sexta-feira, março 08, 2013

Esbanjamento sofrido

Mais duro e sofrido do que ter de fazer os cortes de gastos, por conta da redução das receitas dos royalties, é olhar para trás e ver onde o dinheiro que agora fará falta foi usado e esbanjado, como se não houvesse amanhã.

13 comentários:

Anônimo disse...

Pois é, essa é a pergunta que não quer calar - onde está o dinheiro? O gato comeu e ninguém viu? E a impunidade continua reinando nesse Brasil varonil.

Anônimo disse...

O dinheiro EXISTE,porém............ não se sabe bem onde.

Anônimo disse...

O dinheiro EXISTE,porém............ não se sabe bem onde.

mistersales disse...

"PARA BEM GOVERNAR BASTA NÃO ROUBAR"
MAS,SE ROUBAR, COMO GOVERNAR?
AGORA TODOS ESTÃO VENDO O DESESPERO DO GOVERNO MUNICIPAL, QUE NÃO PODERÁ MAIS CONTAR COM A BILIONÁRIA INDENIZAÇÃO, E O PIOR DE TUDO, VAI DEIXAR A CIDADE DE CAMPOS DOS GOYTACAZES PIOR DO QUE QUANDO COMEÇARAM A GOVERNAR, E ESTÃO VENDO NAUFRAGAR SEUS SONHOS DE PERMANECEREM NO PODER, SEJA NO MUNICÍPIO, SEJA NO ESTADO, SEJA NO BRASIL. POIS SEM O DINHEIRO DOS ROYALTIES FICA MUITO MAIS DIFÍCIL PARA ELES CONQUISTAREM OS SONHOS ALMEJADOS.
TODOS OS BILHÕES JOGADOS NO RALO DA CORRUPÇÃO NÃO SE REVERTERAM EM NENHUM BENEFÍCIO CONCRETO PARA A POPULAÇÃO QUE PRATICAMENTE TERÁ QUE PARTIR DO ZERO E COM MUITO TRABALHO E TENDO QUE ENFRENTAR UMA EDUCAÇÃO ZERO, UMA SAÚDE PRECÁRIA E TUDO ISTO SEM MENOR ESTRUTURA E COM UMA ARRECADAÇÃO TÃO VOLUMOSA.
SEMPRE TIVEMOS O NOSSO MUNICÍPIO NA PONTA DOS PRIMEIROS DO BRASIL, PORÉM, DE VINTE E CINCO ANOS PARA CÁ DESPONTAMOS NAS PRIMEIRAS PÁGINAS POLICIAIS COMO O MUNICÍPIO DE MAIORES PREFEITOS CORRUPTOS DO BRASIL. MATÉRIA MUITAS VEZES VEICULADAS NA MÍDIA NACIONAL E DENUNCIADA PELO PRÓPIO MARIDO DA PREFEITA ATUAL, QUE PRATICAMENTE LIDERAVA TODOS OS PREFEITOS NESTE PERÍODO E QUE SOUBE TIRAR PROVEITO POLÍTICO PARA SUA PRÓPIA FAMÍLIA.
POVO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, TEMOS BONS EXEMPLOS NA HISTÓRIA PARA SEREM SEGUIDOS, BENTA PEREIRA, JOSÉ DO PATROCÍNIO, NILO PEÇANHA, THEOTÔNIO FERREIRA, ALAIR FERREIRA, E MUITOS OUTROS.
PORTANTO, NÃO PODEMOS ENTREGAR NOSSO MUNICÍPIO À GUILHOTINA. COM ROYALTIES OU SEM ROYATIES CONTINUAREMOS A SER CAMPISTAS E TRABALHAREMOS PARA COLOCAR CAMPOS DOS GOYTACAZES NO SEU LUGAR QUE É O DE DESTAQUE NO CENÁRIO BRASILEIRO COMO UMA CIDADE QUE NÃO PRECISA DE MIGALHAS PARA SOBREVIVER E SIM DE HOMENS PÚBLICOS COMPROMETIDOS COM AS CAUSAS NOBRES DA POLÍTICA EM FAVOR DE SEU POVO.



adinaff

evandro gomes disse...

É verdade que os recursos serviram apenas para perpetuar grupos políticos no poder, agora deveremos trilhar o doloroso caminho de volta, onde somente a competência associada a capacidade de gestão pode mudar a vida do campista. Ainda vejo muitas possibilidades graças ao porto, industrias que se instalaram, universidade, setor de serviços em desenvolvimento, etc.
Tem que abrir a discussão e planejar o futuro.

Roberto Moraes disse...

Sobre o comentário do Adinaff,

Solicito que da próxima vez escreva sem caixa alta (letra maiúscula). É muito ruim de ler no terminal de vídeo com estas letras. Além disso, na internet, nas redes sociais, o uso de letras maiúsculas, são compreendidas como se o interlocutor estivesse gritando.

Não parece ser o seu caso com ideia tão claramente exposta no seu comentário.

Agradeço por ele e peço observar a solicitação.
Sds.

Anônimo disse...

Pergunta interessante: sera que os professores recem contratados pela prefeitura serao caloteados em virtude da falta de hones... Digo, pela falta de verba para paga-los? Sera mais um calote da pmcg a eclodir?

Roberto Moraes disse...

Não acredito.

A repercussão será sobre os terceirizados.

Anônimo disse...

Caso nao saiba Roberto, varios professores foram chamados para assinar contrato emergencial e esta chamada para contrato nao obedeceu a ordem de classificacao referente ao ultimo concurso. Ha ate mesmo concursados que assinaram contrato sem seem empossados pela aprovacao em concurso.

Isto e licito?

Os contratos nao estavam proibidos pelo MP?

Pra mim, eh calote a vista.

O que vc acha Roberto?

Roberto Moraes disse...

Não sabia disso.

Custo acreditar. Chamar concursado contrato provisório?

Assim, o caso é outro.

O MP pode ou deve responder.

Anônimo disse...

Roberto, isto é verdade!

Sim, é isto mesmo que você leu: concursados, aprovados legalmente e meritoriamente em concurso público foram chamados para assumirem provisoriamente em caráter emergencial através de contrato provisório, em vista a enorme carência de professores na rede pública municipal. Houve escolas em que a carência foi de 06, 10, 12 professores e assim, dessa foma, conforme foi dito, foram chamados para assumir em contrato temporário, mesmo após o incidente com a REDA e o calote em que aqueles que à mesma pertenciam. Agora, as escolas estão com vários e vários professores atuando, contratados, e com a promessa de assumirem definitivamente seus cargos após esta fase emergencial, entretanto, aqueles que assumiram o contrato emergencial e provisório foram chamados para tanto sem nenhum critério que os garanta a chamada e provimento das vagas obedecendo a classificação em concurso. É tipo assim como um mero exemplo: para atuar lecionando na disciplina "X", foram classificados "15" dentro do número de vagas e para assimirem o contrato emergencial, foram chamados "50", sendo que desses 50, os mesmos foram chamados sem obedecer a ordem classificatória, supondo, logicamente, que com relação àqueles "15" classificados, os demais nao possuirão qualquer garantia relativa ao provimento das vagas reais.

Isto é um fato e pode ser confirmado por qualquer professor que seja da área e que queira comentar aqui no blog.

Anônimo disse...

MP?

Existe MP aqui em nossa cidade?

Onde fica isso?

Anônimo disse...

Roberto, entre em contato com a SMEC e confirme isso. Duvido que eles contem algo diferente, pois isso nao tem nem como negar ou camuflar