terça-feira, fevereiro 18, 2014

Cidadão reclama do Cemitério do Caju em Campos

O blog recebeu de um morador de Campos, um email com a solicitação de exposição de sua reclamação junto do pedido para omitir sua identidade, depois de se apresentar para o blogueiro. Como o que interessa é a reclamação, abaixo segue sua reclamação.O blog espera que o gestor do Cemitério Municipal possa se manifestar sobre o assunto:

"Roberto, boa tarde,
Obrigado pela disponibilidade!
O que ocorre é que fui ajudar a minha mãe a identificar uma caixa mortuária comprada por ela em 1987, da qual tem a documentação definitiva, e no atendimento o Modus operandi é que a pessoa vá ao local, pelo endereço constante no documento fazer a identificação da mesma, se orientando apenas pelo número da quadra.


O que me fez ficar muito insatisfeito foi o fato de ver a minha mãe, aos 82 anos de idade, com dificuldade para andar, ter que se deslocar entre os túmulos para não encontrar sua propriedade, orientada para tirar uma foto do local para anexar a um "Termo de declaração de identificação de sepultura".

Eu mesmo, a poucos minutos, havia feito a busca, levado por um prestador de serviço do local, numa quadra que não correspondia ao endereço certo, sendo que a tal quadra nem sequer estava devidamente identificada.

Vou enviar no anexo um documento que estão cadastrando, no local, para eximir a CODEMCA de responsabilidades, tentando atribuir essa função a quem compra o espaço, mas não recebe, pois o que minha mãe comprou não estava lá.

Estou certo de que você pode dar uma luz, mas gostaria de não estar vinculado ao fato, se não se opuser. O que desejo é que um eventual acerto na administração, além de beneficiar a minha mãe, possa também facilitar a vida de muitas outras pessoas.


Vi no seu blog uma matéria onde alguns desocupados dormiam sobre os túmulos, onde muito trabalho espera para ser realizado.

Antecipo minha gratidão."

Um comentário:

Unknown disse...

Já passa um mês desta iniciativa, e nenhuma manifestação, mesmo sabendo que as palavras tem força, tem alcance, e chegando aos olhos dos que podem resolver, ninguém se manifesta, ninguém se importa com o outro, ninguém nada faz.
Talvez uma resposta a esse respeitado Blog, uma indicação de como agir, pois era esperada uma atitude nesse sentido, já que estou certo de que alguém ligado àquele que deve ter uma solução tomou conhecimento, e reportou a quem interessa esse conteúdo. Mas, nada, nada foi feito.
Repito, essa manifestação trata do interesse de uma senhora de 82 anos, uma cidadã, que reclama seu direito, um bem, comprado a Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes, e que não recebeu o bem adquirido.
Como fazer, a quem reclamar, em quem confiar?
Para finalizar, a relamante é eleitora da prefeita Rosinha.