sexta-feira, abril 01, 2016

Ex-jornalista da Globo diz que grandes anunciantes temem os efeitos da partidarização da emissora sobre suas marcas

Em seu portal aqui na internet, o jornalista Sidney Resende trouxe uma informação sobre a preocupação que os anunciantes da emissora manifestam pelos riscos às suas marcas. Confira abaixo a matéria.

O tudo ou nada da Globo agindo como partido político, faz parte do quadro econômico e de mercado que a empresa se encontra. Eu já enumerei antes alguns destes motivos, mas volto a repeti-los abaixo antes da matéria do Sidney Resende que eu insisto na sugestão de leitura. Penso que estes pressupostos ajudam na compreensão da estratégia que a empresa (mídia-partido) escolheu seguir:

1) Fim da concessão de TV em 2018; 

2) Redução extraordinária da audiência da TV, seja pela linha editorial, seja pelas preferências recentes de uso da internet, ao invés da televisão; 3) Redução muito maior na venda dos jornais que divulgava a marca; 

4) Exposição da relação prostituída da empresa com a CBF e Fifa. Com esta última, os EUA já conhece os esquemas e assim, exige posturas. O caso expõe a forma de atuação da empresa para sonegar impostos, com uso de empresas offshores, instaladas em paraísos fiscais; 

5) A descoberta deste esquema pela Receita Federal redundou, num único processo em multas e cobranças de mais de R$ 600 milhões. A funcionária da Receita incumbida do caso, sumiu com o processe num caso já conhecido;

6) O caso da sonegação e uso de empresas de fachada no exterior trouxe á tona o caso de outras propriedades, como a mansão dos Marinho, em Parati, dos helicópteros e outras, em que os donos registrados em cartórios são de empresas de fachada, para encobrir posses e fugir dos impostos.

Diante disto, só puxando uma frente golpista para derrubar o governo e eleger um outro, que possa chamar de seu. Para ter garantias, empréstimos, isenções tributárias e assim respirar para enfrentar a nova realidade das mídias e do setor de comunicação. 

Foi isso que no final de 2014, os irmãos Marinhos foram implorar ao Lula. O não atendimento nos traz ao que temos vivenciado.

Porém, a dinâmica das ações levam a reações que não são controláveis. Este dado trazido pelo jornalista Sidney Resende, que deixou a Globo exatamente por discordar desta pauta-partido, que as receitas começam a ser ainda mais ameaçadas ajudam você a compreender as narrativas das mídias do sistema globo. Elas nunca tiveram tão ameaçadas.

Acompanhemos os próximos passos.
"Protestos contra a Globo preocupam anunciantes"
Redação SRZD

"A sucessiva multiplicação de palavras de ordem, faixas e cartazes contrários ao Grupo Globo nas manifestações populares a favor da democracia e a rejeição estampada nas redes sociais - inclusive expressada por artistas contratados - começa a preocupar anunciantes. O temor de algumas companhias é que este movimento possa crescer e expor ao risco as suas marcas e o consumo dos seus produtos.

A sistemática cobertura a favor do impedimento da presidente Dilma Rousseff e o noticiário envolvendo o ex-presidente Lula acenderam o sinal de alerta nas direções de marketing de grandes empresas.

Numa reunião fechada realizada ontem no fim da tarde, em São Paulo, e que o SRZD teve acesso ao resultado final, dois presidentes que representam os interesses de companhias que estão entre os 30 maiores anunciantes do Brasil, seis vice-presidentes de empresas de áreas diversas que atuam em higiene e limpeza, setor automotivo e varejo decidiram encomendar uma análise a uma agência internacional de acompanhamento de postagens na internet para avaliar os humores dos consumidores em relação aos produtos e serviços dos patrocinadores.

A ideia é que o estudo seja concluído em até 90 dias. E o parecer se restringirá às marcas que já anunciam nos veículos do Grupo Globo.

Um dos executivos chegou a desabafar: "Todos respeitamos a Globo pelo seu profissionalismo e pela larga vantagem sobre os demais órgãos de comunicação, mas o jornalismo está manipulando de forma criminosa e já há movimentos nas redes sociais pressionando nossos consumidores a não comprarem os produtos que produzimos. Assim não dá. Isso não pode crescer". A fala causou um certo mal estar no ambiente. O silêncio enigmático dos demais sinalizou concordância com a análise e a preocupação de como criar uma alternativa publicitária ao maior meio de comunicação do Brasil.

A Globo, por sua vez, já se manifestou oficialmente, várias vezes, no sentido de que apenas informa os fatos políticos com isenção. E que não é geradora dos acontecimentos políticos e econômicos que noticia."



6 comentários:

Anônimo disse...

professor, engraçado o post do senhor.Garotinho sempre falou e falou contra os escandalos da globo...mas ninguem deu a mínima.Agora de repente a globo não presta ?
estranho.

Anônimo disse...

Engraçado que Garotinho agora também tenha a mesma posição da Globo.

kkk

Giancarlo Silva Dias disse...

Garotinho junto de Brizola já vinha falando isso da Rede Esgoto desde q eu era guri. Espero antes de morrer de ver essa praga da rede esgoto se acabar. Essa desgraça acaba com nosso país através de suas programações destruidoreas de lares. Como diz o maluco do YouTube: "Ha morre diabo!!!"

Anônimo disse...

Infelizmente POPULISTAS, são todos iguais, só querem que divulguem seus acertos.como se o ser humano fosse perfeito.

Enfim, querem mostrar somente os " filhos bonitos ".

Mas, todos erram, seja Globo, PSDB, PT, PMDB, eu, vc.
Logo, o pivô tem o direito de tomar conhecimento das falcatruas, seja lá de quem for.
Hoje não se admite mais, censuras a lei de imprensa.
O político, que exerce vida pública, está exposto, a uma série de imposições, que o cargo exige. Ou, então, vai trabalhar na iniciativa privada.
É o dinheiro suado, de todos nós, que está nas mãos, desses políticos, portanto devem satisfação a sociedade.

Anônimo disse...

Seria preciso que não houvesse seletividade. Mostrar filhos feios de todos. Da mesma forma que não se admite censura não se pode admitir imprensa-partido.

É professor tá brabo esta turma rançosa querendo defender até a Globo?

Veja que até os artistas corajosos superaram o medo e falam contra a emissora. Atacam o golpe. Só ontem, Bibi Ferreira, Caetano Veloso e dezenas de outros se juntaram a Letícia Sabatela.

A Globo não só defende o golpe. Ela trabalha todo o tempo pelo golpe para tentar se salvar.

Anônimo disse...

Não são só os artistas. Até o Mario Sergio Conti do jornalismo global já tenta pular fora da pecha golpista no jornal espanhol El País:

“A elite brasileira quer encerrar o ciclo do PT no poder a qualquer custo”.

http://brasil.elpais.com/brasil/2016/03/31/politica/1459432288_086212.html

O Sidney Resende também pulou fora e a fila anda.

Quem quer aparecer para a história como golpista?