sexta-feira, julho 11, 2014

Novas imagens aéreas das obras do Porto do Açu

A Prumo Logística S.A. (ex-LLX) divulga mais um vídeo, este tem 9 minutos, sobre a atual situação das obras de implantação do Porto do Açu. Confira:



PS.: Atualizado às 00:25: para inserção das três imagens abaixo que mostram mais detalhes da atual realidade das obras de implantação dos dois terminais do Porto do Açu:

Terminal T1 do Porto do Açu, por onde está prevista a exportação de minério pela Anglo American.


Entrada do canal do terminal T2


Terminal T2 do Porto do Açu.

5 comentários:

Anônimo disse...

O progresso segue em frente, o que é muito bom para o município de São João da Barra e para o estado. A outra questão é que os pequenos produtores que foram expulsos de suas terras, estão com os processos indenizatórios parados no forum de SJ da Barra, pois, não tém juiz atuante naquela comaca, tamanho é o descaso do estado com os desapropriados.

Anônimo disse...

Parabens Roberto Moraes por sua incessante cobertura dos fatos. E sobre as outras "X" alguma novidade?
SDS
Danilo

Antonio Evangelista disse...

Roberto, Parabéns pelo seu especial trabalho. Entretanto, como sempre, os pequenois, é que sofrem sempre com a ganância dos grandes. É necessário o Porto? Concordo que sim, mas e os produtores que lá estavam, como será que estão vivendo sem receber o que lhes é de direito. Quer dizer que se entra nas terras que não lhes pertence, constroi algo sim, produtivo e necessário, mas não se paga aos verdadeiros donos? Aonde está a Lei?

Roberto Moraes disse...

Verdade Antonio,

Inaceitável este processo, onde se tem uma Justiça lenta e quase inoperante e outras autoridades ausentes.

Só a pressão pode mudar parte que seja da realidade dos pequenos produtores atingidos.

Marco A. P. Souza disse...

Parabéns Roberto, por divulgar um projeto tão fantástico, que não existiria sem o Eike Batista ...
No meu ponto de vista, o erro dele foi não prever a ganância dos bancos americanos, que jogaram o planeta inteiro numa recessão ... aliás, erro dele e de todo mundo !
Pena não ter iniciado seus projetos 3 anos antes ...