, nenhuma casa, sala de aula, escola, posto de saúde, etc. Sendo assim, estas contas precisam ser melhor explicadas para a população.

Greve de vigilantes ainda tumultua funcionamento dos bancos

Nesta manhã grandes filas estavam formadas na frente de diversas agências bancárias em Campos. Mesmo nos caixas automáticos havia problemas, pelo visto, ainda decorrentes da greve dos vigilantes. Esta semana, por ser a última antes do carnaval, promete grande movimentação que pode ser tumultuada, caso não se encontre solução para a justa greve dos vigilantes, que são explorados pelos bancos sempre nadando em grandes lucros.

Fundação Benedito Pereira Nunes homenageia Wilson Paes

Da Assessoria de Imprensa: “A Fundação Benedito Pereira Nunes, a Faculdade de Medicina de Campos eo Hospital Escola Álvaro Alvim convidam para homenagem nestaterça-feira, dia 17, ao médico e professor Wilson Paes. A solenidadevai ser às 11h, no auditório Honor de Lemos Sobral, no Hospital EscolaÁlvaro Alvim. A Ala de Internação da Ginecologia, no quinto andar, vaipassar a se chamar Dr. Wilson Paes. Wilson Paes faleceu no dia 3 de janeiro deste ano”.

Estado de saúde

A professora Maria Amélia Boynard comunica: “Após acidente em sua residência, em Niterói, na sexta-feira passada, encontra-se, no CTI, do Copa D' Or, Rio de Janeiro, o Desembargador aposentado Décio Ferreira Cretton. Décio Cretton exerceu cargos públicos importantes no Estado do Rio de Janeiro. Dentre eles, o de Diretor do Liceu de Humanidades de Campos (1948 a 1951); 1952 (interino); 1953 a 4/4/1955 e o de ter sido o primeiro Diretor do Instituto de Educação de Campos, atual ISEPAM. Décio Cretton é um dos mais brilhantes e honrados liceístas da cidade de Campos dos Goytacazes. Preces pelo restabelecimento de sua saúde!”

230 mil livros numa telinha

A referência está no artigo publicado pela revista Época desta semana cujo título é “Em busca do iPod dos livros”. Que você pode ler, creio eu, na íntegra aqui. A matéria contém análises interessantes sobre mudanças relacionadas à questão da informação em meio digital que vale ser conhecida: Abaixo alguns pequenos trechos:
“A menor biblioteca do mundo tem a espessura de um lápis, pesa 300 gramas, custa US$ 360 e armazena 1.500 livros. Chama-se Kindle 2 – a segunda geração do leitor de livros eletrônicos da Amazon. O modelo original, lançado em 2007, armazenava 200 títulos. Vendeu 500 mil unidades. O Kindle 2 é mais fino e mais rápido. A definição de leitura na tela também melhorou, assim como a duração da bateria. Outra novidade é um programa capaz de ler o texto, embora com uma voz que soa robótica. Por meio da rede de celulares, ele acessa a loja da Amazon, onde os textos podem ser comprados. “Sabemos que um ótimo equipamento é inútil sem uma vasta seleção de títulos. É por isso que a Loja Kindle oferece mais de 230 mil livros. Entre eles, estão 103 dos 110 títulos mais vendidos da lista do The New York Times”, diz o presidente da Amazon, Jeff Bezos. “Nosso sonho é ter todos os livros já impressos, em qualquer idioma, disponíveis em 60 segundos.”
"Obter qualquer livro publicado em menos de um minuto será uma graça tecnológica concedida pela internet. Quando isso for possível, o mercado editorial, o último bastião analógico da indústria da informação, terá se rendido à lógica digital. Nenhum setor da economia foi mais afetado pela internet que a indústria da informação. Para ela, a rede é uma nova plataforma para a veiculação de conteúdo – mas também uma ameaça. A possibilidade de copiar livremente qualquer tipo de conteúdo digital tem transformado – sem exceção – todas as indústrias que vendem informação".
“Outra vítima do choque entre os mundos analógico e digital é a palavra impressa. Nos países mais ricos, onde a internet é mais disseminada, cada vez mais leitores preferem a informação distribuída gratuitamente na rede aos jornais em papel. Algumas empresas jornalísticas americanas até tentaram cobrar pelo conteúdo on-line, mas sem muito sucesso. À exceção do diário econômico Wall Street Journal, que continua vendendo assinaturas on-line, a imensa maioria seguiu o exemplo do The New York Times e liberou o acesso ao conteúdo de seus sites. Acreditava-se que o faturamento com a publicidade on-line poderia, algum dia, compensar os pesados investimentos no conteúdo digital. Com a crise econômica, essa crença se revelou uma quimera. A dona dos jornais Los Angeles Times e Chicago Tribune entrou em concordata. O jornal Boston Globe está à venda. O Christian Science Monitor acabou com as edições impressas nos dias úteis – jornal impresso, agora, só no fim de semana. Prevê-se que, nas cidades onde circulam dois jornais, só reste um”.
“Jovens pagam US$ 0,20 para mandar mensagens de texto no celular, mas ninguém quer pagar US$ 0,10 por um jornal na internet’’ Walter Isaacson na revista Time”. Faz 200 anos que a imprensa se sustenta sobre um tripé financeiro, formado pela venda de assinaturas, de exemplares na banca e de publicidade. Isaacson diz que a resposta para a crise atual é achar formas de o leitor voltar a pagar pela informação que consome. Não por meio de uma assinatura anual, mas de alguns centavos pela leitura de um artigo, num modelo semelhante ao que fez o sucesso da loja iTunes, conhecido como “micropagamento”.
"É aí que podem entrar produtos como o Kindle. Ninguém está acostumado a pagar na internet, mas muitos podem aceitar pagar pelo conteúdo desse “iPod dos livros”. Essa parece ser a aposta da Amazon para dominar o mercado dos livros e jornais eletrônicos. “O Kindle é o primeiro livro eletrônico que funciona”, diz o futurólogo Paul Saffo, da Universidade Stanford. “Assim como o iPod, é um pacote fechado. Foi o primeiro e-book a criar uma experiência completa: leitor, conteúdo e conexão, tudo num aparelho.”
"O Kindle 2, que só acessa a loja da Amazon, já enfrenta concorrência. O Sony Reader, da Sony, custa mais barato, US$ 250. E a Plastic Logic, do Vale do Silício, criou um livro eletrônico do tamanho de um Kindle com tela sensível ao toque, como o iPhone. Ele se conecta sem fio à internet para – esta é a promessa – baixar livros ou artigos de jornais e revistas por apenas US$ 1. Mas esse e-book ainda não existe. O modelo com monitor preto e branco chegará em 2010. A versão com tela colorida não estará disponível antes de 2011. Há também a possibilidade de que a Apple lance mais um concorrente arrasador, como o iPod, embora Jobs tenha dito não ter interesse em desenvolver um leitor de e-books. “As pessoas não leem”, afirmou. Não é verdade. Em 2002, os americanos gastaram US$ 7 milhões em e-books. Em 2007, foram US$ 67 milhões. O mercado decuplicou em cinco anos e é o nicho que cresce mais rápido, embora os e-books respondam por apenas 0,3% das vendas de livros nos Estados Unidos”.

domingo, fevereiro 15, 2009

Sugestão de professor para Macaé

Através de e-mail, embora citando o jornal O Debate, o professor Celso Fernandes faz sugestões para o prefeito macaense: “Boa noite! Sou leitor do Jornal O Debate e gostaria de deixar uma sugestão para o nosso Prefeito. Moro em Macaé há um ano e vejo a dificuldade de planejamento e execução das obras de infra-estrutura na cidade e principalmente a falta de respeito com o meio ambiente. Todos nós sabemos que Macaé é uma cidade plana com vários bairros abaixo do nível do mar, fato esse que leva a abertura da lagoa para escoar as águas das chuvas. Não é preciso ser engenheiro para saber que: Se colocarmos dutos no nível máximo da Lagoa evitaria a sua abertura, pois naturalmente a água seria escoada para o mar evitando o esvaziamento da Lagoa e com isso protegeria seu ecossistema. O alagamento da Rodovia Amaral Peixoto na altura do Terminal Lagoa, na entrada da Praia do Pecado. Seria resolvido sem transtorno para o tráfego de veículos. É só providenciar uma abertura na pista colocar dutos e cobrir com grade tipo da Ponte Rio-Niterói, esses dutos teriam ligação com as mangueiras das bombas, que escoariam a água direto para o rio, evitando o desgaste e o alagamento da pista. Será que é tão difícil??? Att, Prof. Celso Fernandes”.

Uma hora a mais de trabalho

Toda a vez que se troca o horário de verão eu me recordo de uma brincadeira com os amigos. Eu sempre lembro que aqueles que morrem neste intervalo teriam sido surrupiados de uma hora de suas vidas. Lógico que isto é uma brincadeira, porque na verdade, todos nós vivemos a mesma quantidade de horas, independente de se adiantar ou atrasar relógios. Porém fato é, que alguns que trabalham em regimes de turno que incluem os finais de semana, que é quando se faz estas antecipações em outubro e o atraso em fevereiro, podem sair ganhando ou perdendo. Quando se está num turno em outubro e se adianta em uma hora o relógio, trabalha-se menos uma hora. Já neste domingo, quem esteve de trabalho durante à noite teve uma jornada de uma hora a mais de trabalho. Nestes esquemas de turno de revezamento estão os trabalhadores de saúde, os porteiros, vigilantes, petroleiros, etc. Quem pagará esta hora extra? Quem ganhou pelo não trabalho em outubro? Como contabilizar? Tudo isso é apenas uma brincadeira que como todas relacionadas à variável tempo, são sempre muito interessantes, especialmente quando relacionadas ao espaço, porque exatamente entre as duas acontece tudo aquilo que se convencionou chamar de vida.

Câmara licita vigilância

O serviço historicamente sempre foi feito pela Guarda Municipal em Campos. Pode ser que o aumento desenfreado de aquisições de imóveis para o Executivo Municipal assim como o problema já conhecido das terceirizações tenham trazido impedimento para a continuidade desta prática. Bom seria saber ao certo o número de guardas do município. Fato é que o Diário Oficial de ontem trouxe a informação da abertura da Tomada de Preços, para contratação de “Serviços de Vigilância Segurança Patrimonial” pelo período de dez meses do corrente ano, pela Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes. No detalhamento dos serviços está informado que se trata de serviços de 24 horas de guarda, vigilância e segurança armada da dependência interna e externa e que nos dias de sessões plenárias deverão ter reforço do dobro do efetivo de vigilantes. Fala de guarda do estacionamento externo, dos 13 gabinetes (e os quatro demais estão fora?), mais plenário, salas de direção, procuradoria, etc.

A mídia local caça os blogs

Gente informada ligada aos setores do marketing e propaganda da região garante que os impressos locais, estão identificando que os blogs são efetivamente uma forma moderna e eficiente de comunicação. Ainda mais: suas opiniões merecem atenção, debates e já são consideradas fontes de interesse que vale à pena trazê-las para perto, não só pelo prestígio que já alcançaram, mas pelo retorno financeiro que podem trazer nestas épocas de vacas magras. Observem a movimentação!

sábado, fevereiro 14, 2009

Garotinho pressiona secretária de Educação

O ex-governador no seu programa semanal, aos sábados na rádio Diário FM, mesmo dizendo em alguns momentos, que está apenas no seu papel de radialista entrevistando as pessoas e as autoridades, em diversos momentos perde esta referência e descamba abertamente com posições de quem está não perguntando e sim determinando. Alguns chegam até a dizer sim senhor, aos seus questionamentos. Hoje logo depois da entrevista com o secretário de Saúde chegou a falar abertamente, sem dizer se tratar de decisão da prefeita: "ninguém está autorizado a manter ou chamar novas pessoas para trabalhar no lugar dos terceirizados". Na entrevista feita logo depois com a secretária de Educação, Maria de Auxiliadora Freitas, nos mesmos microfones da rádio, durante mais de meia hora, ele colocou no canto e cobrou dela ações como se seu chefe fosse. A professora Auxiliadora foi questionada abertamente sobre a não apuração dos problemas de desvios na pasta. Em sua defesa ela disse que o que havia sido levantado já teria sido encaminhado ao Ministério Público. Em réplica o ex-governador disse que assim, no final, ele seria o mau da história e que a ex-secretária é que sairia como grande vítima. Apesar da secretária argumentar que todas as nomeações de diretores terem sido feitas depois de análise de currrículos e de “consultar liderança local” o prefeito questionou diversas nomeações em Conselheiro Josino, Morro do Coco entre outras e ainda a re-contratação de gente que faz transportes de alunos e fez campanha aberta para Arnaldo Vianna. Além das nomeações o ex-governador cobrou agilidade na questão das bolsas de estudo dos universitários e de alunos do ensino básico e reclamou a demora na definição com o início das aulas. Depois de tudo que foi ouvido fica difícil imaginar que a secretária continuará a exercer o comando da secretaria. A perda de autoridade pública que a entrevista lhe conferiu atrapalharia o desenvolvimento de qualquer trabalho de maior envergadura. O caso em si, independente da necessidade de apuração de todas as irregularidades, cometidas anteriormente na pasta e também, da necessidade de agilidade nas ações para o início do ano letivo da grande rede, que é a de educação, em nosso extenso município, mas que não pode ser conduzido desta forma. Interessante observar que a professora Auxiliadora Freitas era até aqui, uma das suas mais fiéis seguidoras políticas do ex-governador. Ela foi uma das principais responsáveis pelo rompimento de Garotinho com Arnaldo lá em 2002 e era desde a criação, a presidente ou superintendente da Fundação Cultural montada pelo ex-governador. Segundo informações dos bastidores, a relação entre os dois já estaria azeda há algum tempo. Auxiliadora teria sido vista em muitas ocasiões reclamado da pressão feita pelo ex-governador, tanto por nomeações quanto pela forma de trabalho. Pois bem, a situação agora é complicada com qualquer que seja o desdobramento. Se Auxiliadora permanecer no cargo de secretária de Educação passará claramente para a população a sua condição de submissão, Se ao inverso, ela pedir para sair ou for dispensada, confirmará para o público, a informação de que Garotinho manda mesmo em todas as áreas da prefeitura de Campos.

Antecipação das eleições presidenciais

A reclamação parte da oposição, mas ela, que tem o candidato mais conhecido, também começa a fazer o mesmo. O fato tende a reduzir o prestígio de quem detém o poder, mas talvez seja isso mesmo que o presidente Lula esteja visualizando. Melhor tentar transferir a popularidade no seu auge e ainda antes das consequências maiores das ameaças da crise no cenário internacional. Além disso, o presidente Lula sabe que depois do aumento do prestígio do PMDB, que hoje tem o controle das duas casas legislativas, o partido tirou como linha de ação ser o pêndulo mais forte da eleição presidencial de 2010 se oferecendo igualmente aos dois principais pólos da próxima disputa PT onde ocupa muitos cargos e ao PSDB conforme aponte as probabilidades das pesquisas eleitorais. A antecipação pelo lado de Lula-Dilma gera reação do outro lado. Hoje na coluna Panorama Político no jornal O Globo, o deputado Rodrigo Maia, presidente do DEM reclama que o PSDB está perdendo muito tempo discutindo, se vai realizar prévias e cortejando possíveis aliados como PMDB, ao invés de organizar palanques estaduais com o DEM e o PPS. Esta reação interessa ao PT e a Lula porque joga o PSDB numa aliança limitada para um projeto da envergadura da presidência da República, mesmo com um nome forte como o de Serra, ao mesmo tempo em que traz o PMDB mais para perto também pelo certo crescimento que Dilma tenderá a ter nas próximas pesquisas eleitorais. A eleição de 2010 tende a ser muito disputada e equilibrada e é indiscutível que o governador José Serra, ainda pela divulgação que seu nome alcançou na disputa de 2002 sai com vantagens,mas não se pode deixar de considerar o peso que o presidente Lula com todo o seu prestígio tem para defender uma candidatura ligada ao seu governo. Em todo este jogo, natural da democracia, bom que o país continue enfrentando bem as ameaças da crise financeira global e avançando nas políticas de desenvolvimento social e redução das desigualdades.

Servidor reclama falta de respeito na PMCG

O blog recebeu por e-mail a reclamação abaixo assinada por Augusto Teles: “Bom, gostaria de lhes pedir encarecidamente que não deixem isso passar em branco ou que achem que isso é apenas mais um problema. Como já sabem sou funcionário da prefeitura (contratado) e parece que essa palavra hoje tem quase um sinônimo de "Doença" ou algo repugnante. O que passei ontem dia 13/02 foi uma completa falta de respeito. Não tivemos qualquer informação da prefeitura sobre até quando iria o "cadastro" e entrega de documentos para retirada do FGTS. E por informações de amigos de trabalho foi falado que dia 13 seria o ultimo dia para levar os documentos. Essa informação nos levou a ter que chegar cedo para marcar lugar na fila, pois estavam distribuindo senha e era limitado. Cheguei às 2 da manhã e já tinha gente na fila. Fiquei na fila embaixo de chuva intermitente até as 9 da manhã. Quando resolveram colocar o pessoal para dentro. Porém, na entrada vi que entrava qualquer pessoa na frente que nem passou a noite na chuva e que chegava de carro tranquilamente e os guardas liberavam a entrada sem qualquer restrição. Não teve critério nenhum e quando vi tinha mais de 150 pessoas na minha frente. (lembrando cheguei às 2 da manhã e tinha 30 na minha frente). Muita confusão, empurra, gente gritando e nenhuma preocupação com quem estava na chuva. Muito descaso. Alem disso tinha muita gente lá fora e assim quando eu fui atendido, eu ouvi a recepcionista falando para dispensar o pessoal que estava no portão e mandar voltar na segunda.Como pode isso? Porque não foi feito isso em cada secretaria, como o ultimo recadastramento, para evitar tumulto e humilhação? Porque não se tem uma divulgação clara de período para as pessoas se orientarem? Estou de cama, com febre, passando muito mal e sem poder comprar um único medicamento. Estou decepcionado com tudo que estou vendo. Alem disso gostaria de tratar outro assunto já falado aqui e agente ouvia isso direto com os funcionários contratados que estavam na fila. Estão colocando sim pessoas que trabalharam na Campanha a eleição da Prefeita Rosinha, nas secretarias no lugar dos atuais contratados que estão lutando para poder continuar trabalhando. Querem nomes e prova? Ótimo. Mandaram um monte de gente da Fundação Municipal de Esporte embora (gente que trabalhava foi dispensada) e agora no lugar da atendente que estava lá sabe quem esta atendendo ligações e recebendo o pessoal que pede informações? CONCEIÇÃO, IRMÃ DO DEPUTADO FEDERAL PUDIM. Precisa falar mais alguma coisa. Não adianta falar em imprensa em nota oficial que a Prefeita determinou que não pode colocar ninguém que não seja contratados. E que não podem colocar antes de assinar o TAC. Isso tudo é "balela", mentira escandalosa. Onde eles contam o que querem e agente tem que aceitar o que é dito. Por favor, nos ajudem. Estamos (Trabalhadores) sem amparo nenhum e o que sinto nesse momento é simplesmente um voto jogado no lixo sem valor e sem validade. Obrigado. Augusto Teles".

BR-101: Autopista Fluminense faturou com reunião de Campos

Pelo que está informado no sítio da PMCG e nos diversos jornais de hoje, a empresa concessionária Autopista Fluminense S.A. acabou faturando na reunião com autoridades da nossa região. O interesse de antecipar a duplicação do trecho é da sociedade, mas a empresa está muito interessada, que esta seja feita com os recursos do tesouro e não daqueles obtidos nas caixas registradoras das praças de pedágio. O blog volta a insistir: se não discutirem com a ANTT e com a concessionária, a constituição do Conselho de Usuários para fiscalizar diretamente as receitas, as metas e os investimentos prioritários a serem feitos neste trecho de 320,1 Km da BR-101, ninguém precisa ter dúvida sobre quem vai faturar a conta. Muitos dos que hoje falam dos problemas da concessão, antes se recusaram a debater o assunto. Esta é a questão, mais vale aparecer na mídia do que efetivamente resolver o problema da população. PS.: Atualização às 13:32: A concessionária Autopista Fluminense informou que o tráfego na BR-101 entre Casimiro de Abreu e Silva Jardim foi retomado ainda ontem à noite.

OGX começa exploração de petróleo pela Bacia de Santos

A empresa de Eike Batista, o braço do grupo EBX que opera no setor de exploração de petróleo e gás, que é comandada pelo campista, ex-funcionário da Petrobras, Rodolfo Landim começou os trabalhos de exploração pela Bacia de Campos. A OGX surpreendeu aqueles que atuam no segmento petróleo & gás quando, em 2007 arrematou em leilão da Agência Nacional de Petróleo (ANP) o direito de explorar algumas áreas do litoral pertencente, tanto à Bacia de Campos quanto a de Santos. A OGX tem em caixa R$ 7,5 bilhões e teria reservado US$ 2 bilhões para investir em exploração e US$ 1 bi em produção que espera iniciar até 2011. Havia na região uma expectativa de que o início das operações de exploração da OGX pudesse ser iniciado pela Bacia de Campos.