quinta-feira, outubro 22, 2009

"Que educador marcou sua formação escolar?"

O blog recebeu por e-mail, o pedido de contribuição e atende com prazer, da universitária Fabiana Monteiro. As contribuições podem ser feitas no espaço dos comentários nesta mesma nota: "Prezado Prof. Roberto Sou aluna do Curso de Pedagogia da UENF e faço parte da Comissão Organizadora da Semana Acadêmica da Pedagogia UENF-2009, A Educação do século XXI: em tempos de desafios e atitudes.Para este Evento, a realizar-se de 9 a 13 de Novembro, pretendemos elaborar um painel com nomes, fotos e pequena biografia de grandes educadores campistas. Pensamos, então, em pedir ao Senhor que nos ajude, através do seu blog, a recolher respostas à pergunta: "Que educador marcou sua formação escolar?", para que nosso trabalho seja rico e significativo. ]Agradeço a atenção que dispensar a este pedido. Fabiana Monteiro, pela Comissão/ Curso Pedagogia/UENF".

11 comentários:

Luciana Soares Marques disse...

Foram tantos...
Vilma Tâmega professora de Matemática na antiga quarta série, na Escola Santo Antônio(1979).
Lenise Peralva professora de Língua Portuguesa na sétima série no Liceu.Ela começava nossas aulas escrevendo um pensamento no quadro e cada aluno que quisesse, falava um pouco sobre o que havia entendido...Depois acontecia a produção de textos a partir do pensamento.Como eu gostava!
Cláudio Melo professor de Química Orgânica , Jaime Roseira de Matemática e Guilherme de Biologia no segundo grau.Ah!Que tempo bom, que saudade...

Claudiana disse...

Muitos professores marcaram minha formação. Alguns positivamente e outros negativamente. Entretanto, prefiro recordar-me dos bons exemplos.

Merece todo louvor, minha primeira professora: Celina Maria da Paixão Macabu, da classe de alfabetização (1980), no Externato Brasil. Fui muito feliz em tê-la como professora, pois percebi o seu compromisso com a Educação, seu jeito fácil de ensinar, o respeito com que tratava os pequeninos, a forma carinhosa de acolher-me, dentre muitas outras qualidades de um verdadeiro educador. Alegro-me ainda mais, quando a reencontro e recebo sua atenção, seu sorriso e o carinho de antes.

Grande Professor Andretti, em suas aulas de História, na oitava série do Liceu de Humanidades de Campos (1988). Sempre vestindo roupas brancas, sem carregar um livro ou anotação, era capaz de dar uma brilhante aula de História com riqueza de detalhes.

Uma professora também muito marcante foi Carmelita Agrizzi, no curso de Pedagogia (habilitação em Orientação Educacional) da Faculdade de Filosofia de Campos (1997-1998). Suas aulas eram verdadeiras oficinas de reflexão sobre a vida e sobre a formação profissional. Muito do que sou enquanto pessoa e profissional, é devido ao que aprendi com ela.

Analice de Oliveira Martins. Uma brilhante professora que tive no IFF (2008 - especialização em Literatura, Memória Cultural e Sociedade). Carregando sempre uma pilha de livros para as aulas, de modo a incentivar o hábito da leitura e a busca pelo conhecimento. Suas aulas duravam aproximadamente 4 horas seguidas, trabalhando conceitos e teorias densas, porém conseguia envolver-nos sobremaneira, que não percebíamos o tempo passar.

A lista não para por aqui. Levarei na memória os bons exemplos de outros/as professores/as, como Marilena Viana, com seu "Projeto MusicaRealidade", do qual participei na Faculdade de Filosofia de Campos.

Muitas e muitas boas recordações...

Anônimo disse...

Todos os professores marcam, porém quem foi aluno de Àlano Barcelos, Joel Melo, Ruth Maria entende o que é ser professor.

Anônimo disse...

Concordo com o comentarista de 1:13. E acrescento: José Landim, Prof. Castanho, Maria Rita Santos e Silva, Bebel Sodré, Ligia Vasconcelos, João Baptista Tavares da Hora,Antonia Lopes,Rotchild Nogueira...

Anônimo disse...

Quem foi do IEPAM deve se lembrar de Dulce Freitas, Therezinha da Costa Muniz, Ruth Maria Chaves Martins, Deuscéa Gomes. Há uma professora de Francês no Liceu, Ana Teresinha Miranda dos Guaranys, que é uma educadora que sonha e faz (é dela o Projeto France un Rève).

Anônimo disse...

Prof Edson (não me lembro o sobrenome)- CEOF
Lauren Cunha (HISTORIA) - Liceu
Sandra Gomes (GEOGRAFIA)- Liceu
Ana julibone (GEOGRAFIA)- Liceu
Tânia (TEATRO) - Liceu
Salomão - CEFET
Fabíola - CEFET

Anônimo disse...

Prof Edson (não me lembro o sobrenome)- CEOF
Lauren Cunha (HISTORIA) - Liceu
Sandra Gomes (GEOGRAFIA)- Liceu
Ana julibone (GEOGRAFIA)- Liceu
Tânia (TEATRO) - Liceu
Salomão - CEFET
Fabíola - CEFET

Prof. Isaac Esqueff disse...

São inesquecíveis os seguintes educadores:

1- Meus pais (Dilma e José Esqueff);

2- Sandra Campos (Alfabetização) -Externato Brasil;

3- Dircéa (Geografia na antiga ETFC);

4- José Amaral (Física na antiga ETFC).

5- Paulo Roberto Soares "in memorian" - (Educação física na antiga ETFC e Universo).

Anônimo disse...

A SMEC determinou o fim do Ensino Médio do CE 29 de Maio.

Meu Deus, esse é o compromisso que esse (des)governo com a Educação.

fabiana disse...

Gostaria de agradecer a todos(as) que comentaram a questão em debate, mas gostaria de pedir ainda, se possível, frases e fotos desses professores que tanto lhes marcaram e uma pequena explanação sobre sua importância no cenário educacional Norte Fluminense. Poderiam enviar para meu email mesmo, que é o: fabimviana@hotmail.com
Mais uma vez obrigada a todos(as) e ao Roberto Moraes pelo espaço.

Christina disse...

Concordo com a Luciana. Foram mesmo muitos os professores que marcaram a minha vida de maneira positiva. Mas se tivesse que escolher apenas um seria a professora de Portugues do Liceu, Lenise Peralva.