terça-feira, julho 12, 2016

Mais um FPSO da Petrobras entra em operação no Pré-sal - Opep se surpreende com resultados da Petrobras

Iniciou na sexta-feira (08/07) a produção de petróleo e gás, no FPSO Cidade de Saquarema que faz parte do projeto Lula Central. Trata-se do 10º grande sistema definitivo de produção operando no pré-sal. 

A Petrobras informou que, por enquanto já conseguiu a estabilização da produção em torno de 30 mil barris por dia (bpd) foi alcançada ontem (11/7), ms a capacidade da plataforma ainda a ser atingida é de produção de 150 mil barris de petróleo e comprimir até 6 milhões m³/dia de gás.

A unidade está ancorada em área com lâmina d'água de 2.120 metros de profundidade. O projeto Lula Central inclui 18 poços, sendo nove produtores, quatro injetores WAG (água ou gás) e cinco injetores de água.

Este sistema é o segundo a iniciar operação apenas este ano no pré-sal da Bacia de Santos, em um momento em que a produção de petróleo nessa camada geológica nas Bacias de Santos e Campos já responde por cerca de 40% do total que operamos no Brasil.

Ontem foi divulgada a produção recorde de maio com 2,90 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed). Só o pré-sal atingiu o volume também recorde de 1,24 milhão boed, com crescimento em junho comparado a maio de mais 8%.

Hoje, o Estadão replicou matéria divulgada na mídia internacional que o "Brasil será país fora da Opep com maior aumento da produção de petróleo em 2017".

A Opep prevê que sete novas plataformas da Petrobrás aumentarão a produção brasileira em 260 mil barris de petróleo diários (BPD) levando o Brasil em 2017 a ter uma com produção média de 3,37 milhões de BPD.

Ainda, segundo a Opep, a produção fora da Opep deve cair 110 mil barris diários no próximo ano, para média de 55,92 milhões de BPD. Mas o Brasil deve ir na contramão. A Opep explica também que a capacidade de produção do Brasil vai aumentar em 2017 porque há expectativa de que sete novas plataformas da Petrobras começarão a operar. "Incluindo três no campo de Lula, duas no campo de Búzios, uma no campo de Lapa e uma na gigantesca área de Libra", cita o documento.

Vale ainda registrar que a Opep está de olho no Brasil. Os detalhes deste relatório realçam que a entidade e os países do Oriente Médio monitoram a produção no Brasil e o desenvolvimento da Petrobras.

Assim, o documento da Opep registrou ainda que a Petrobrás retomou em maio o funcionamento de duas plataformas paradas para manutenção, o que aumentou a produção do Brasil em 20 mil barris diários que alcançou 3,12 milhões de barris em maio, sendo que o pré-sal passou a marca de 1 milhão de barris diários. "A Petrobrás optou por concentrar muito da sua manutenção no início de 2016 após a queda do preço do barril para abaixo de US$ 30 em janeiro", cita o documento, que menciona que essas manutenções reduziram a produção em cerca de 5% no período mencionado.

Vou repetir o que venho dizendo aqui neste espaço que ainda há os que dizem que a Petrobras está falida. Este desejam entregar tudo isto de bandeja para as petroleiras privadas. Crime de lesa pátria!

4 comentários:

Marcio Maciel Andrade disse...

O campo de Lula vai ser chamado de Bonito Serra decreto do Traíra

Anônimo disse...

Se não fosse a roubalheira que se sistematizou na Petrobras, era para o Brasil estar muito melhor, com a economia, de forma sustentável , em plena ascensão

Roberto Moraes disse...

Sim roubalheira que já vinha há tempo e montada ha tempo desde os governos anteriores, onde a empresa era muito menor. Numa época em que se pretendeu privatizar a empresa e teria entregue a joia da coroa que é o Pré-Sal. Roubava-se com as contratações de estaleiros no exterior que eram piores porque não se gerava emprego aqui.

Diziam que a empresa estava quebrada e agora ela é a que mais aumenta a produção no mundo, fora do Oriente Médio. E Serra quer cumprir a promessa de entregar tudo isso para a Chevron.

Que os responsáveis pelos desvios sejam todos, sim "todos" punidos e a empresa continue integrada e gerando riquezas par ao país, encorpando o Fundo Soberano como se faz nos demais países produtores e exportadores do mundo. Mas aqui o governo golpista e Temerário entrou e acabou com o Fundo Soberano para financiar e educação e e saúde.

Anônimo disse...

Entrega tudo isso aos americanos!!!!!