sábado, outubro 20, 2012

Abelão!

Aproveitando o clima light do final de semana vamos a um comentário sobre futebol.

Enquanto o Goyta e o Flamengo do blogueiro enfrentam os percalços em suas competições, ele observa o técnico do campeão brasileiro de 2012, o Abelão.

Além dele ser ex-jogador e ter começado a carreira de técnico no Azul da rua do Gás, o que já lhe garantiria uma simpatia natural, o Abel, está sobrando (usando um jargão do esporte bretão) entre seus pares no Brasil.

Para este blogueiro Abelão seria uma ótima pedida para tentar arrumar a nossa desanimada seleção.

Ele é sofisticado sem perder a simplicidade, como diz meu amigo Helinho. Pode-se observar que sua relação com os jogadores é diferenciada.

Abel não inventa, como alguns técnicos com táticas e explicações complexas que são deixadas de lado pelos jogadores na hora H.

Abelão consegue ser parceiro, sem paternalismo do tipo papai Joel. Exige profissionalismo, sem o autoritarismo do tipo do Luxemburgo e, melhor, sem a empáfia do Murici.

A CBF poderia se aproximar da população e escalar Abel, após levantar o caneco junto dos jogadores tricolores no Campeonato Brasileiro para animar a nossa seleção no ano de 2013 para a Copa de 2014.

Parabéns antecipado aos torcedores tricolores, que como merecidos campeões, certamente aceitarão as necessidades da nossa seleção.

5 comentários:

Ricardo Fla disse...

Só esqueceu de citar a arbitragem que ajudou em cerca de 22 pts a equipe dos bambis cariocas e uma coisa professor: prepare o comentario de reparo, pois o campeão vai ser o Galo, a justiça será feita. O Fluzinho tem dois grandes aliados neste campeonato, os arbitros e a imprensa...!

Anônimo disse...

http://www.estouprocurandooquefazer.com/2012/10/deputado-garotinho-tem-integridade.html

Bruno Lindolfo disse...

Não sei em que mundo vive o comentarista Ricardo. Neste, com o Tricolor sendo beneficiado pelo apito ou com imprensa complacente, não é.

No primeiro turno o Fluminense era assaltado jogo sim, outro também, sem que ninguém dissesse nada. Aliás, mesmo após ter tomado a ponta, o Galo permanecia a menina dos olhos da imprensa, o time a ser batido.

Sobre essa mesma imprensa, veja e leia o clima criado para o jogo de amanhã e a animosidade entre as torcidas. Tire as suas conclusões.

Dentre as diversas variáveis que ditam o futebol e seus resultados justiça é, de longe, a última delas. Fosse a justiça, o Fluminense teria sido campeão da Libertadores em 2008, numa das melhores participações registradas por um time naquele campeonato (e foi roubado na final). Sendo a justiça, de certo, o Brasileirão deve ficar com o time que apresentou a melhor participação da era dos pontos corridos, isso referendado em números, que o comentarista gosta.

Enfim, explique a bipolaridade paranóica do time "sem torcida e camisa" que "compra e influi em resultados"...

Cuidado lá embaixo, Ricardo, embora a concorrência seja péssima. Deixo minha torcida e solidariedade pela manutenção, em prol da reeleição da Paty. Assim vocês voltam a ser um espasmo histórico entre 70 e 80.

Roberto, deixe o Abelão no Flu! Precisa buscar a Libertadores inédita que, ao contrário da torcida arco-íris de minha geração, verei.

Abs! (e ainda não tem nada decidido!)

Ralph Prates disse...

Pelo amor de Deus!!
Um treinador que em todos os jogos tira um atacante ou um meia do seu time e põe um cabeça de bagre, ou melhor, cabeça de área, e assim ganha os jogos no sufoco não merece ir pra seleção.
Com o Cavalieri operando milagres e o Fred sobrando la na frente, até o papai Joel estaria bem!!!

Ricardo disse...

Caro LINDOLFO ( que nome hein ? ),
a questão do favorecimento a teu timeco é fato, visto o assalto referido no ultimo Domingo na falta batida pelo energumeno do " Mercenarinho Gayúcho ", mas, justiça será feita, o caneco vai para a Cidade do Galo, pode anotar aí...Obds.: Cuidado na torcida para o rebaixamento do maior do mundo, lembro-te: " - Time grande não cai...", além disso quando é que vcs voltam para disputar a Segunda que até hoje não realizaram ?