sexta-feira, agosto 30, 2013

Um peixe marlim preso nas válvulas de um poço numa plataforma no campo de Marlim

Esta o blog recebeu de um petroleiro. As imagens são muito interessantes e a pequena explicação antes serve para explicar o que vídeo de pouco mais de 3 minutos mostra. Evidentemente as explicações são de quem vê a técnica como algo extraordinário ("imensa e caríssima") e o ambiente marinho quase que apenas como meio. De qualquer forma vale a conferida sobre o processo e sobre os impactos:

"Olhem esta...
Ao descerem a principal estrutura de válvulas de abertura e fechamento de um poço de petróleo, que na gíria chamam de árvore de natal (imensa e caríssima), na descida, a centenas de metros de profundidade, perceberam uma grande instabilidade.

Pararam a descida e redirecionaram um submarino robô para observar por vídeo, afinal, o que estava acontecendo.

Deram de cara com um imenso Marlim, calcularam uns 250 kgs., preso na estrutura que, mesmo tão pesada, estava totalmente instabilizada em função do tamanho do marlin que se debatia.

Como parece uma boa estória de pescador, o engenheiro pediu a filmagem."



video

5 comentários:

Anônimo disse...

Que operador de ROV ruim heim? Demorou pra retirar o peixe!! Está precisando jogar um video game pra treinar!

Anônimo disse...

É, parece que o marlim que ficou apaixonado pela "árvore de natal". Não queria largá-la. Interessante!

Anônimo disse...

Apenas uma correção : este equipamento é um BOP (Blow Out Preventer) e não, uma ANM (árvore de natal molhada).

Anônimo disse...

É UM BOP.ESSE VÍDEO É MUITO ANTIGO.

Roberto Moraes disse...

Sim, a imagem mostra que é de 2008, há cinco anos, o que não diminuiu, o interesse pela prospecção submarina para extração de petróleo tão pouca conhecida para além das corporações que atuam no ambiente offshore.