quinta-feira, junho 25, 2015

Mapa dos fluxos de commodities com origem no Brasil: qual a relação disto com as regiões?

O mapa abaixo de forma resumida mostra os fluxos de commodities, recursos minerais, grãos (agronegócios) extraídos e produzidos no Brasil. Está um pouco desatualizado, mas ainda assim permite mostrar a visão geral e do todo.

O segundo mapa é exclusivo sobre exportações de minério minério de ferro. Ambos têm aumento de fluxo na última década, mas origens e os destinos, na maioria dos casos, continuam os mesmos.

A reestruturação da economia global produziu o que passou a ser chamado de "novos territórios produtivos". Estes "novos territórios produtivos", ou "lugares escolhidos" (Milton Santos) são estabelecidos não mais por critérios geográficos, administrativos, ou pelas intervenções das gestões governamentais, por mais que elas se esforcem para vender esta ideia para os eleitores.

Porém, o(s) local(is), ou a(s) região(ões) escolhida(s) se dão pelos critérios da: rentabilidade econômica; sistemas infra-estruturais e capacidade de planificação e gestão.

Se os gestores assimilassem esta compreensão, eles seriam menos "dadivosos" com os donos do empreendimento nas negociações das compensações pelos impactos sociais e ambientais decorrentes da implantação dos empreendimentos. Assim poderiam ser efetivamente gestores com responsabilidade de regulação, em nome da sociedade (das comunidades) e não "gerentes" dos negócios.

Em todo o mundo se sabe que em casos de grandes projetos de investimentos, os empreendedores, de cara já precificam os gastos para esta realidade entre 25% e 30%. Daí que é absurdo falar em ações sociais, sem considerar que tudo isso é parte do negócio, decorrente da instalação de capital fixo sobre o território.

Confiram abaixo os mapas para uma melhor compreensão de como os fluxos materiais que usam os portos para escoamento e exportação funcionam e passam a determinar formas de uso do território nas regiões. Adiante voltarei a falar sobre o petróleo:


Nenhum comentário: