quinta-feira, dezembro 20, 2007

Eleições em SFI

Há quem garanta que São Francisco do Itabapoana poderá ter quatro candidatos a prefeito. Além dos já lançados, Marcilene Nunes e o vereador Beto que terá como parceiro de chapa, o filho de Barbosa Lemos, há o Fauaze Cherene que alguns garantem que terá mesmo, o apoio do atual prefeito, Pedro Cherene. Além dos três, há ainda, o Cláudio Henriques que atualmente é vice-prefeito. Estes mesmos dizem, que a única coisa que o atual prefeito não quer é a entrada de alguém relacionado a Barbosa Lemos. O outro desejo do Sr. Pedro (que é como todos chamam o prefeito) é o de continuar tendo influência no próximo mandato. Quanto à Marcilene Nunes, a atual controladora da prefeitura de Campos, dizem que mesmo tendo uma enorme estrutura que seria conseqüência do seu cargo em Campos, com facilidade de contratar e descontratar gente que presta serviço pela prefeitura de Campos, via a Fundação José Pelúcio, ela mesmo com esta “forte estrutura”, não teria conseguido montar uma nominata de vereadores de peso, o que todos que mexem com eleição municipal sabem, que é fundamental, para uma disputa com chances de sucesso. Enfim, uma eleição que promete. Mesmo por lá, onde não há royalties como município produtor e sim, como limítrofe, com um orçamento municipal na faixa dos R$ 60 milhões, se diz que, com menos de R$ 300 mil, candidato a vereador nenhum terá chances de almejar uma das nove vagas.

5 comentários:

A TRolHA disse...

Caro Bob Moralles,

Como se diz aqui na comunidade: "a chapa vai esquentar". A TRoLHa, com sua novíssima tradição de cobertura eleitoral, destacou um dos seus melhores integrantes para cobrir e descobrir os mistérios da eleição em SFI.Afinal de contas, por que tanto interesse naquele pedacinho de fim de mundo...? A TRolHA revelará em detalhes (íntimos, se necessário) a saga das disputas bélico-eleitorais do ex-sertão sanjoanense. Fica aqui uma dica: Com o deslocamento dos campos de exploração de petróleo em dierção ao ES, é posível que os nossos abnegados homens (e mulheres) públicos estejam de olho na difícil tarefa de administrar os futuros petro-royalties que SFI amealhará como município produtor. O céu é o limite...e a Suíça o ponto de partida...

Ahhh...Mon ami petit Charlles Cunhá já ia me esquecendo...parece que a tradição de bricar de faroeste já chegou por lá no ex-sertão...só com um detalhe...por enquanto só tem gente prá fazer papel de bandido... olha o time: Barbooooosa (escrevemos,mas não lemos)...Marcilenta Teflon...Falso Cheyenne...é muito, não?

A TRoLHa, direto da sucursal do inferno, ou melhor de SFI.

Kbrunco. disse...

Caro BOB,

No post aí embaixo alguém disse que para Campos dos G. dinheiro não traz felicidade.

Parece que estamos condenados a uma maldição, e que nos cabe, infelizmente, exportar esse "kharma" para toda região...

Antes, o dinheiro de Campos dos G. atraía as ambulâncias da região para que seus pacientes pudessem por aqui serem tratados.

Depois os recursos do Fundecam a finaciar empresas em SFI (Alcoolquímica Canabrava).

Agora os nossos recursos servem para alimentar a máquina empreguista-eleitoral da Xandinho e a gang do Jaleco Branco.

Não me oponho que os recuros dos petro-royalties sirvam para alavancar a região e diminuir as diferenças regionais com parcerias intermunicipais...mas o que se vê nesse caso tem mais haver com a extraterritorialidade do crime organizado...

Um abraço.

MC Kbrunco e DJ Lamparão, e Xacal.
Porque um é pouco, dois é bom, mas trois c´est menáge...

felixmanhaes disse...

Sou macaco de blog de Kbrunco, Xacal e Lamparão (os editores chefes de A TRoLHa). Não adianta mudar de blogs que eu os encontro, para beber das suas sapiciências. Por falar em eleição, parece que José Sarney está fazendo história. Essa turma se "e$pecializa" em um Governo e depois muda o domicilio eleitoral para aumentar os seus domínio$. Agora para os lados dos Santos Francisco e João da Barra. Coitado do povo de lá. Outro assunto meus caros literatos é para constatar que que a máquina oficial é mesmo arrazadora. O Leilson Rangel, do Sindicato dos Servidores Públicos, que estava do lado de quem estava do lado dessa máquina, nas eleições para o PT, provou do próprio veneno. A máquina do candidato oficial jogou pesado de novo e dessa vez de forma bárbara e ele tomou fumo. Um conselho, deste petit garçon da baixada da égua, da região do cambaio (bicho e pé) e do pé pro bardo para o atleta de alcova. Procure o Félix Manhães, contra quem voce trabalhou nas eleições do Diretório do Partido dos Trabalhadores que ele tem um ombro amigo para ajudar a lamber juntos as feridas...da máquina.

Anônimo disse...

Correndo os Blogs quentes da cidade verifiquei que tem gente usando das minhas características de oriundo da baixada da égua, região do cambaio para tentar revelar a minha identidade oficial de anônimo. Aí é tentar confundir a cabeça dos meus leitores. Quero reivindicar meus direitos blogais.
Saudações barrafuradenses...
Djahojinho

CLÔ H. disse...

Meus Amigos, FÉlIX (com o bicho de pé),

Félix, mon ami, seu sauvoir-faire me encanta...trés chic...Mas no fundo tem um belo prato de vingança resfriado no congelador...

Soube que Leilson foi até a 134º DP para registrar o atropelamento pela máquina do Xandinho, sem sucesso...

Não se enganem, por debaixo daqueles modos delicados, o alcaide, guarda uma caixinha(rosa)de maldades...

Mas quem sabe o Leilson não arrecada um DAS, ou uma empreiterazinha para manter o "aproach"...

Au revoir...

CLÔ HERNANDEZ...colunista amador e chantagista profissional da TRolhA.