sábado, junho 30, 2012

Apoio dos candidatos a vereador na eleição de prefeito

Mais do que o tempo de rádio e TV, são os candidatos a vereador que sustentam nas ruas e nos mais diferentes espaços de um município, o(a) candidato(a) à prefeitura. 
 
O blog em nota abaixo levantou e simulou o tempo de rádio e TV dos candidatos a prefeito em Campos. 

Porém, o blog ainda não possui a relação de candidatos a vereador dos partidos e coligações que apoiará as seis candidaturas à Prefeitura de Campos, para o mandato 2013-2016.

Porém, para que os nossos leitores e colaboradores possam ir fazendo suas análises, o blog foi buscar os dados da eleição passada, em 2008. 

Lá identificou que, o então, candidato da situação, Arnaldo Vianna tinha ao seu lado como candidatos a vereador, um total de 141 nomes, enquanto Rosinha na oposição possuía 85 nomes, Feijó 33 e Odete 10.

Pelo que já é possível observar, o quadro se inverteu, e muito, o que demonstra a capacidade de quem tem a máquina nas mãos, em arregimentar candidaturas, para uma nominata forte ao legislativo, o que necessariamente não garante a eleição, como se viu em 2008.

Porém, todos sabem que com uma nominata fraca, além de pouco numerosa, é quase impossível fazer milagres em quantidade de votos. 

Muita coisa mudou na política eleitoral nos últimos anos e continuará mudando, mas, esta equação parece mais viva que nunca. Invertê-la é tarefa difícil, mas, só acontecerá ganhando apoios no bloco adversário. A conferir!

Goytacaz perde de 1 x 0 para o Serra Macaense aos 48 do 2º tempo

O Goytacaz depois de pressionar, sem jogar bem, foi castigado levando um gol nos últimos minutos contra o último colocado, o time do Serra Macaense. Assim, o Goyta perdeu a chance de entrar no G2 da Série B.

O próximo jogo e importante jogo será no Arizão contra um adversário direto na disputa por uma das duas vagas, o SJB.

Outros resultados: SJB 1 x 2 Quissamã; Portuguesa 1 x 1 Artsul; Rio Branco 1 x 2 Audax; Ceres 6 x 0 Tigres; Sampaio Correa 1 x 1 Barra Mansa.

PS.: Atualizado às 17:11:
A classificação ficou assim:

1) Quissamã,32 pontos
2) Audax Rio, 28
3) São João da Barra, 27
4) Goytacaz, 27
5) Ceres, 24
6) Portuguesa, 22
7) Artsul, 19
8) Tigres do Brasil, 17
9) Barra Mansa, 15
10) Sampaio Corrêa, 15
11) Rio Branco, 12
12) Serra Macaense, 9.

Definido: 6 candidatos a prefeito em Campos

Dos pré-candidatos a prefeito de Campos, um desistiu e outro virou vice. Assim, a lista dos candidatos a prefeito de Campos, fora mais uma mudança de última hora, são: Rosinha; Arnaldo Vianna; Mackoul; Odete; Roberto Henriques e Erick Schunk.

Numa nova simulação já com as alterações do tempo do PSD e outras coligações recém-fechadas, como o blog já havia afirmado em nota aqui na última quinta-feira, os tempos serão praticamente divididos entre a candidata da situação e os candidatos da oposição com ligeira vantagem para a soma dos tempos para os cinco candidatos da oposição.


PS.: Atualização às 16:38: Na última eleição em 2008 o município Campos também teve seis candidatos Rosinha; Arnaldo Vianna, Paulo Feijó; Odete Rocha; Marcelo Vivório e Graciete Santana. Metade destes volta agora, em 2012, a disputar a eleição à Prefeitura de Campos.

Informações recebidas pelo blog de que há possibilidade de que mais candidato desista da disputa. O dia é longo, aguardemos as últimas informações.

Atualizado às 18:48: O número de candidatos deverá ficar mesmo em seis, não chegando ao número chamado de conta de mentiroso: sete. José Geraldo pelo PRP é um nome a ser incluído na conta original, mas, que deve ser comensado pela possível desistência do deputado Roberto Henriques.

Prazos e decisões para as eleições

O prazo para a realização das convenções partidárias para as eleições de outubro é hoje, 30 de junho, mas, o prazo para o registro destas decisões em cartório é na próxima quinta-feira, 5 de julho.   

O TSE  é claro sobre o assunto: "30 de junho - último dia para a realização de convenções destinadas a deliberar sobre coligações e escolher candidatos a prefeito, a vice-prefeito e a vereador (Lei nº 9.504/1997, art. 8º, caput)".

Em Campos, assim como em muitos outros municípios, diversas legendas e coligações, embaraçadas com as dificuldades em fechar os acordos desejáveis, imaginam deixar para fazer isto, ao longo desta próxima semana e poderão ser surpreendidos por questionamentos por conta deste não cumprimento de prazo. 

Já se ouve falar que teve quem estivesse esquecido de publicar a convocação para a convenção que deve ser pública.

Como o dia e as reuniões públicas ainda estão em curso é prudente que os atrasados fechem o que tem que ser fechado.

“Sopaço” em frente à casa do Kassab em SP

As formas de manifestação contra decisões ruins e arbitrárias dos gestores públicos crescem pelo país afora. Aí está mais um exemplo.

O anúncio da decisão da prefeitura de São Paulo de proibir a distribuição de sopa para moradores de rua gerou uma onda de manifestações de indignação nas redes sociais.

Internautas além de criticar a ação, relembraram o histórico do prefeito Gilberto Kassab com proibições anteriores e articularam mobilizações fora da rede.

Em 30 dias, a prefeitura promete acabar com o serviço das 48 instituições voluntárias, punindo quem não cumprir a orientação de distribuição apenas para os albergues mantidos pela prefeitura. Algumas dessas instituições já fazem o serviço voluntário há mais de 20 anos sem ajuda ou apoio do governo.

A justificativa de que a medida serviria para fazer com que os moradores de rua procurassem os albergues e de que a proibição da distribuição do alimento evitaria a sujeira das vias públicas não convenceu aos internautas. Paulistanos já se mobilizam e anunciaram dois protestos na rede social Facebook, o primeiro a ser realizado na Praça da Sé e outro em frente à casa do prefeito Gilberto Kassab, em Pinheiros, na zona oeste. Ambos estão marcados para a noite do dia 6 de julho.

Nos moldes do “churrasco da gente diferenciada”, a ação já conta com mais de 1.600 confirmados em seu evento do Facebook. Em maio do ano passado, milhares de pessoas se reuniram no bairro de Higienópolis após a declaração de uma moradora da região que criticou a instalação de uma estação de metrô no local, argumentando que “muita gente diferenciada começaria a passar por ali”.
Fonte: Brasil de Fato.

Número de candidatos a vereador deve ser mais que o dobro da última eleição

Em meio aos entendimentos de última hora nas convenções partidárias para escolha dos candidatos a prefeito e vice em Campos, o quadro de candidatos a vereador no município se ampliou em relação aos últimos pleitos.

Com o aumento do número de cadeiras no legislativo municipal campista, de 17 para 25 vagas, como o blog já havia comentado aqui, em nota no dia 20 de março de 2011, o número de candidatos lançados pelos 29 partidos registrados no TSE deverá ficar em torno do dobro dos 279 candidatos que na eleição de 2008 foram considerados aptos para disputar o pleito.

Há que se verificar que entre a lista de candidatos entregues pelas coligações e partidos à Justiça Eleitoral e o que serão considerados aptos tende a ser grande, em função de  problemas na documentação e ainda, pelas restrições impostas aos que estão (ou serão) impedidos de disputar, por impedimentos nos tribunais e nas prestações de contas.

Nas últimas quatro eleições o número de candidatos registrados na Justiça Eleitoral foram:
1996 – 349 candidatos;
2000 – 370 candidatos;
2004 – 363 candidatos;
2008 – 279 candidatos.

Logo dos 100 anos do Goyta

Ontem, o blogueiro foi à sede da ACIC, em Campos, prestigiar o evento organizado pelo presidente do Conselho Deliberativo do Goytacaz, o Dr. José Roberto Crespo, como parte da comemoração do centenário do clube que acontecerá no dia 20 de agosto. Além da apresentação da logomarca criada pela Inter-G Comunicação, o clube homenageou o criador do hino do clube, o músico José Guilherme Barbosa, o radialista Josélio Rocha e o jornalista Peris Ribeiro. Mais detalhes veja aqui no site oficial do clube.

Número de candidatos a vereador deve ser mais que o dobro da última eleição

Em meio aos entendimentos de última hora, nas convenções partidárias, para escolha dos candidatos a prefeito e vice em Campos, o quadro de candidatos a vereador no município se ampliou em relação aos últimos pleitos.

Com o aumento do número de cadeiras no legislativo municipal campista, de 17 para 25 vagas, como o blog já havia comentado aqui, em nota no dia 20 de março de 2011, o número de candidatos lançados pelos 29 partidos registrados no TSE deverá ficar em torno do dobro dos 279 candidatos que na eleição de 2008 foram considerados aptos para disputar o pleito.

Há que se verificar que entre a lista de candidatos entregues pelas coligações e partidos à Justiça Eleitoral e o que serão considerados aptos tende a ser grande, em função de  problemas na documentação e ainda, pelas restrições impostas aos que estão (ou serão) impedidos de disputar, por impedimentos nos tribunais e nas prestações de contas.

Nas últimas quatro eleições o número de candidatos registrados na Justiça Eleitoral foram:
1996 – 349 candidatos;
2000 – 370 candidatos;
2004 – 363 candidatos;
2008 – 279 candidatos.

sexta-feira, junho 29, 2012

Banco Cruzeiro do Sul

A senha do caixa.

O que vale R$ 13,8 bilhões que foram perdidos por Eike


R$ 13.800.000.000,00
 
Tentando imaginar o tamanho da queda que teve de valor das empresas do grupo EBX nestes últimos dias, quantia equivalente a R$ 13,8 bilhões, o blog foi fazer a conta do que isto significa em termos de poder de compra:

1) 511 mil carros zero km do tipo pálio 4 portas com ar e direção, ou;

2) 2000 km de carros zero estacionados em fila = estacionamento em fila equivalente a ida e volta do Rio a Brasília, ou;

3) 153.000 alqueires de terra a R$ 90 mil o alqueire, ou;

4) 100 milhões de milheiro de tijolos, ou;

5) 345.000 casas populares (quase 3x o número de casas atuais do município de Campos ou equivalentes a 43 cidades com a quantidade de moradias atuais de SJB) a R$ 40 mil cada, ou;

6) O orçamento de Campos por um mandato e meio de prefeito (ou seis anos).

Denúcia grave sobre contratação na PMCG

O responsável se identificou para o blog, mas solicitou que fosse preservado e detalhou o processo:

"Roberto. Peço que não me identifique, como vc sabe sabe né, nessa cidade somos perseguidos a todo momento. Em primeiro lugar, deixo bem claro aqui que não possuo vínculo nenhum com a Prefeitura de Campos. Estou lhe escrevendo esse e-mail para lhe mostrar como as coisas aqui se resolvem no jeitinho. Há mais ou menos 1 semana a secretaria de saúde abriu um processo seletivo para o preenchimento de vagas em 2 cargos: Assistente de gerência e Gerente de programas especiais. Como um morador da cidade que sou e me encontro desempregado, achei que seria interessante me inscrever para esse processo. Estava bastante esperançoso pois estou passando por certa dificuldade e tenho capacidade sim de ocupar qualquer cargo que estava no edital. Pois bem, para minha surpresa quando li o diário oficial do dia 26/06 P. xxv a xxxv uma coisa me chamou a atenção. Tinham pessoas que foram convocadas para entrevista que já trabalham em programas especiais da prefeitura como coordenadores. Fiquei totalmente sem condições de competir, você sabe né, nessa situação quem está dentro tem mais facilidade de entrar. Já que isso foi feito no edital da saúde, com certeza nos outros também aconteceu o mesmo. Fica aqui minha indignação com essa falta de respeito com grande maioria das pessoas que ficaram horas e horas na fila para entregar seus documentos e acabaram sendo enganados com toda essa situação. Será que a secretaria de saúde compactua com isso? Está aí uma questão a ser debatida"

quinta-feira, junho 28, 2012

Forbes: “Eike, o maior perdedor do ano. Homem-bolha"




É muito grande o baque nas empresas do bilionário Eike Batista. Impossível não imaginar as consequências que o declínio de R$ 13,8 bilhões, em valor de mercado das empresas X que o fato traz para a região onde o grupo EBX desenvolve o maior dos projetos da holding: o CliPa (Complexo Logístico-industrial do Porto do Açu).


O site da revista Forbes, que elabora a mais conhecida lista dos maiores bilionários do mundo, foi cruel hoje com o empresário Eike Batista: “ele já perdeu neste ano cerca de 50% da sua fortuna”. “Eike é o maior perdedor do ano" e afirma ainda que a fortuna dele caiu no ano de US$ 30 bilhões para US$ 14,5 bilhões. “Em março ele era o sétimo mais rico do mundo agora o brasileiro caiu para a 46º posição”.

PS.: Atualização às 20:14: A Forbes diz ainda; “a redução do valor de mercado representa a venda de sonhos que estão demorando muito para se tornar realidade. Alguns críticos estão chamando Eike de “homem-bolha”. Uma bolha que pode estar prestes a explodir”
.

Terceira?

O lançamento ontem, em Campos, do jornal online Terceira Via se anunciou, no convite de lançamento, como imparcial. Aqui neste espaço eu já falei por diversas vezes que não acredito nesta tal imparcialidade, mas desejo que se tenha aquilo que os profissionais da área chamam de: jornalismo independente. Será?

Veio para se juntar ao Ururau que nasceu como blog e hoje ocupa um espaço do jornalismo online que tem outros veículos financiados ou patrocinados pelo poderes políticos locais.

O título é, a meu juízo, infeliz, porque ao querer se separar dos lados quase iguais, se posta após estes, pelo menos no nome assumido, já que não seria uma tarefa difícil a superação, dependendo do trabalho a ser desenvolvido. Outra via sim, mas, terceira? Parece que faltou criatividade

A página é visualmente bonita, mesmo que com pouca identidade, mas, seu maior problema, parece o peso para ser rodada nos computadores de nossas limitadas e lentas redes.

O conteúdo precisará de tempo para ser analisado, embora, nas primeiras produções, aponte, um certo tom elitista, que pode ser o alvo comercial deste negócio de vender informações que deseja-se não tenha que er direta ou indiretamente sustentado nos caixas dos royalties dos municípios.

Comungo da ideia-sugestão do Vitor Menezes da possibilidade do resgate do tradicional Monitor Campista citada aqui no blog de jornalistas o Urgente.

Acompanhemos os passos no desejo de sucesso e de pluralidade de opiniões e bom trabalho aos profissionais. A ampliação dos instrumentos de mídia é desejável em toda e qualquer região e aqui não seria diferente, desde que não se pretenda fazer os leitores de bobo e as prefeituras de caixa para enriquecimento.
PS.: Atualizado às 19:17.

Perda da EBX atinge R$ 13 bilhões. Eike diz que tem R$ 9 bi em caiXa

O tamanho da redução das ações das empresas da holding EBX se ampliaram hoje na Bolsa de Valores. Para tentar garantir que o grupo X tem carcaça para enfrentar esta avassaladora redução do valor de marcado com condições de manter os investimentos o líder do grupo, o empresário Eike Batista diz que o grupo tem em caixa a quantia de R$ 9 bilhões.

Situação e oposição dividirão tempo de rádio e TV em Campos

As coligações partidárias ainda não estão todas fechadas. As negociações e as convenções de última hora ainda estão sendo realizadas e continuarão até o próximo sábado, prazo limite para este fechamento.

Porém, já é possível fazer uma simulação dos tempos de cada candidato junto às suas coligações. Os maiores tempos são as lideradas pelo PR com Rosinha e pelo PT com Mackoul.

Rosinha deverá dispor de um pouco mais que 15 minutos de um total de 30 definidos pela legislação eleitoral, já Mackoul terá menos da metade deste tempo, ficando com aproximadamente 7 minutos. 

Odete pelo PCdoB deverá ter 1 minuto e 50 segundos, quase igual ao tempo que Arnaldo do PDT deverá ter. Erik do Psol vem a seguir com 1 minuto 27 segundos, depois, Rogério do PPS com 1 minuto e oito segundos. João Peixoto do PSDC deverá ter 50 segundos junto com Roberto Henriques do PSD também com 50 segundos.

Assim, na simulação diante do quadro atual, identifica-se que, na prática o tempo de rádio e TV serão divididos quase igualmente entre a candidata da situação e os vários candidatos da oposição, mesmo, que algumas pequenas mudanças aconteçam nas últimas horas, considerando que, neste caso, elas deverão migrar dentro de um ou outro campo político.

O blog lembra que o tempo de rádio e TV é distribuído dentro dos 30 minutos, sendo 10 minutos para todos os 29 partidos e os 20 minutos restantes, de forma proporcional à bancada de cada partido na Câmara Federal.

PS.: Atualizado às 20:22: o tempo do PSD poderá ser alterado (ampliado) conforme decisão do STF em um processo que foi julgado hoje, mas teve sua decisão remetida para a próxima sexta-feira. O julgamento visa decidir se será possível levar em consideração para uma nova sigla, os deputados federais que migraram para o novo partido, embora eleito por outros. A ampliação do tempo do PSD significará a redução do tempo de todos os demais partidos. Sendo assim, como em Campos o PSD está na oposição, a se confirmar na próxima sexta, a decisão que já tem maioria na Côrte, a situação se inverteria, com a oposição passando a ter mais tempo que a situação, mas, não muito distante da metade.

Hoje tem rock no Sesc Campos


As ações da OGX continuam caindo

Depois da queda recorde de ontem de 26%, hoje, as ações da OGX, empresa de óleo & gás do grupo EBX, continuam caindo na Bolsa de Valores. Até aqui a queda é de mais 6%.

Além dos questionamentos sobre o futuro das empresas de Eike, parece que a crise internacional está chegando ao Brasil.

Nesta semana, a Petrobras também decidiu pisar no freio de alguns grandes investimentos, entre estes, o Comperj em Itaboraí, cuja refinaria com capacidade para processar 165 mil/dia, que tinha cronograma de começar a operar em 2014, deixou de constar da lista dos investimentos prioritários e sua presidenta proibiu qualquer diretor de falar sobre novos prazos.

Com a queda do valor de mercado das ações de suas empresas em quase R$ 10 bilhões ontem, Eike caiu no ranking dos mais ricos do mundo para a 21ª colocação, até aqui.

quarta-feira, junho 27, 2012

Final: Goyta 3 X 0 Rio Branco

PS.: Atualizado às 17:02 com o clipe dos gols elaborado pela FFERJ:

Goyta 2 X 0 Rio Branco

video
PS.: Atualizado às 01:40.



Goyta 1 x 0 Rio Branco

Via celular. 20 minutos do 1º tempo.

Resultados da Segundona nesta tarde


Os resultados não foram bons para o Goytacaz que jogará às 20 horas, no Arizão, contra o Rio Branco, e, mais que nunca, precisa vencer, se possível, por mais de um gol, pois o saldo poderá decidir o campeonato e a classificação para a 1ª Divisão. Depois desta rodada do final de semana ainda restarão mais oito rodadas. O Quissamã segue na frente agora com 29 pontos, seguido do SJB com 27 pontos, mesma que o Goytacaz pode alcançar com uma vitória este noite. O Audax com empate ficou com 25 pontos.

Quissamã 1 x 0 Serra Macaense
Barra Mansa 2 x 3 SJB
Audax 1 x 1 Portuguesa 
Art Sul 2 x 0 Ceres
Tigres 3 x 0 Sampaio Corrêa.


Empresas X perderam R$ 10 bilhões em valor de mercado hoje

As empresas “X”, do empresário Eike Batista, listadas na BM&FBovespa já perderam cerca de R$ 10 bilhões em valor de mercado neste pregão, até as 14h40, na comparação com o fechamento de ontem.

As companhias OGX, MMX, LLX, MPX, OSX, CCX e Port X valiam, juntas, R$ 45,7 bilhões no fechamento de terça-feira. Hoje, considerando as cotações por volta das 14h40, elas somavam R$ 35,8 bilhões, uma desvalorização de 21,5%.
Naquele horário, as ações da OGX marcavam baixa de 26,76%, cotadas a R$ 6,13. Os papéis reagem ao comunicado divulgado ontem pela companhia, que definiu o nível de produção por poço no campo de Tubarão Azul, na Bacia de Campos.
O volume informado decepcionou os investidores, que agora questionam a viabilidade das outras empresas de Eike, muitas delas ainda pré-operacionais.
A OGX informou que fará uma teleconferência após o fechamento do mercado para explicar o comunicado, com a presença de Eike Batista.


Fonte: Valor Online.
PS.: Atualizado às 16:28: Em época e região em que milhão e bilhão acabam sendo confundidos, para se ter uma real noção do que significa esta perda de valor em R$ 10 bilhões, há quinze dias, o estaleiro OSX, uma das empresas do grupo EBX recebeu um significativo empréstimo do Fundo de Marinha Mercante de R$ 2,7 bilhões, ou seja, hoje, a holding perdeu um valor equivalente a quase quatro vezes este empréstimo. Certamente, haverá necessidade de mais que uma teleconferência para explicar as causas e as consequências deste movimento do chamado "mercado".

Aeroporto de Cabo Frio teve movimento 50% maior durante a Rio+20


Durante a Rio+20, o Aeroporto Internacional de Cabo Frio, administrado pela Libra Aeroportos, recebeu 154 voos extras, um aumento em torno de 50% de sua movimentação cotidiana. A operação foi organizada especialmente para desafogar o fluxo dos aeroportos do Estado do Rio de Janeiro em virtude da conferência da ONU.

Passaram por Cabo Frio 13 aeronaves executivas trazendo participantes do evento provenientes dos Estados Unidos, Inglaterra, Equador, Portugal, Porto Rico, Chile, Uruguai, Barbados e México. O aeroporto recebeu ainda três aviões cargueiros desviados do Aeroporto do Galeão, entre eles o Boeing 777-200 da LAN/ABSA, que descarregou 90 toneladas. O volume de voos deste tipo foi o dobro no período da conferência.

Já em relação à operação offshore, o aeroporto deu conta da demanda desviada do Aeroporto de Jacarepaguá. Nas últimas duas semanas, a BHS posicionou seis aeronaves extras das empresas Aeróleo 2, Líder Aviação e Omni Taxi Aéreo. As informações são da empresa que faz a assessoria de comunicação do grupo Libra.

Empresa espanhola no Açu

A empresa espanhola Acciona que trabalha com montagem de infraestrutura em concreto, usando um equipamento próprio para a construção de diques flutuantes, que estava antes atendendo encomendas para o Porto do Açu, baseada no Porto do Forno em Arraial do Cabo, de onde os diques construídos eram transportados por rebocadores para o Açu, resolveu montar no próprio Açu estas estruturas.

Os módulos que chegam a ter 40 metros de extensão e pesar 18 mil toneladas serão montados pelo equipamento Kugira na própria região do Açu. Não se conhece os detalhes da transferência, mas, sabe-se que se relaciona aos custos do porto e do transporte das mesmas, quando comparados ao do Açu, com as condições que o complexo já oferece.

Para o desenvolvimento de suas atividades, um total de 23 apartamentos, de um edifício recém-construído foi alugado em Campos, para alojar cerca de 50 técnicos espanhóis.

Além disso, uma área próxima à Barra do Açu está em negociações de arrendamento objetivando apoio às atividades de montagem e também para alojamento para outros trabalhadores que atuarão na construção de outros módulos tanto para o terminal TX-2, quanto para o terminal TX-1. A Acciona também está atuando na construção de diques de acesso no estaleiro da OSX no Açu.

Ministro do TSE adia decisão sobre candidatos com contas rejeitadas em eleições passadas


O ministro José Antonio Dias Toffoli pediu vista, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do processo que vai definir se os candidatos que tiveram contas de campanha rejeitadas no passado vão poder se candidatar ou não.

Ao todo, há 21 mil candidatos nessa situação. O TSE não divulgou os nomes dos candidatos. O voto de Toffoli será decisivo, pois o caso está empatado em três votos a três. Ele prometeu retomar o julgamento na quinta-feira.

Em março, o TSE decidiu, por quatro votos a três, que quem teve conta rejeitada não poderia se candidatar. A diferença é que naquela votação, o ministro Ricardo Lewandowski estava presente e desempatou a questão, votando contra os candidatos com contas rejeitadas. Agora, Toffoli ocupa o lugar de Lewandowski, que deixou o TSE.

terça-feira, junho 26, 2012

Os candidatos a prefeito em Campos, nos últimos 30 anos

Pelo indicativo atual teremos, em outubro, o maior número de candidatos a prefeito das cinco últimas eleições municipais, desde 1992 (fora a extraordinária de 2006), quando passou a vigorar a eleição em dois turnos no Brasil.

Em 1988 foi a última eleição em apenas um turno, exatamente a que foi vencida por Garotinho, quando ele chegou ao cargo de prefeito pela primeira vez em Campos. 

Nos últimos 30 anos, a presença do maior número de candidatos aconteceu em 1982 com dez candidatos e depois em 1988 com oito candidatos.

Agora em 2012, embora, a definição só feche no próximo sábado, último dia das convenções partidárias, a disputa se anuncia entre sete candidatos: Rosinha (PR); Arnaldo Vianna (PDT); João Peixoto (PSDC); Roberto Henriques (PSD); Rogério Matoso (PPS); Mackoul (PT); Professora Odete (PCdoB) e Erick Schunk (Psol).

O blog elencou para seus leitores o número e os nomes dos candidatos a prefeito de Campos nos últimos 30 anos desde a eleição de 1982:

1982: 10 candidatos: (Zezé Barbosa; Rockfeller de Lima; Jorge Renato P. Pinto; César Ronald; Nilo Peçanha Siqueira; José Maria de Barros; Angela Peixoto; Sidney Pascouto; Ramiro Pessanha e Jordão Braga);
1988: 8 candidatos (Garotinho, Jorge Renato Pereira Pinto, Rockfeller de Lima, Amaro Gimenes, Barbosa Lemos, Luiz Antônio, Ionildo Marins e Carlos Alberto Redondo);
1992: 5 candidatos (Sérgio Mendes, Rockfeller, Barbosa Lemos e Adilson Sarmet);
1996: 5 candidatos (Garotinho, Rockfeller, José Cláudio, Luciano Dangelo e Euzy Peixoto);
2000: 5 candidatos (Arnaldo Vianna; Paulo Feijó; Luiza Botelho; Sadi Bogado e Euzy Peixoto);
2004: 4 candidatos (Campista; Paulo Feijó, Pudim e Mackoul);
2008: 5 (6) candidatos (Rosinha; Arnaldo Vianna, Paulo Feijó; Odete Rocha e Marcelo Vivório. Graciete Santana do PCB foi candidata, mas, seus votos não foram registrados pelo TSE).


PS.: Atualizado às 22:10.

Estudantes de Medicina da UFRJ de Macaé reclamam dos colegas do Rio

O blog recebeu um comentário em nota aqui do blog, no dia 18 de maio, sobre as reclamações dos alunos de Medicina da UFRJ, no campus Macaé, sobre as condições de ensino naquela unidade. Assim, este espaço resolveu trazer o comentário para capa do blog, abrindo desde já, o espaço para que os alunos detalhem os problemas:

“A forma com que os alunos de UFRJ Medicina-Macaé estão sendo tratados por alguns alunos da UFRJ medicina-fundão é desumana, perversa e preconceituosa. Isto não pode ocorrer em uma Universidade pública do Brasil. A sociedade brasileira precisa saber disso e medidas urgentes precisam ser tomadas por parte das autoridades desta Universidade.”

Siderúrgica no Açu?

Existe hoje um excedente de 526 milhões de toneladas de aço no planeta, segundo a WSA (World Steel Association) que diz ainda que o Brasil é um dos destinos preferidos para “desova dessa produção”, já que em 2011, as importações de aço atingiram 8,49 milhões de toneladas, praticamente um terço do consumo no país.

A notícia acima publicada no caderno especial de Aços do jornal Valor reafirma as dificuldades do projeto da siderúrgica Ternium deslanchar, segundo projeto previsto e licenciado , no DISJB (Distrito Industrial de São João da Barrra) no Açu.

A informação de que o grupo ítalo-argentino, Techint, teria usado no início deste ano, o seu caixa de US$ 5 bilhões, que até então seria destinado para a construção da Ternium no Açu, para adquirir cerca de 20% da Usiminas, foi a primeira sinalização da mudança de rumo nas intenções do grupo que agora identifica também o excedente de produção mundial de aço, certamente decorrente da crise econômica mundial.

O terceiro grande problema é o licenciamento do projeto que prevê a construção da usina em área com mais de 1.300 hectares, com capacidade de produção de 8,4 milhões de toneladas de aço bruto por ano.

A Ceca Comissão Estadual de Controle Ambiental (Ceca) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) haviam emitido a licença prévia (LP) para a siderúrgica em 21 de dezembro de 2011, depois ratificada por parecer do Inea em 20 de março de 2012 que já autorizava o início das obras, cuja licença de instalação (LI) foi emitida em 27 de março de 2012 pela Ceca.

Porém, no dia 31 de maio de 2012, as licenças ambientais concedidas para a siderúrgica Ternium para instalação no Complexo Industrial do Porto do Açu foram suspensas por ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Estado Rio de Janeiro (MPRJ). Segundo o MPRJ, o estudo não garantia a viabilidade ambiental do projeto nem o atendimento aos padrões e limites de emissão de poluente.

A área projetada para o empreendimento no DISJB continua reservada. Resta saber o que pensa sobre o assunto o líder da EBX, empresário Eike Batista, que no dia 23 de maio no Rio de Janeiro, no evento “Rio Investors Day” voltado para executivos de empresas de capital aberto, disse que “a siderurgia não é ativo que interessa. Não vou investir em siderúrgica, mas em campo de petróleo”.

Investimentos em projetos pesados e de porte como em siderurgia são de longa maturação e mais que nunca globais, por conta disto, vivem influenciados, pelos tais mercados que ora caminha num lado e depois em outra.

O fato vem reforçar a compreensão de que o Complexo do Açu vai tendendo cada vez mais para o setor de petróleo e gás e menos à mineração e siderurgia, mesmo com o deslanchar do estaleiro da OSX, que tem em carteira basicamente projetos de produção sondas, plataformas e navios FPSO voltados para a exploração petrolífera em nosso litoral.

Diretor do HEAA fala sobre a questão da pediatria

O blog recebeu do Dr. Jair Araújo, um relato sobre a posição do Hospital Escola Álvaro Alvim (HEAA) a respeito da situação do atendimento hospitalar pediátrico em Campos, e no hospital vinculado à Fundação Benedito Pereira Nunes que também mantém a Faculdade de Medicina de Campos.

Desta forma, o blog realça o importante papel de contribuir para um produtivo e qualificado debate sobre políticas públicas, independente das opiniões e posições de técnicos, gestores e/ou instituições:

"Caro Prof. Roberto
Agradeço a oportunidade em tentar minimamente restabelecer a forma adquada como foi deflagrado, construído e desenvolvido, o processo de reestruturação das internações do Serviço/Disciplina de Pediatria do HEAA/FMC e nova destinação do espaço para internações no Serviço/Disicplina de Clínica Médica de adultos do HEAA.


Fui responsável,nos anos 90, juntamente com o falecido Prof. Renato Moretto, pelo convencimento do então Diretor do HEAA, da importância em se criar um Serviço de Pediatria, com internações no HEAA. Naquela época existiam internações no HPC, Beneficência e Santa Casa, porém existia uma demanda por mais internações e por formação especializada (Residência). Assim foi feito e foram criadas duas residências em Pediatria - HEAA e HPC -,o que somou ao atendimento ja existente, mais espaço para o ensino.



Ocorre que a Pediatria foi a especialidade médica que mais investiu em promover cuidados preventivos e de atenção básica à saúde da criança que teriam como consequencia uma menor necessidade de internação. São exemplos a vacinação, a terapia de rehidratação oral e o aleitamento materno, entre outras. Assim, progressivamente foi se internado menos crianças e conseguida maior resolutividade no trataemnto das não internadas, sendo as internações reservadas para os casos mais graves.


Diante desse quadro foram sendo desativadas progressivamente as internações no HPC (mantida e ampliada a neonatalogia) e na Beneficência Portuguesa e sendo ativadas, pelo seu perfil de Hospital de urgência, as internações no H. Ferreira Machado. Mantiveram as internções a Santa Casa e o HEAA, sendo que a ocupação dos seus leitos vem decaindo progressivamente, sendo que nos dois últimos anos o HEAA contou com uma ocupação média menor que 50% do 24 leitos disponíveis para a Pediatria. Situação semelhante ocorre na Santa Casa.


É sabido que em leitos pediátricos vazios não podemos internar adultos e a superlotação do Hospital Ferreira Machado e do HGG, com pacientes clínicos adultos, que necessitam continuar coms seu tratamento na rede contratualizada é evidente, chamando a atenção não somente da imprensa com do MPE-RJ e do Conselho Muncipal de Saúde, que chamou a si a discussão sobre a necessidade em manter o bom atendimento pediátrico proporcionado pelo Serviço Escola e a necessidade do Sistema em internar os adultos e idosos, que padessem de moléstias clínicas.


Foi realizada uma ampla discussão, acompanhada de levantamento das possibilidades que redundou em um pacto entre a Secretaria Municipal de Saúde, a FMC, o HEAA e o HPC, promovido e aprovado pelo Conselho Municipal de Saúde, com as seguintes definições:


a) O HPC reabrirá os seus leitos para internação em Pediatria, em número suficiente para a demanda, através do seu Serviço de Pediatria que é de excelência na área pré-natal, assumindo progressivamente a principal e plena referência em Pediatria da Cidade.


b) O HEAA disponibilizará o espaço, até então ocupado pela Pediatria, para ampliar as internações de Clínica Médica, minimizando a extrema carência por vagas, que a cada momento aflige a central municipal de regulação e a todos.


c) A FMC verá garantida a qualidade do seu ensino graduado, retornado ao HPC, onde foram formados, desde os anos 70, a maior parte do Pediatras em atividade na nossa Cidade.


d) A Secretaria Muncipal de Saúde/Superintendência de Controle e Avaliação proverão a regulação das internações, cuidando para que não faltem para as crianças e sejam ampliadas para os adultos, além de estabelecer os aditivos contratuais necessários à nova situação, do HPC, propiciando inclusive a ampliação do banco de leite e outras providências, ampliando progressivamente o perfil de Hospital amigo da Criança.


Tudo foi discutido, decidido e realizado de forma coletiva e responsável, nos fóruns adequados, vizando a segurança dos pacientes - crianças e adultos - nosso maior objetivo. As dificuldades, que certamente surgem, nas mudanças, serão sanadas e espero que haja uma busca por informação adequada, por aqueles que desejarem melhor se inteirar sobre o assunto.


Nesse sentido, estou ao dispor no HEAA e acredito que também estarão, todos os demais responsáveis por esse processo. Solicito não atribuir a esse texto, o papel de resposta ao "ANÔNIMO", que elencou uma série de afirmativas e acusações inverídicas. Não irei debater nesse nível embora até considere a insegurança que a própria incosistência das suas afirmativas possam provocar no "ANÔNIMO".


Esperando ter contribuido com os esclarecimentos necessários aos que me distiguirem com sua leitura.
Atenciosamente
Jair Araujo Junior-Diretor do HEAA."



PS.: Atualizado às 08:15.

segunda-feira, junho 25, 2012

Acidente com deslizamento em quebra-mar no Porto do Açu


Aconteceu na última sexta-feira, um acidente no quebra-mar que está sendo construído no Terminal TX-2 (on-shore) do Porto do Açu. Uma máquina tipo escavadeira (CAT) caiu o mar e teve que ser içada por um guindaste. Felizmente o acidente não produziu vítimas. Veja nas fotos abaixo o estrago.

O TX-2 é o segundo terminal do Porto do Açu, o que dá acesso ao estaleiro que está sendo construído e também à retroárea para contêineres e às empresas de apoio à exploração de petróleo offshore que estão alugando área para se instalar junto ao Complexo do Açu e à Bacia de Campos.

Fiscalização da Polícia Federal

A Polícia Federal esteve semana passada fazendo fiscalização nas empresas de segurança patrimonial que prestam serviços nas obras do empreendimento do Complexo do Açu. O blog foi informado que a empresa “Braço Forte” apresentou problemas e suas cabines já foram retiradas e sua força de trabalho desativada em toda a área do Açu.

Os funcionários ainda não foram comunicados sobre mudanças, mas estão sem trabalhar e preocupados com seus direitos. As primeiras informações dão conta de ausência de cursos obrigatórios para os funcionários, além de documentação da empresa Braço Forte. Estranho que questões básicas como esta não tenham sido identificadas pelos gerentes dos empreendimentos.

Como sempre faz o blog abre espaço para manifestação dos representantes das empresas.