quinta-feira, outubro 13, 2016

Rússia segue com a maior produção mundial de petróleo

Em setembro o volume de petróleo produzido pela Rússia chegou a 11,1 milhões de barris por dia (mbpd), permanecendo assim, como a maior produção mundial seguido de perto pela Arábia Saudita e depois pelos EUA.

Em junho, a produção da Rússia tinha sido de 10,71 milhões de bpd, próximo do que a Arábia Saudita produziu em julho com 10,67 milhões de bpd, enquanto os EUA está com a produção na faixa de 8,5 milhões de bpd, importando cerca de outros 5 milhões de bpd.

Considerando todos os produtores, o volume total da oferta de petróleo no mundo alcançou, em setembro, a quantia de 97,2 milhões bpd, superando em cerca de 600 mil bpd o volume no mês anterior de agosto.

Assim, há muita desconfiança se o acordo entre os 14 países da Opep + Rússia, firmado na primeira semana de outubro, para de reduzir entre 1% e 2% a produção, irá ser efetivamente cumprida. Uma próxima reunião ministerial da Opep está marcada parra 30 de novembro.

Desta forma é mais provável que o preço do barril permaneça próximo aos US$ 50 até o final do ano, do que se aproximar dos US$ 60. Assim, a tendência seria uma certa estabilidade em torno do atual valor. A não ser que conflitos regionais ocorram e se ampliem envolvendo os países produtores.

Um comentário:

GIAN BR disse...

http://falandoverdades.com.br/2016/10/13/analista-de-mercado-russo-diz-que-impeachment-de-dilma-foi-motivado-por-causa-do-pre-sal-e-interesse-estrangeiro/