domingo, agosto 26, 2012

Retomando a proposta da implantação de um Parque Municipal na área urbana de Campos

Sei que o debate das eleições em Campos estão mais centradas nas questões nas complicadas questões jurídicas do que do debate de ideias e propostas para melhorar a vida de quem mora neste terra.

Ainda assim, mesmo não considerando este tema, o mais importante diante das questões de educação, saúde, saneamento, habitação e mobilidade e transporte público, o blog vai trazer à tona, um tema, relativamente simples.

Ele já foi comentado e discutido em diversos fóruns e momentos, desde a 1ª Conferência das Cidades, realizada em 2003, e defendida por muitas pessoas, aqui na Rede Blog, lembro em especial do Gustavo Oviedo em seu blog "Caído em Campos". O urgente também trouxe este assunto discutido aqui na MultTV.

Diversas outras pessoas batem neste tema, da viabilização de um Parque Municipal como área de lazer, esporte e cultura, ao ar livre e próximo à área urbana.

No passado, um decreto desapropriando a área entre a Avenida Nilo Peçanha e o prosseguimento da avenida Maestro Lourenço Soares que liga o Trevo do Índio ao Parque Aurora, tendo a outra margem no canal Campos_Macaé (Beira-valão) chegou a ser publicado pela PMCG, mas, a intenção abandona, por motivos desconhecidos.

A área de aproximadamente 1 milhão m² continua disponível, conforme se pode ver no mapa do Google Earth copiado abaixo.

A realização de tal empreendimento público com inúmeros benefícios à população já é realidade na grande maioria dos municípios de médio porte em nosso país, como Campos dos Goytacazes.

Além da área a implantação do projeto pode ser gradativo perpassando mais de um governo, como também acontece na maior parte dos outros municípios.

Um bosque, plantio de árvores naquele terreno, hoje, quase desértico, um lago artificial, pista de caminhada,  para as pessoas que hoje circulam pela calçada da pista, ciclovia, anfiteatro e outros equipamentos culturais, quadras e outros equipamentos esportivos, podem ser feitos aos poucos e a um custo justo e não como muitas obras superdimensionadas como é comum por aqui.

Com menos de um terço do que se gastou para se fazer o Cepop, se constrói um parque com todos estes equipamentos citados. Ou, com o valor equivalente ao que se gastou na "reforma" da "Beira-valão" dava para implantar estes parque. É portanto hora de se apresentar e reivindicar a favor de mais uma utopia abandonada nesta pobre cidade rica.

Proposta de local para implantação de um Parque Municipal na área Urbana de Campos

16 comentários:

Renato disse...


Roberto,
Também nunca entendi porque o Parque Alzira Vargas nunca recebeu um projeto que o tranformasse numa área de lazer.Com baixo custo era possível rapidamente termos mais uma opção na cidade ,mas ao que parece agora será ocupado com uma outra proposta(muito mais cara,é claro).
Um abraço,
Renato Gonçalves

Anônimo disse...

Só não pode plantar neste parque estas malditas palmeiras que a empresa que faz os jardins da cidade, tem teimado em plantar em tudo quanto é canto. Ou é tara do paisagista responsável ou é jabá. Uma muda da palmeira deve custar muuuiito mais caro que uma muda de ipê, de flamboyant, de Espirradeira, de chuva-de-ouro. árvores que dão flôres. Eles chegaram ao ponto de plantarem palmeiras adultas e doentes no canteiro que fizeram na rua ao lado da linha do trem(entre alberto torres e a rua cons Tomás Coelho).Passem por lá e vejam.

Roberto Moraes disse...

Olá Renato,

O Alzira vargas está recebendo um projeto Cidade das Crianças. Um projeto dos governos anteriores que estava guardado e foi trazido à baila nesta fase final de governo e das eleições, realmente, como todos os projetos com valores absurdos.

Não conheço os detalhes dele, mas, até onde imagino é um projeto semelhante, só que bem menor que foi implantado em Santa Cruz no Rio de Janeiro por Cesar Maia, na beira da Rio-Santos que está largado, sem manutenção, que tem piscina, viveiro de aves, um planetário e outros atrativos e que tem a ideia de servir de espaço para "aulas" alternativas e projetos pedagógicos complementar para o Ensino Infantil, e as primeiras séries do Ensino Fundamental. T

Comparado com o de Sta. Cruz no Rio o espaços e os equipamentos aqui serão muito menores e em menor quantidade.

Neste link abaixo veja detalhes do Parque que é chamado de Leonel Brizola:
http://www2.rio.rj.gov.br/smel/CidadeDasCriancas.html

Só que a ideia do Parque da Cidade necessita de espaço maior, a amplitude e diversidade é uma das características. Pode-se usar para educação ambiental, Ensino de Ciências, mas, o objetivo fundamental é o lazer, a prática esportiva, cultural, etc.

Um bom exemplo é o Parque Ipanema na cidade de Ipatinga, MG.
Veja no link abaixo um vídeo no YouTube (3 min) sobre ele:
http://www.youtube.com/watch?v=_XRRijukhbQ

É oportuno relembrar que para o parque estar totalmente completo como é hoje levou tempo, pode-se ir fazendo por módulos ou etapas, até para também ouvir a população, suas demandas, suas preferências, etc.

Veja aqui o Parque da Ciência dentro do PArque da Cidade ou Parque Ipanema:
http://www.parquedaciencia.com.br/ipatinga.htm

Neste link abaixo veja uma imagem mais geral do Parque:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Parque_Ipanema,_Ipatinga_MG.JPG

Você pode ver também aqui o Parque da Cidade (Sarah Kubisheck) em Brasília:
http://www.youtube.com/watch?v=LtamvUyk040

Só que ele é enorme e para uma cidade maior. Ele tem 4,2 milhões de m² e é localizado bem no centro da cidade. Nele está também instalado o um pavilhão coberto para feiras e exposições, que no nosso caso não caberia porque tem-se o da Uenf e é suficiente. Talvez, coubesse um grande ginásio de Esportes.

Enfim, há que se ter disposição de pensar a cidade como um espaço de convivência com projetos discutidos com a comunidade e com construção a preços aceitáveis.

Abs.

Gustavo disse...

Tô com você nessa até o final, Roberto. Até que botemos os pés na grama desse parque para comemorá-lo.

Será que é tão difícil de perceber para os que mandam como um parque nos faria felizes, e melhores vizinhos, a todos?

Anônimo disse...

Sou totalmente contra fazer isso nesse governo. O pessoal é doido.
Seria mais ou menos assim:
. Contratação de firma para estudos e viabilização do projeto. 12 milhões.
. Contratação de firma para construtução e execução do projeto. 587 milhões.
. Terceirização de serviços jardineiros, eletrecistas, atendentes por 12 meses. 15 milhões

Custo total: 614 milhões de reais

Com todo respeito, acho bom excluir e esse, não pode dar ideia para essa turma.

Anônimo disse...

Uma boa proposta.
Já escutei outras sugestões de localização, umas mais razoáveis outras nem tanto. Já ouvi a idéia da formação do parque no terreno da RFFSA unindo a pelinca e arredores com o parque leopoldina e vizinhos. Já foi falado no Jockey na usina do Queimado e no final da 28 de março. Todas tem o traço comum que é a própria construção do parque municipal.
Tirando a construção dos mal fadados quiosques, tão mal explorados quanto projetados, os equipamentos urbanos tradicionais seriam de bom uso e a população, como bem disse Gustavo, ficaria mais feliz.

Anônimo disse...

O secretário de meio ambiente(Wilson Cabral) disse numa mídia que tem o projeto parque da cidade e na Arthur Bernardes. Deve ter pegado aqui no blog,lembro que vc postou há um tempo.
E como o atual governo tende a ganhar às eleições,e nesse governo prometem e pelo menos cumprem,mesmo que com altos valores.Vamos aguardar.

Anônimo disse...

É muito importante a ciração do parque.

No m´nimo com 1.000.000 metros quadrados.

É um absurdo uma cidade como Campos não ter uma verdadera área de lazer.

Campos está limitada a uma praça, o Jardim São Benedito. Um absurdo!

As principais cidades do mundo possuem parques na sua área urbana. Londres possui dezenas.

Principalmente as cidades que não estão situadas à beira do mar, os parques são fundamentais.

Anônimo disse...

Professor, estava descendo a Ponte de Rosinha no sentido Centro e vi várias árvores sendo cortadas no Parque Alberto Sampaio. Isso é crime! É totalmente dual a proposta da prefeitura fazer uma área verde naquela área, mas cortar árvores. Ninguém está vendo este crime porque toda área está coberta. Não consegui tirar fotos pois o trânsito estava intenso na ponte!

Anônimo disse...

Bom dia Professor, se esse parque sair do papel em um lugar de 1 milhão de metros quadrados, quanto não vai ser gasto, seria bom fazer logo um levantamento de custos estimados, pois na mão desse pessoal da prefeitura vai passar de 1 bilhão.

Eduardo Braga disse...

As áreas ainda não urbanizadas entre o Flamboyant, Jóquei Club e Alberto Lamego também daria um ótimo Parque! Também há uma área muito boa atrás do hipódromo junto a Penha! Na minha opinião deveriámos já ter pelo menos quatro grandes parque públicos espalhados pela cidade.

Anônimo disse...

A área focada pelo Professor Roberto Moraes é a mais indicada. É uma área central e com um tamanho ideal, em se confirmando cerca de 1.000.000m2

Anônimo disse...

Essa área indicada no post está sendo utilizada para cana, e nos últimos anos está sendo queimada.
Uma queimada dentro da cidade! Um absurdo, colocando em risco as residências próximas

Anônimo disse...

Francamente, muito antes de um Parque Municipal precisamos mesmo é de desenvolvimento econômico, empregos. Não apenas no comércio mas também indústrias.

Raphael disse...

Muito bom!

Campos é uma cidade com tantas belezas naturais, que infelizmente ficam esquecidas pela falta de competência ou vontade política dos nossos governantes. Não só este parque poderia ser feito, mas também algumas unidades de conservação como APAs e Parque Natural Municipal, com foco maior em conservação e turismo ecológico.

É triste ver um território tão rico ser administrado de forma tão pobre há tanto tempo.

Raphael disse...

A área citada pelo Eduardo é muito boa porque pode se conectar ao Horto Municipal, que por sinal está abandonado! Desenvolvimento envolve o social, o econômico e o ambiental, e qualquer coisa que exclua uma das esferas é apenas um crescimento, que pode trazer retrocesso às outras dimensões.
Infraestrutura Verde para Campos!