sexta-feira, dezembro 16, 2016

Gasoduto Rota 2 traz para Macaé 70% do gás da Bacia de Santos e atinge 2 bilhões de m³ exportado, apenas 9 meses após início da operação

O gasoduto Rota 2  traz da Bacia de Santos para Macaé 70% do gás lá produzida. Assim, este ramal de gasoduto está recebendo 2 bilhões de m³ de gás natural, apenas 9 meses após o início de sua operação, volume alcançado no mês passado.

O Rota 2 tem 401 km de extensão e interliga os sistemas de produção do pré-sal da Bacia de Santos ao Terminal de Tratamento de Gás de Cabiúnas, em Macaé (RJ), maior polo de processamento de gás natural do país. Abaixo o blog reproduz a localização e interligação do Rota 2.

O Rota 2 recebe em média 12 milhões de m³ de gás natural por dia sendo responsável por 70% do gás escoado naquela província. O Rota 2 tem capacidade de 16 milhões de m³/dia. A UTGCAB (Unidade de Tratamento de Gás de Cabiúnas) em Macaé está instalada numa área total de 3.288 m².



6 comentários:

Jose Luis Vianna disse...

Roberto, esse sistema pode, de alguma forma, se ligar ao Complexo Logístico e de apoio off shore do Açú?

Roberto Moraes disse...

Olá Zé Luis,

Sim. Em pesquisa de campo eu identifiquei e informei no blog, há cerca de dois meses, que a Prumo contratou empresa para o projeto de ramal de gasoduto interligando o Porto do Açu, ao ramal da Gascav (gasoduto Cabiúnas-Vitória) que passa por Campos, da onde deriva o ramal que leva gás até Campos e que possui um city-gate na Tapera.

Este é apenas um dos elementos da rede técnica que interliga o que eu chamo em relatório de pesquisa e tese do Circuito Espacial do Petróleo e dos Royalties no ERJ. Este ramal é mais uma comprovação da extensão do CEPR-RJ de Macaé até o Açu.

Este ramal inicialmente será alimentado pelo polo de processamento de gás natural de Cabiúnas, da Petrobras, em Macaé que hoje é o maior polo brasileiro.

Num futuro não muito distante é possível que o fluxo de gás possa ter mão invertida, a partir de uma base de gás no Açu, da mesma forma que acontecerá com outra rede técnica de energia elétrica.

Hoje as duas linhas de transmissão de energia elétrica leva da subestação em Campos para o Açu, mas projetos de UTEs farão mais adiante que a rede transmita energia elétrica desde o Açu para o sistema interligado, reforçando ainda mais o CEPR-RJ.

Roberto Moraes disse...

Zé,

Abaixo o link com a informação de 24 de outubro:
http://www.robertomoraes.com.br/2016/10/prumo-contrata-empresa-para-fazer.html

O lamentável é que com todo o potencial que o gás natural tem na matriz energética brasileira, o governo golpista tenha entregue toda a malha de gás da região sudeste para o controle de fundos financeiros estrangeiros.

Jose Luis Vianna disse...

Obrigado, Roberto

Carlos Manaia disse...

Por quê Macaé, O Lençol está entre Rio e SP. Esta certo isso?

Roberto Moraes disse...

Todos os dados são oficiais da Petrobras. A unidade de Processamento de gás está em Macaé.