sexta-feira, outubro 14, 2011

As moscas & a revista de coleira

O blog já havia antecipado o que agora ficou evidenciado, o conluio e a articulação entre blogs e revista de coleira e seus "patrocinadores" e para tentar atacar este blogueiro com insinuações infundadas e injustas, no projeto que desenvolveu com orgulho e zelo na comunidade do Matadouro. Não há problema, o blogueiro tem o seu espaço que tanto incomoda e assim mantém sua direção neste trabalho, iniciado há mais de sete anos, com milhares de leitores e centenas de colaboradores, que diariamente aqui se informam, debatem problemas da comunidade, criticam, questionam e sugerem políticas públicas, etc. Se você não leu a nota anterior pode fazê-lo aqui. A revista Fomo$ A$$im, o blog do diretor do Diário (jornal que já me pagou na Justiça uma indenização de R$ 10 mil por ter publicado ipis literis um artigo de minha autoria como se fosse seu editorial) e o blog dos moscas que cumpre o que chefe manda, numa articulação, em que um cita o outro, e a$$im tentam desvirtuar as informações e embolar o que está claro, na vã tentativa de dizer que todos são iguais. A velha mídia junto com os blogs de coleira, de olho no dinheiro público (por isto o desespero pela possível perda dos royalties) tentam enfrentar a Rede Blog com seguidas desqualificações, que só colarão se forem verdadeiras. Observem que a Rede Blog é plural, diversa, com opiniões distintas. A única coisa que faz de forma unificada é não se curvar ao poder constituído daqueles que usam o dinheiro para estimular a criação dos blogs e matérias inverídicas na velha mídia na tentativa da desqualificação e da redução da crebilidade alcançada. Sobre o projeto da cooperativa na comunidade do Matadouro, desenvolvida há seis anos por funcionários-voluntários da Petrobras e apoiado por este blogueiro e pela ONG Cidade 21, o blogueiro já falou e repete quantas vezes forem necessárias, e no fórum que desejarem, que um dos motivos para as suas dificuldades foi a cooptação política de seus líderes para campanhas eleitorais, em esquemas já bastante conhecidos na cidade, especialmente, destes que tentam atacar o blogueiro. Somou-se a este fato, a terrível enchente de 2006, que gerou em diversos pontos da cidade e, em especial naquela comunidade, a necessidade de ocupação dos espaços da cooperativa de alimentos (Cooperdouro) para abrigar a família dos cooperados num momento emergencial. Os cursos de profissionalização e o trabalho desenvolvido por quase três anos por gente da comunidade sustentam de sobra os recursos e os esforços despendidos para o desenvolvimento social autônomo de pessoas daquela comunidade, de forma diferente do que se costuma fazer nos programas asssitencialistas que visam tutelar guetos eleitorais que hoje são objeto de apuração judicial. Ninguém nunca julgou que os empreendimentos de geração de trabalho e renda estimulados junto da formação profissional na confecção de artesanatos e alimentos deveriam perdurar para sempre, sob a forma de empreendimento coletivos, para além da formação profissional ali empreendida. As pessoas da comunidade que participaram dos projetos, mais de oitenta no pico, e cerca de cinquenta, na maior parte do tempo, são livres e não tuteladas para seguirem seus caminhos, após se aperfeiçoarem e crescerem enquanto pessoa e membro de uma comunidade. Assim, é que decidiram seus rumos. Quando do encerramento das atividades da cooperativa por decisão autônoma dos moradores que buscaram outros caminhos, a partir da formação e da experiência que lá obtiveram, buscou-se a doação dos equipamentos para que a gestão municipal pudesse ali instalar de forma permanente uma padaria-escola, mas, por duas vezes e dois diferentes governos a proposta foi rejeitada. A alternativa seguinte para dar serventia aos equipamentos, eles foram doados, e devidamente patrimoniados, no campus Bom Jesus do IFF, que funciona numa extensa fazenda de mais de 6 alqueires, onde funciona cursos de formação profissional da área, como por exemplo, o de nível técnico de Agro-indústria e também, desde 2010, um Curso Superior em Alimentos. O blogueiro não se incomoda em explicar o que seja necessário, o que não aceita é intimidações. Quem lutou contra a ditadura no movimento estudantil e vem de lutas mais antigas e importantes, nunca se deixará pressionar por pessoas que têm um único objetivo que é o de tentar igualar todos no mesmo saco. Minha satisfação como disse em resposta ao chefe deles, quando questionou postagens independentes deste blog, quando do acompanhamentos das informações do processo de cassação da Rosinha, é que, em meio a barafunda que tentam criar, eu balizo pela minha direção, em sentido contrário ao do que eles tomam. E, sigamos em frente, eu com o meu blog e minha consciência do dever de cidadão de enfrentar quem quer que seja, e da forma que quiserem, para que o cidadão da nossa região possa ser independente e livre na luta por uma vida digna e melhor. PS.: Atualizada às 12:10 e corrigido erros de concordância e também alteradas pequenas frases para melhor compreensão do texto.

21 comentários:

Anônimo disse...

Como uma pessoa a serviço do mal, do ilícito, da corrupção pode querer ofender o nobre professor? Ele já esteve com Arnaldo Viana, Mocaiber e agora se alia a este governo atual, também marcado por irregularidades(terceirizações fraudulentas, compras superfaturadas exemplo leite Nan, CEPOP e Beira-valão obras com custos de Abu Dabi capital dos Emirados Árabes Unidos).
Quanto as moscas, são tão pequenas que não merecem palavras, afinal se alimentam de restos de comida.
Desejo força contra esses poderes do mal.
Carlos Eduardo

Anônimo disse...

Professor, sabia que tem gente na cidade com nojo de comer crepe por conta dessas estórias? Por que será hein?

George A. F. Gessário disse...

Peregrinando nos moscas ví que a matéria se resume à pergunta: "E aí professor Roberto onde foram as máquinas e equipamentos dessa padaria?" Creio que os jornalistas que tocam o citado blog não saibam ler, pois em 2 textos já foi esclarecido pelo professor que os equipamentos foram doados ao IFFs Bom Jesus, conforme constaria no relatório final do projeto, então me pergunto, querem o quê mais os Moscas??? Que as Ongs da cidade prestem contas de convênios à eles?? Só uma pergunta Professor esse convênio da Petrobrás teve como "interventor" o FINEP??

Anônimo disse...

Batom na cueca.

Esta é a chamada no blog de coleira do ordinário jornal, que pode ser lido aqui, antes que retirem para editar e escapar das sanções e críticas.

http://odiariorj.com/carloscunha/garotinho-denuncia-manobra-de-cabral-para-esvaziar-evento-do-dia-17/

Até aí nada demais, está tudo certo no lugar certo, ou seja, um partido pode fazer manifestação pública que quiser, em defesa do que quiser, e ter apoio da mídia que quiser.


O problema é que a prefeita decretou ponto facultativo para uma manifestação partidária, ou seja, CRIME! CRIME ELEITORAL, IMPROBIDADE? Não sei, não sou jurista. Mas tenho certeza: Se quiserem, aí está o batom na cueca!


Como eu disse antes, esse pessoal só pode fazer isso de propósito ou por deboche a lei.


Agora, o ato oficial criminoso, que reproduzo do blog do Cláudio Andrade:



DECRETA:
Art. 1º - Fica estabelecido Ponto Facultativo nas repartições públicas municipais, no dia 17/10/2011 (segunda-feira).
Art. 2º - Os serviços essenciais, inclusive os atendimentos e plantões médico-hospitalares, funcionarão normalmente, sem interrupção, durante o Ponto Facultativo instituído neste decreto.
Art. 3º - Este decreto entra em vigor na presente data.

Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes, 07 de outubro de 2011.

Rosinha Garotinho
Prefeita


http://planicielamacenta.blogspot.com/2011/10/batom-na-cueca.html

Roberto Moraes disse...

Caro Geroge,

O projeto dos funcionários-voluntários com interveniência da Cidade 21, porque não teria como eles tocarem o projeto de outra forma. Não há participação da Finep é direta com a Petrobras. Tem cinco anos que o relatório foi apresentado e as contas aprovadas, inclusive com devolução de recursos como pode sr visto no relatório citado.

Abs.

George A.F.Gessário disse...

Roberto sanou minha dúvida nesses convênios geralmente há uma instituição terceira q atua como "interventora" e muitas vezes ela é quem aprova ou desaprova as contas finais do Convênio, no caso da padaria como foi diretamente a Petrobras que aprovou creio que seria interessante até vc processar os que andam lhe caluniando pela cidade até mesmo para que seja garantido seu direito de resposta, a aprovação do Convênio já prova tua probidade.

Roberto Moraes disse...

Certamente George!
A briga é boa e longa.
Não tenho pressa.

Sds.

Paula disse...

Roberto,sou leitura assidua do seu blog.Recorro a este a fim de manter-me informada também quando saio da cidade.Reconheço a sua tragetória de profissional sério que dá o melhor de si e o seu talento fala por si mesmo.Porém observo que vc está dando muito poder a alguém que não se enquandra com a sensibilidade que vc é capaz de manifestar... sinto que esticar esta corda não é o melhor caminho.

Paula

Roberto Moraes disse...

OK Paula. Agradeço a sua opinião, mas é que na situação em que se vive nesta cidade, o cala pode ser sinônimo de consentimento.

Não se pode seguir pelo caminho dos que não tem nada a dizer e desejam o bate-boca, isto sim, mas, não se pode deixar de respondê-los.

Há quem precise conhecer toda a história e forma como usam para tentar igualar tudo e todos.

Porém, agradeço sua observação. Concordo que não se deve perder o rumo por estes sem referências.

Sds.

Anônimo disse...

Roberto: a sua estratégia de responder aos ataques é boa não porque esclarece aos que o estão atacando. É boa porque esclarece a TODOS, e mostra que você não pode ser colocado no mesmo saco ou chafurdar na mesma lama que eles...

Anônimo disse...

PROFESSOR,TEM UM DITADO QUE DIZ:

"AS PESSOAS TE RESPEITAM PELAS SUAS QUALIDADES, PORÉM, MAIS AINDA PELO MAL QUE VOCE PODE CAUSAR A ELAS"!!!
E O SEU BLOG INCOMODA MUITOS DELINQUENTES...CONTINUE ASSIM!!!

Zezinho Vento Sul disse...

Caro Roberto,segundo o Jornalista e blogueiro Marco Antonio Araujo do Blog do Provocador:
Existe uma patologia no jornalismo que se chama Vejite. Essa nomenclatura foi criada especificamente para definir o que a revista Veja faz. É um caso único. E sem cura.

A anomalia consiste em interpretar a realidade de forma distorcida, sem nenhum constrangimento. Mesmo que todas as evidências comprovem o contrário, o "vejismo" repete compulsivamente as mentiras que lhe convém.

Em seres humanos, a psiquiatria considera esse tipo de atitude um desvio de caráter. Mas como a Veja há tempos abdicou de qualquer resquício ético, essa comparação não procede. Não há caráter, todas as maldades que ela pratica são deliberadas e conscientes.

Em rigorosos intervalos de uma semana, ocorrem surtos que se caracterizam por uma patética tentativa de proteger aliados e perseguir desafetos. É muito fácil diagnosticar essa doença terrível."

Anônimo disse...

Blog do Roberto moraes minha parada obrigatoria na internet quando se trata de assuntos locais ... falem oque falar vou continuar admimirando e colaborando para com o blog quando necessario
ROBERTO MORAES CONTINUE ASSIM...
esse povo que esta tentando manchar sua imagem sao mercenarios e nao enganam mais a ninguem falam bem de "A" e mal de "B" tudo por dinheiro e depois por esse mesmo dinheiro falam bem de "B" e mal de "A"
------ ELES VÃO PARA ONDE PAGA MAIS----
"folha da Mentira"..."Jornal Ordinario" ... "Fomos Assim" os jornais que estao na banca hoje nao contribuem em nada para nossa historia como registro, apenas estao na banca hoje e amanha estao embrulhando o peixe vendido na feira (aqui em casa serve para os cachorros urinarem em cima) apenas a revista "fomo$ A$$im" que tem um papelzinho de qualidade melhor (muito liso para os caes urinarem em cima , nao absorve nada) eu dou a minha avo para forrar as gavetas da mobilia....

Marcos Paulo disse...

Caro Roberto as moscas utilizam um perfil de ataque que não costumam democraticamente ouvir o contraditório. Fazem um jornalismo que não tem credibilidade junto as pessoas de bom senso. Senão vejamos: não foi por acaso que se intitularam moscas. Esse tipos de gente ao se igualar a esses insetos acabam imitando conduta de hábitos "imundos" e circulam por lugares como: esgotos, lixos domiciliares e hospitalares, fezes de animais entre outros,. Pelo perfil desses elementos perniciosos a comunidade já percebeu que são “paus mandados” de um grupo político que dá nojo de tanto fazer do povo massa de manobra. Creio que só o investimento em educação para se tentar melhorar o perfil dessas pessoas contaminadas pelo ódio, hostilizando pessoas do bem. São insetos que possuem hábitos imundos e que só sabem vomitar infâmia. Ainda bem que o internauta é inteligente e não vão dar credibilidade a pessoas que se identificam com as moscas. Marcos Paulo.

Anônimo disse...

ROYALTIES DE PETRÓLEO OU CAMPANHA ELEITORAL ANTECIPADA.
Há dias atrás tivemos uma manifestação em praça pública aqui em Campos que dizem que foi em favor dos royalties de petróleo.

ENTRETANTO, NO MESMO DIA E HORA OS REPRESENTANTES DA OMPETRO - municípios produtores de petróleo - ESTAVAM REUNIDOS e, CERTAMENTE ELES DEVEM TER TIDO MELHORES RESULTADOS do que aquela meia dúzia de gatos pingados.

Afinal o momento requer ESTRATÉGIA e não pressão.

Vejam como vêm se comportando o Governador do ES, de SP, da Bahia, e os respectivos prefeitos.

TEM ALGUÉM PARTINDO PARA O DESESPERO, COMO SE O FIM DO MUNDO ESTIVESSE SENDO ANUNCIADO?

Eis que tomo conhecimento que segunda-feira será ponto facultativo e novamente os DAS irão para a Cinelândia no Rio fazer baderna.

Desde ontem o Deputado Anthony Matheus que deveria estar em Brasília acompanhando os acontecimentos está aonde? Em Campos coordenando o movimento.

Enquanto isto, o Senador Lindbergh Farias, que estava em Brasília e, avisou que não vai participar do ato político no Rio >>> foi severamente criticado.

Li dia desses num blog, uma postagem antiga até, que os Campos de Goytacazes se transformaram em campos minados, por isto deveriam exterminar com os royalties. Será?

Quem vai querer uma prefeitura sem royalties?

http://pensamentossubjetivos.blogspot.com/2011/10/royalties-de-petroleo-ou-campanha.html

George A. F. Gessário disse...

Anônimo das 9:41, mas na questão dos royalties se tem alguem pra ficar desesperado nessa história com certeza é o Estado do Rio e o nosso município, com certeza as maiores perdas nesse golpe federativo que se desenha em Brasília será do último citado, é lamentável que a questão esteja sendo debatida sob o ponto de vista dos interesses eleitorais.
Diga-se esse é o terceiro grande golpe Federativo contra o Estado do RJ, o primeiro foi a retirada da capital do país sem serem pagas ATÉ HOJE as compensações prometidas para tal, vindo de tabela a imposição da fusão dos Estados da Guanabara e do RJ, o segundo foi a instituição na CF/88 da cobrança do ICMS do Petróleo no destino e não na origem e agora essa divisão demagoga dos royalties que desprezando a natureza jurídica do instituto fará por ex o PI ganhar mais royalties que RJ,SP e ES sem produzir uma gota de Petróleo.

Anônimo disse...

Do blog Reflexões de Gianna Barcelos

BATE BOCA NA RÁDIO, NA CÂMARA DOS DEPUTADOS
Tudo isto revela um deputado despreparado para o cargo que exerce.
Anteriormente ele havia dito que ia pedir quórum e obstruir votações e, está fazendo exatamente isto. Não há preparo técnico, não há argumentos, usa de chantagens e esquemas ardilosos.
É vergonhosa a participação que se seguiu, onde foi sugerido até que na Câmara tem "curso de preparação".
A obsessão pelo Governador Sérgio Cabral não tem limites.
Extraí daqui.

http://www.camara.gov.br/internet/sitaqweb/TextoHTML.asp?etapa=2&nuSessao=281.1.54.O&nuQuarto=30&nuOrador=3&nuInsercao=0&dtHorarioQuarto=12:34&sgFaseSessao=OD%20%20%20%20%20%20%20%20&Data=11/10/2011&txApelido=PEPE%20VARGAS&txFaseSessao=Ordem%20do%20Dia%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20&dtHoraQuarto=12:34&txEtapa=Sem%20supervis%C3%A3o

Anônimo disse...

sr roberto moro no MATADOURO e acompanhei de perto tudo dessa padaria que essa mosca chifruda esta dizendo ai mosca a padaria foi feita pela petrobrás além de tudo doou varias camas na época da enchente o sr c eu vi por ak 2 vzs foi muito e para o desinformado mosca de chifre manda ele perguntar a petrobrás por onde anda o material pq foi ela quem recolheu na época e outra o prédio é particular e esta alugado a uma fábrica de rosca que já existe a mais de dez 10 ANOS no pq califórnia vai quem sabe dessa mosca é VENÂNCIO né mosca parabéns professor abaixe a cabeça

Anônimo disse...

Essas ONG's são assim mesmo. Não servem para nada e tem muita, mas muita falcatrua mesmo com elas por todo o Brasil. Basta analisar o que está acontecendo com o ministério dos esportes e as ONG's associadas a ele.

Roberto Moraes disse...

Comentarista das 08:41,

Cada caso é um caso. Não dá para generalizar desta forma.

Sds.

George A.F.Gessário disse...

Creio que mau exemplo de ONG é a Nova Sociedade que vem sendo usada na cidade pra executar o Programa Emergência em Casa com verbas dos royalties em eminente caso de terceirização ilícita, substituindo na verdade o SAMU q por não ser implantado em Campos renunciamos à verba Federal a ele inerente.