sexta-feira, novembro 21, 2008

O Poeta partiu!

O blogueiro está fora de Campos como já disse em nota abaixo, por isso, está mais distante das notícias das coisas e da gente de nossa terra. Assim, só nesta manhã soube do falecimento do poeta Antônio Roberto Fernandes. Acho que não pode ser considerado lugar comum, a afirmação, quando vem da alma, de que o nosso poeta fará falta neste espaço que conquistou junto a uma legião de pessoas que admiraram seu trabalho, que ficará eternizado na memória do município que este fidelense escolheu para trabalhar a poesia em nosso cotidiano. Vá com Deus com a certeza de que a sua existência trouxe poesia, para além das palavras e dos belíssimos versos que construiu e entoou!
PS.: Atualizado às 20:30 com a foto enviada pelo Maurício Xexeo. Imagem feita segundo ele na estrada Campos-São Fidélis.

5 comentários:

Ana Celina Aggio Rocha de Azevedo disse...

ADEUS POETA !!

NOSSO CENÁRIO CULTURAL, ESTÁ MAIS POBRE.
SE FOI ANTONIO ROBERTO, FIGURA ÍMPAR DE SENSIBILIDADE POÉTICA, CULTURA VOLTADA PARA TODOS E COMPROMISSO EM DIVULGAR TUDO ISSO.

O CAFÉ LITERÁRIO NUNCA MAIS SERÁ O MESMO, SEM SUA PRESENÇA SERENA E COMPETENTE QUE MUITAS VEZES SE APRESENTAVA NAS ESCOLAS DA REDE PÚBLICA, BUSCANDO LÁ NOVOS POETAS, QUE POR SUAS MÃOS DESCOBRIRAM SÊ-LO.

CRIA-SE AÍ, UMA LACUNA DIFÍCIL DE SER PREENCHIDA.
OBRIGADA ANTONIO ROBERTO, POR TODOS OS MOMENTOS DE PURA SENSIBILIDADE QUE TIVE A FELIZ OPORTUNIDADE DE ASSISTIR, PROMOVIDOS POR VC.
QUE ESSE RASTRO DE LUZ, QUE VC DEIXOU AQUI, LHE SIRVA DE CAMINHO PARA MAIS SUBLIMES PARAGENS.

Ana Celina A R de Azevedo

Luis Tavares disse...

A morte do poeta
Ao poeta Antonio Roberto Fernandes, falecido nas primeiras horas de hoje...

Não diga "morte" quando o poeta parte,
Posto que quando parte não se acaba
Mas dignifica a vida com sua arte,
Fazendo brotar vida da palavra...

Posto que a morte é apenas uma parte
Por meio da qual toda a vida se alinhava,
Resume tudo, como um estandarte
Bem logo quando ninguém imaginava...

Não diga "morte", portanto... Diga um verso...
O poeta não morreu... Está disperso
Inundando todos nós com os versos seus...

Não diga "morte"... Mas "Até um dia
Quando conversaremos em poesia"...
Diga ao poeta: "Fica com Deus"...

Vania Cruz disse...

Saudades sim de um poeta como Antônio Roberto.Simples, alto conhecedor das cores e dos luminares. Há festa no Céu, com certeza. Poeta quando chega traz na bagagem a vontade de compor novas sinfonias em sintonia com o Divino.Pobres ficamos nós sem a sua presença guardando apenas as rimas e as estrofes do seu canto. Descanse em paz.

Anônimo disse...

Certamente Campos está mais pobre e feia! Mas o céu...ah, lá deve estar a maior festa! Chegou Antonio Roberto, o poeta!Que Deus o ampare em seus amorosos braços e o recupere espiritualmente. Que sua família entenda que, agora, ele irá encantar outras paragens, sem jamais deixar de zelar por aqueles que amou aqui na terra. Deixemos que ele siga seu novo caminho com luz e tranqüilidade.
Sinceros sentimentos!

Anônimo disse...

Maria disse:
Que Antônio Roberto entrou para a vida,
A vida da sensibilidade e da pureza. Lá não entra qualquer um.
Deus confortará sua família, pois terão a certeza que estás melhor que todos nós.