quinta-feira, novembro 28, 2013

Técnicos de Tecnologia da Informação (TIC) que prestam serviços para a Petrobras reclamam de "demissões bárbaras"

Abaixo o blog publica a reclamação de um dos milhares de técnicos de informática ou TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) que prestam serviços terceirizados para a Petrobras. Por razões evidentes, o blog não vai divulgar seu nome. Ele sugeriu a leitura de um manifesto escrito pelo engenheiro Célio Franco e publicado no site da Federação Nacional dos Petroleiros (FUP)* (ver atualizações) que o blog decidiu também publicar. O blog abre espaço para que gerentes da empresa possam se manifestar sobre as reclamações:

"Estou lhe enviando este manifesto:
http://fnpetroleiros.org.br/?p=5600

Sobre a grande covardia que vem acontecendo em toda a TI da Petrobras. É vergonhoso! Totalmente contra os princípios e código de ética da empresa.
Contratados da TI sendo demitidos após mais de 15 anos de trabalho aqui dentro. Eles e suas famílias sendo despejados sem nenhuma dignidade e gratidão.

Você poderia ajudar a divulgar?
Obrigado e um abraço!"


Manifesto contra privatização e demissões bárbaras de contratados na TIC
Importante: este manifesto não é uma apologia aos desocupados ou crítica gratuita à empresa. Trata da defesa dos interesses da própria PETROBRAS e dos sagrados direitos dos empregados contratados, que têm emprestado a sua genialidade e esforço a esta empresa durante muitos anos, e merecem nosso profundo respeito, porque são Gente como a Gente, trabalhadores, e nunca serão meros serviços!
Enquanto a PETROBRAS investe milhões na grande mídia para difundir, em comemoração dos 60 ANOS o seu brilhante slogan, “GENTE é que INSPIRA a GENTE”, mais que inspirado…, que traz felicidade e até arrepia ao ouvir…
Enquanto o Código de Ética da PETROBRAS, em seus princípios, impõe enfaticamente já no item primeiro que: “O respeito à vida e a todos os seres humanos, a integridade, a verdade, a honestidade, a justiça, a eqüidade, a lealdade institucional, a responsabilidade, o zelo, o mérito, a transparência, a legalidade, a impessoalidade e a coerência entre o discurso e a prática são os princípios éticos que norteiam as ações do Sistema Petrobras”…
Enquanto entre os dez compromissos da Diretoria ETM, constam: “1. Conduzir nossas atividades com ética e transparência”… e “5. Cuidar das pessoas, preservar o meio ambiente e garantir a segurança operacional”…
Vemos na TIC um panorama muito diferente: (1) a INcoerência entre o discurso e a prática, que viola flagrantemente o Código de Ética… (2) a total falta de compromisso com o Cuidar das Pessoas e com a Segurança Operacional… o que destoa dos compromissos assumidos… enfim… vemos no ambiente atual da TIC, entre petroleiros e contratados, um cenário dantesco de demolição… fato lamentável e bárbaro… digno dos primórdios da revolução industrial…e da exploração do trabalho… perpetrado por verdadeiros “Snakes in Suits”… sem a mínima sensibilidade humana ou de gestão…
Mesmo que esse desmanche fosse necessário… e NÃO é… ninguém merece ser aterrorizado / demitido deste modo… nem o pior dos vagabundos… num final de ano e sem qualquer consideração…
Enfim, vemos de um lado, Profissionais fantásticos – contratados – com 8, 10, 12 ou mais anos de casa… muitos dos quais praticamente criados dentro dessas paredes e que deveriam ser PREMIADOS pela excelência do trabalho realizado…sendo jogados para fora… como TRAPOS VELHOS… Capital intelectual e Humano que é descartado de forma alucinada, sem o mínimo cuidado e respeito…
De outro lado, Jovens Petroleiros sendo coagidos por gerentes a sujar as mãos com o ‘sangue dos inocentes’… orientados a ligar o ‘sugador de cérebro’ em suas ‘vítimas contratadas’… com a ‘missão’ de conseguir absorver o conhecimento das mesmas em prazos de 2 a 6 meses… antes da degola… Um absurdo até mesmo técnico numa área de alta tecnologia, considerando-se as premissas básicas do que é uma “Curva de Aprendizado”… Além de um profundo tormento moral… a decisão entre NÃO obedecer e ser perseguido, tendo a carreira comprometida… OU obedecer e atentar contra a própria consciência e valores… e ainda mais… com o compromisso de guardar absoluto… SIGILO…
Será mesmo que tais ordens, que afrontam o Código de Ética e os Compromissos da ETM… merecem ser abrigadas pelo compromisso do… SIGILO ? Ainda em tempos de LAI (Lei de Acesso à Informação) ? Ou essas ordens merecem ser colocadas rapidamente sob a ‘luz da candeia’ que ilumina…? Afinal, existem ou não existem os compromissos reais com a transparência, com a coerência entre o discurso e a prática e com o Cuidar das Pessoas?
MUITO PIOR… em tempos de Espionagem Cibernética… até por potências estrangeiras ‘amigas’, enquanto a Presidente da PETROBRAS vai ao Senado da República garantir que a empresa está investindo bilhões em Segurança da Informação… a TIC joga fora parte dos PRINCIPAIS PILARES da segurança da informação: (1) os profissionais contratados que têm o conhecimento, comprometimento e que vestem a camisa dessa empresa há muitos anos… isso porque Segurança da Informação tem muito mais a ver com pessoas que com aquisição de Hardware e Software… e (2) a infraestrutura de TI, que está sendo PRIVATIZADA, colocando servidores, Storages, Bancos de Dados e Sistemas sob a administração de empresas terceirizadas… ou seja, o mesmo que colocar “Gambás para tomar conta de Galinheiros”… e cláusulas contratuais de sigilo (o OBAMA que o diga)… não garantem nem NUNCA garantiram nada nesse mister…
Portanto, esse manifesto BRADA POR QUEM tenha ouvidos de ouvir… olhos de ver…e poder para decidir e rever… no entendimento que “Buscar Inspiração nas Pessoas presume respeitar cada uma dessas pessoas e manter um ambiente onde todos se sintam felizes e motivados”… petroleiros e contratados… para a harmonia e o bem comum, a serviço de uma PETROBRAS cada vez melhor, construída por Mentes Brilhantes e Geograficamente Dispersas”…
1. Pela mudança imediata da estratégia atual, de desmanche e desrespeito ao trabalhador, prevenindo muitos prejuízos futuros à PETROBRAS…
2. Pelo respeito ao Código de Ética e aos Compromissos da ETM !!!
3. Contra a privatização disfarçada da TIC e de outras áreas da companhia…
4. Por uma primeirização verdadeira e consciente!
5. Pelo respeito e valorização que merecem os companheiros contratados, gente como a gente!!!
Artigo escrito pelo petroleiro Eng. Celio Franco, PMP/CRISC.

PS.: Atualizado às 15:34: Para corrigir que a publicação foi no site da FNP (Federação Nacional do Petroleiros) e não da FUP (Federação Única dos Petroleiros).
O blog aproveitou para indagar de sua fonte se sabia informar sobre a situação dos contratados via a CTIS empresa contratada para serviços de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na Bacia de Campos. A CTIS empresa teria hoje entre 1 mil e 2 mil funcionários prestando serviços em Campos na Rua 13 de Maio, a grande maioria ex-alunos do IFF. 
Sobre a CTIS e outros assuntos sobre TIC a fonte do blog informou também:
"Em relação a CTIS, que funciona na 13 de Maio não tenho muita informação. Acho que por lá não tem mudado muita coisa. Até mesmo porque eles estão num formato de outsourcing mais definido desde o início. O problema que está acontecendo aqui, é que muitos dos contratados em todas as regionais estão sendo mandados embora e sendo substituídos por contratos de serviço externos. Então, a Petrobras não quer pagar mais por pessoa e sim por serviço. Na prática, acontece que a empresa que ganha este contrato de serviço, pode estar em qualquer lugar do país, e quer fazer MUITO mais com muito menos como também oferecem salários muito abaixo do mercado.

Tudo isso por causa do PROCOP:
http://www.investidorpetrobras.com.br/pt/destaques/procop-divulgacao-das-metas-de-reducao-de-custos-com-economia-potencial-de-r-32-bilhoes-no-periodo-de-2013-a-2016.htm

A nossa área é uma das mais afetadas. Pois hoje tem-se a ideia aqui que a TI é apenas "despesa" para uma empresa onde o negócio fim é petróleo. O que eu acho completamente errado... ... A Petrobras, como uma empresa que quer ser considerada "de ponta" e reconhecida internacionalmente, DEPENDE e muito de tecnologia pra isso. Não se pode simplesmente "desinvestir" em tecnologia e capital humano achando que está fazendo um bom negócio nesta altura do campeonato.

Abraço e obrigado mais uma vez!"


PS.: Atualizado às 15:58: Para corrigir a especificação do termo TIC que é Tecnologia da Informação e Comunicação como lembrou o Guilherme Almeida em seu comentário abaixo.

PS.: Atualizado às 23:58: Para corrigir no texto da nota a origem do manifesto como sendo da FNP e não da FUP.

14 comentários:

Anônimo disse...

Nao sei se e o caso, mas essa historia de acabar com a terceirizacao e uma faca de dois gumes - primeriza-se produzindo como efeito colateral a demissao dos antigos. Deve-se tomar muito cuidado com a apologia a primeirizacao... Invariavelmente ela produz vitimas.

Guilherme de Freitas Almeida disse...

Corrigindo, TIC = Tecnologia da Informação e Comunicação

Nova área após a fusão da TI + TECOM

Manoel Ribeiro disse...

Teoricamente todos os trabalhadores na Petrobras deveriam ser funcionários aprovados em concurso público.
Se temos terceirizados com mais de 10 anos tem algo errado, não?
Se eles são tão bons porque não prestaram concurso?
Agora a culpa é da Petrobras?
Me faz lembrar os "mata-mosquitos" que eram contratados pela Sucam, que depois virou FNS. Eles tinham contrato de 6 meses que sempre foram prorrogados. Quando o governo resolveu não mais renovar seus contratos foi choradeira geral, porque a maioria se acostumou com a situação e não entendeu que os contratos eram TEMPORÁRIOS, portanto deveriam ter buscado logo outra fonte de sustento.
Podem me criticar, mas eu entendo que quem é funcionário terceirizado ou temporário em empresa ou órgão do governo tem que ter a noção que um dia o comodismo vai acabar e, portanto, devem ou fazer o concurso para ser devidamente registrado conforme a lei ou então buscar logo outro emprego.

Anônimo disse...

Concordo com Manoel Ribeiro.
Eu já fui contratado e depois de algum tempo concursei.
A questão e que muitos terceirizados querem o melhor dos dois mundos (Especificamente na área de TIC).
Querem os altos salários pagos a maioria dos contratados e os benefícios dos empregados próprios.
Outra coisa escuto pelos corredores da empresa que a TIC perdeu o foco dentro da empresa se tornando pesada e ineficiente.

Anônimo disse...

Por favor Manoel Ribeiro me responda, se todos os terceirizados fossem demitidos, a Petrobras continuaria operando da mesma maneira, não seria afetada em nada?

Anônimo disse...

A Petrobras hoje poderia ter o mesmo desempenho sem os terceirizados?

Anônimo disse...

A PETROBRAS é cobrada por resultados, sendo assim os terceirizados competentes e comprometidos com a empresa certamente manterão suas posições ainda que numa condição diferenciada. Afinal a constituição é clara ser empregado da PETROBRAS só através de Concurso Público.
Boa Sorte e estudem muito companheiros. Especialmente os competentes profissionais da TIC.

Anônimo disse...

Manoel Ribeiro... passar no concurso quer dizer que o cara teve competência para passar na prova, não que é competente para trabalhar na companhia. Passar na prova só quer dizer que você conhece bem a banca da CESGRANRIO; nada mais.

Anônimo disse...

Passar no concurso não garante que a pessoa terá brilhante desempenho profissional, as estatais possuem em seus quadros vários exemplos disto, além do mais, alguns se preparam anos para entrar na empresa apenas no intuito de ter estabilidade no emprego.

Anônimo disse...

Passar no concurso não garante competência profissional. A Petrobras sequer exige experiência para a maioria dos cargos.
Sabemos muito bem que vários concursados são os conhecidos “profissionais de livros”. Profissionais sem experiência profissional, sem know how, mas que simplesmente cumpriram os requisitos de uma prova acima de tudo teórica.
De forma alguma estou querendo diminuir os colegas que se encaixam no perfil acima e foram aprovados no concurso, mas essa é uma realidade que ninguém pode negar.
A grande verdade é que os terceirizados são tão importantes para a companhia quanto os empregados. Especificadamente em se tratando da TIC me atrevo a dizer que até mais importantes pela função “operacional” que desempenham, tendo um conhecimento importantíssimo para a Petrobras.
Desprezar o que os terceirizados fazem pela companhia, hoje e durante tantos anos, é dar um tiro no pé.
A Petrobras não funciona sem a TIC, e a TIC não funciona sem os terceirizados.

Seguidores disse...

Concordo com você, parabéns pelo artigo

Anônimo disse...

Não se trata de saber que o contrato vai acabar, mas de o empregador garantir a dignidade da pessoa humana. Quando se ganha um salário justo há como se prevenir para o desemprego.

Anônimo disse...

No meu mandato,todos os terceirizados passarão para o quadro!!!!

Tony disse...

Curioso, vc faz parte da História da PETROBRAS, trabalha pra Caramba, ensina esses, com todo respeito "Zé Manés da vida" a trabalhar e ainda tem que ler que ser uma terceirizado (contratado) é ser acomodado.
Deve ser seu primeiro emprego né ? Zé Mané Ribeiro.