sexta-feira, setembro 12, 2014

População de Conceição de Mato Dentro, MG teme pela mina da Anglo American

O blog recebeu da Patrícia Generoso, uma das pessoas da cidade/região de Conceição de Mato Dentro, MG, onde está a mina de minério de ferro e parte o mineroduto que chega ao Porto do Açu.

Patrícia participa da organização do movimento social dos "Atingidos do Projeto Minas-Rio". O seu relato fala sobre a preocupação daquela comunidade com os riscos de acidentes das minas, a partir de outras ocorrências, como do acidente com deslizamento de terra em uma mina da empresa Herculano, em Itabirito, na Região Central de Minas Gerais que pode ser visto aqui neste link e na foto ao lado que tem o seguinte título: "Deslizamento de terra em mina deixa vítimas e mobiliza bombeiros em Itabirito". O acidente aconteceu na quarta-feira e ontem havia grande temor de que o derramamento pode também atingir rio que abastece a região metropolitana de Belo Horizonte:

"Roberto,
Veja o que aconteceu aqui em Minas Gerais, perto da região metropolitana de Belo Horizonte.

Nós, em Conceição do Mato Dentro, estamos sujeitos a risco ainda maior. Isso porque a Barragem de Rejeito prevista no projeto Minas Rio é muito maior e o barramento é para um volume também maior. A previsão é que a altura máxima da barragem do Projeto Minas-Rio chegará a 85 metros. A julgar pelas inúmeras irregularidades apontadas no processo ambiental do Projeto Minas e pelos inúmeros transtornos que estamos sofrendo em razão de carreamento do solo para os cursos d’agua da região, jamais teremos segurança de que isso não ocorrerá conosco. Aliás, já sofremos danos ambientais provavelmente iguais aos foram divulgados pelos meios de comunicação que cobriram o episódio de Itabirito. Recentemente, tivemos a morte de centenas de peixes em pontos à jusante do vertedouro da referida barragem. Também estamos sofrendo com os carreamentos que ocorreram em nossos cursos d’agua. Veja as fotos.

Segue um trecho do Parecer (anexo) 0275369/2014 de 17/03/2014 Pág. 3 e 4 que analisou o pedido de alteração da cota da Barragem de Rejeito feito pela Anglo :

“A barragem de rejeitos do Projeto Minas - Rio foi projetada para iniciar sua operação com crista do maciço na cota 680 metros e sofrer sucessivos alteamentos até atingir a crista máxima na cota 730 metros ocupando uma área total de 925 hectares conforme LP nº 033/2008 concedida pelo COPAM em 12/12/2008.”

Portanto, a área total da barragem de rejeitos do Projeto Minas Rio é de 925 hectares (o equivalente a 925 campos de futebol). Isso significa que o risco que estamos correndo é infinitamente maior.

Tudo isso, somado à precarização das órgãos ambientais - inclusive de fiscalização - que vem ocorrendo em todo o Estado de Minas, faz que com, corriqueiramente, Conceição do Mato Dentro seja identificada por muitas autoridades como “caso perdido”, “terra sem lei” ou como “tragédia anunciada”.

Contudo, nós, CONCEICIONENSES, não aceitaremos ser tratados como fato consumado e tampouco como “caso perdido”. Não admitimos sermos tratados como ZONA DE SACRIFÍCIO!

Patrícia Generoso."

Um comentário:

Marcio Maciel Andrade disse...

Lá tem cachaça maravilhosa