domingo, julho 10, 2005

2ª Conferência da Cidade de Campos

Nos próximos dias 13 e 14 de julho estará acontecendo a 2ª Conferência da Cidade de Campos. O evento que será realizado no CEFET Campos se inicia às 18 horas da próxima quarta-feira, 13 de julho, e terá na sua presidência Sidney Salgado, que também é o presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo. Na oportunidade diversos temas, como, Plano Diretor, Participação Social e Acessibilidade serão debatidos, seguidos de uma avaliação do andamento das resoluções tomadas na 1ª Conferência realizada em agosto de 2003. Na ocasião o CEFET Campos através do Observatório Socioeconômico da Região Norte Fluminense junto com a Ong Cidade 21, estarão disponibilizando um livro de 150 páginas, organizado pelo autor deste blog, com dados da 1ª Conferência e propostas e subsídios para a segunda Conferência do Município. A publicação reúne além de textos de autoria do organizador outros de: Aristides Arthur Soffiati Neto; Edissa Fragoso; Hélio Gomes Filho; José Luis Vianna da Cruz; Leonardo de Vasconcellos Silva; Mário Galvão; Sidney Salgado dos Santos e Teresa Peixoto Faria. Veja ao lado a capa da publicação cuja impressão está sendo concluída.

6 comentários:

André disse...

Por favor....

algumem ou o próprio Roberto pode me passar um email de contato?

Estou precisando da orientação do professor e não acho o contato dele...

Please!!!

André Colombo
email: colombohistoria@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Será ótimo a evento,mas,não interessa a organização urbana para o sistema capitalista juntamente com aqueles que burlam a lei em beneficio próprio,deve haver antes de tudo seriedade legal e uma lavagem intima e pessoal do que seja meio ambiente e sobretudo urbanismo.

Angeline disse...

Roberto:
Consegue um exemplar desse ?

Roberto Moraes disse...

Olá Angeline,

Recebeu o exemplar do livro Ecnonomia no Norte Fluminense...?

Este eu preciso ver se restou algum. Neste caso precisaria novamente do endereço.
Abs.

Luis Vilas disse...

Olá, gostaria de postar aqui a nossa indignação quanto a fundação rural de campos, um desrespeito ao público. No show de vitor e léo, não tinha mais lugar, lugar sub humano, fomos tratados como animais no pasto. Um verdadeiro absurdo, nem o show tinha como ver, nos contentamos com um telão. Mas isso é culpa do povo, que prestigia ainda essa tipo de evento, e olha q é caro. Os shows teriam que ser como antigamente, na grama e sem animais, logo na chegada do parque de exposições. Não perco meu tempo d ir mais. obrigado.

luis disse...

Sr. Roberto Moraes, antes de tudo, é impressionante como o povo campista atura tudo, esse espaço aqui é muito importante para que a Fundação Rural de Campos volte a ser como antes. Respeite a população que quer ver um bom show, coloque os show na entrada gramada do parque, onde todos possam ver ao redor do parque, isso tem que acabar. O povo nao tem voz. Impressionante. A única voz é quando deixarem de prestigiar. Há e outra, de agora em diante não prestigio mais, vou em cidades vizinhas, pelo menos não piso em bosta de boi e nem mal cheiro tenho que suportar. Falta de respeito. Absurrrrrrrdo...