sexta-feira, junho 29, 2012

Denúcia grave sobre contratação na PMCG

O responsável se identificou para o blog, mas solicitou que fosse preservado e detalhou o processo:

"Roberto. Peço que não me identifique, como vc sabe sabe né, nessa cidade somos perseguidos a todo momento. Em primeiro lugar, deixo bem claro aqui que não possuo vínculo nenhum com a Prefeitura de Campos. Estou lhe escrevendo esse e-mail para lhe mostrar como as coisas aqui se resolvem no jeitinho. Há mais ou menos 1 semana a secretaria de saúde abriu um processo seletivo para o preenchimento de vagas em 2 cargos: Assistente de gerência e Gerente de programas especiais. Como um morador da cidade que sou e me encontro desempregado, achei que seria interessante me inscrever para esse processo. Estava bastante esperançoso pois estou passando por certa dificuldade e tenho capacidade sim de ocupar qualquer cargo que estava no edital. Pois bem, para minha surpresa quando li o diário oficial do dia 26/06 P. xxv a xxxv uma coisa me chamou a atenção. Tinham pessoas que foram convocadas para entrevista que já trabalham em programas especiais da prefeitura como coordenadores. Fiquei totalmente sem condições de competir, você sabe né, nessa situação quem está dentro tem mais facilidade de entrar. Já que isso foi feito no edital da saúde, com certeza nos outros também aconteceu o mesmo. Fica aqui minha indignação com essa falta de respeito com grande maioria das pessoas que ficaram horas e horas na fila para entregar seus documentos e acabaram sendo enganados com toda essa situação. Será que a secretaria de saúde compactua com isso? Está aí uma questão a ser debatida"

9 comentários:

Anônimo disse...

Roberto,
O abuso na utilização das contratações temporárias é uma vergonha.
Existem vários procedimentos de contratação via REDA (Regime especial de direito administrativo). Em várias secretarias, veja no link alguns editais http://www.estouprocurandooquefazer.com/2012/05/reda-rosinha-e-dona-absoluta.html

Vários cargos oferecidos pelo REDA já foram objetos do último concurso. Ou seja, tem gente que ralou mt pra passar, teve um bom desempenho, mas não entrará. Enquanto um temporário, sem concurso, com conhecidos na PMCG pode entrar via REDA.
Fiquei sabendo por uma pessoa da PMCG que na análise de currículo do REDA serão bem considerados os que já ocupam as vagas em função de contratação anterior, alegou essa pessoa que isso caracterizaria a experiência do contratado.

Estamos diante de uma manutenção de um cabide de emprego. Um absurdo, mas infelizmente a sociedade campista não se mexe, o governo faz o que quer e a oposição tb se cala.

Anônimo disse...

Os comentários são muito pertinentes,no entanto o que mais chamou minha atenção é que o Ministério Público, de posse de tantas informações, até hoje não tenha se manifestado.Quem poderá nos salvar? o Chapolin Colorado?
A indignação é de todos que entregaram seus documentos para serem avaliados, porque não foi feita inscrição de ninguém, para quê? Uma vez que, já tem os dados de todos que foram selecionados pis são funcionários da própria prefeitura. Será que esses chamados para cargos especiais deixarão seus DAS, ou vão acumular? DAS não é dedicação exclusiva, inclusive fora do período de trabalho? Estamos esperando respostas,de quem não sabemos porque todo mundo manda nesta planície, até Tom e Jerry se tornaram amigos.

Anônimo disse...

Esses coordenadores que já trabalham em programas especiais da própria prefeitura, devem estar precisando mais do que quem está desempregado precisando de uma colocação no mercado de trabalho.

Anônimo disse...

Cadê os que defendem a prefeitura? Porque não se manifestam? Devem ter uma resposta para a população, não é? Aliás, sempre tem.

Anônimo disse...

Roberto e o tempo de casa como fica vamos perder, pois eles falam que e para legalizar, e o FGTS que desconram da gente?

Anônimo disse...

As pessoas selecionadas nestes processos sao as que ja trabalham la. Foram avisadas antes p/ que pudessem ter bastante tempo de organizar a documentacao, inclusive com indacacao dos locais onde deveriam conseguir essas documentacao. Nao existe justica, eu nao acredito.

Anônimo disse...

Há bastante tempo nessa cidade não acontece nada para batermos no peito e dizer: SOU CAMPISTA COM ORGULHO!!! Campos cidade sem lei.

Marcos Valerio disse...

Compartilhei no facebook Roberto.
Abçs!

Anônimo disse...

Há muito tempo estamos vendo e convivendo com a situação crítica da Saúde em Campos dos Goytacazes,este problema de água é mais um, o pior mesmo são as condições desses profissionais que dedicam seu tempo a salvar a vida dos outros. Porque será que médicos competentes não assumem cargos de confiança? Certamente não querem ver toda uma carreira construída indo por água abaixo. Os valores mudaram,honrar a família está longe de ser levada em consideração. Os cargos de confiança na realidade hoje não passam de capatazes, porque mandam, desmandam por incompetência,e no final dá nisso. É muito cacique para pouco índio(será porque esta planície foi habitada por índios goitacazes?), a escravidão se dá em todos os lados e atividades em nosso minicípio, mas trabalhar sem água, comida de má qualidade e falta de EPI, não combina com uma cidade tão rica.
Aguardamos parecer do MP.