domingo, fevereiro 23, 2014

Pedaço de mim com Chico Buarque - recordação

Esta música segue postada com a recordação de que ela registra a morte do filho de Zuzu Angel, Stuart Angel Jones, assassinado pelos militares durante a ditadura militar na década de 70.

A música esplendorosa de Chico Buarque é uma homenagem a Zuzu Angel. Ao mesmo tempo é quase que um hino a todas as mães que perderam seus filhos vítimas de violência ou do destino desconhecido que altera a ordem natural do ciclo de vida. A música foi composta dentro da estrutura da Ópera do Malandro.

Aliás, vale ler o depoimento dado há três dias pela Hildegard Angel, a colunista, também filha da Zuzu Angel e irmã do Stuart, sobre os riscos de um golpe de estado como estão tentando aprontar na Venezuela e tudo que a ditadura trouxe ao país. 

Leia aqui o depoimento da Hildegard em seu blog, enquanto ouve Pedaço de Mim com Chico Buarque e Zizi Possi.

Vale ainda conhecer a letra nos detalhes das palavras lidas nos versos escritos:

Pedaço de mim
Oh, pedaço de mim / Oh, metade afastada de mim / Leva o teu olhar / Que a saudade é o pior tormento / É pior do que o esquecimento / É pior do que se entrevar / Oh, pedaço de mim / Oh, metade exilada de mim / Leva os teus sinais / Que a saudade dói como um barco / Que aos poucos descreve um arco / E evita atracar no cais / Oh, pedaço de mim / Oh, metade arrancada de mim / Leva o vulto teu / Que a saudade é o revés de um parto / A saudade é arrumar o quarto / Do filho que já morreu

Oh, pedaço de mim / Oh, metade amputada de mim / Leva o que há de ti / Que a saudade dói latejada /
É assim como uma fisgada / No membro que já perdi / Oh, pedaço de mim / Oh, metade adorada de mim
Leva os olhos meus / Que a saudade é o pior castigo / E eu não quero levar comigo / A mortalha do amor /
Adeus

Nenhum comentário: